“Transformei meu hobby em minha profissão”, diz o melhor mecânico de bicicleta do ranking Selo de Qualidade

 

O ranking que avalia o melhor mecânico de bicicleta do país tem um novo campeão do mês: em novembro ninguém fez um trabalho melhor do que Hebert Luis Moreira Neto. Mecânico da Entre Trilhas, em Minas Gerais, ele foi até a Escola Park Tool buscar a profissionalização. Formou-se e encontrou o reconhecimento do trabalho.

“Não imaginava que teria meu trabalho reconhecido, com tão pouco tempo de atuação profissional como mecânico de bicicleta formado, então foi uma surpresa e tanto. Devo reconhecer, também, que este prêmio é fruto do trabalho em equipe que temos na loja”, disse o hoje mecânico de bicicleta profissional Hebert.

Ele conta, também, que a empresa onde trabalha foi crucial neste momento da vida, pois deu todo o suporte para ele se capacitar no Curso de Formação Profissional da Escola Park Tool. Esta é prova de que as empresas estão se conscientizando da importância que é ter um profissional realmente capacitado e certificado, ainda mais por uma das principais instituições de ensino do segmento. Afinal, ter um profissional com um diploma na mão pode ser um grande diferencial para quem tem uma oficina de bicicletas.

Transformei meu hobby em minha profissão

“Sempre tentava consertar, desde pequeno, as minhas bicicletas e as dos meus amigos. Gostava muito de ajustar os freios da bike, foi o primeiro sistema que procurei entender para eu mesmo arrumar, depois a relação de marchas e por aí foi, mas até então fazia apenas por hobby. Hoje transformei meu hobby na minha profissão, trabalhando com o que realmente amo”, comemorou Hebert, que antes de atuar como mecânico de bicicleta, trabalhava em uma concessionária.

Hebert também destacou a estrutura e a qualidade da grade dos cursos oferecidos pela Escola, que contam, segundo ele, “com ótima didática, excelentes instrutores, sempre dispostos a tirar dúvidas e dedicados no atendimento. Além disso, oferecem o contato 100% com as ferramentas e bicicletas para a evolução do aprendizado”.

Planos para o futuro

Formado, certificado e reconhecido, Hebert sabe que não pode parar: “Não dá para parar de aprender, o aprendizado é diário, sempre tem algo novo surgindo!”

Como o conhecimento é algo que se renova, ele pretende manter a qualidade e progredir, mantendo-se sempre atualizado e focado no seu crescimento profissional.

“Desejo botar, ao longo da minha carreira, o sorriso no rosto dos nossos clientes, sejam os antigos que retornam ou os novos que estão por vir, pois se eles depositam a confiança no nosso trabalho, é nosso dever deixá-los satisfeitos”

 

E você, pronto para arrancar sorrisos, trabalhar com o que ama e ter o mesmo entusiasmo do Hebert? Faça como ele, busque a capacitação que o reconhecimento vem de forma natural. Acesse https://goo.gl/c88S2Z e se inscreva em um dos nossos cursos.

Estágio em oficinas e bike shops: oportunidade de inserção no mercado que só a Escola Park Tool oferece

Quem pretende trabalhar com mecânica profissional tem um ótimo aliado para entrar no mercado profissional e ter as primeiras experiências de trabalho. O programa de estágio da Escola Park Tool oferece esta oportunidade aos alunos formados no curso profissionalizante, colaborando com a adaptação do novo profissional ao segmento de mecânica de bicicleta.

Quando você está estudando, se capacitando e se preparando para uma carreira profissional, a ansiedade de se inserir no mercado de pode gerar preocupação. Afinal, nem sempre é fácil encontrar alguém que ofereça uma oportunidade de trabalhar.

Na Escola Park Tool é diferente: em parceria com algumas oficinas e bike shops, os alunos recém-formados têm a chance de aplicar todo conhecimento teórico e prático no dia a dia no ambiente de trabalho. E ao lado de um profissional capacitado, que orienta e auxilia nesses primeiros passos.

“Busquei a capacitação para trabalhar com o que eu amo e o programa de estágio dá o norte de por onde devemos começar. Viver a rotina de uma oficina e, principalmente, ter os ensinamentos, dicas e vivências de pessoas mais experientes está me ajudando a me sentir mais capacitado e confiante para atuar como mecânico de bicicletas”, explica José Eduardo Renó Costa, que atualmente estagia na Everybike, de São Paulo-SP.

Já o mecânico Wesley de Souza Lemos afirmou que o estágio que fez na Cyc Cyclist, também da capital paulista, foi crucial para sua vida profissional: “O estágio me ofereceu a prática de fato, aliada ao conhecimento que tive na Escola. Pude trabalhar e colocar a mão na massa. Hoje sinto que tenho uma ótima base para no futuro atender os meus clientes, solucionando todos os problemas que venham a ocorrer”.

Oportunidade única de ter uma experiência real de trabalho

Ao fazer parte do programa de estágio, o aluno consegue vivenciar a rotina de uma oficina, se deparando com problemas reais de clientes e ciclistas exigentes. Isso tudo prepara ainda mais o futuro profissional, que vai aprender pouco a pouco a como lidar com a questão de atendimento, reparos, ajustes, etc – e com o certificado internacional da Park Tool, que permite trabalhar como mecânico de bikes em praticamente qualquer lugar do mundo.

“Criamos o programa de estágio em 2014, em um dos treinamentos da Park Tool. Com isso, o futuro dono de loja ou mecânico profissional poderá ter uma experiência mais completa, ainda mais contando com profissionais e empresários já experimentados, que podem ajudar na troca de informações”, explicou o diretor de ensino e fundador da Escola Park Tool no Brasil Henrique Zompero.

O curso de Formação Profissional inclui os módulos Iniciante, Intermediário, Avançado, Suspensão Rock Shox e Manitou, Relação, Freio Hidráulico, Rodas, Di2 Eletrônico e Técnico Sr Suntour, totalizando 104 horas de aulas presenciais e aproximadamente 40 horas de estágio.

Que tal estar preparado para o mercado e ser um profissional reconhecido? Acesse agora mesmo nosso site e se inscreva: https://goo.gl/c88S2Z

Guia de cicloturismo: quais ferramentas levar em viagens curtas, viagens longas e travessias

Roteiros curtos, longos ou grandes travessias, não importa: cicloturismo, a melhor coisa que você pode levar é o conhecimento. Antes de tudo, a preparação e estudo da sua cicloviagem. Estar preparado e capacitado para pedalar longas distâncias e por vários dias, traçando um roteiro das cidades que irá passar serão grandes diferenciais durante a sua viagem. As paradas estratégicas tornarão sua viagem mais tranquila. Confira abaixo algumas dicas que irão ajudar muito no seu planejamento.

Monte um cronograma para fazer a manutenção da sua bicicleta

Uma boa viagem de bicicleta começa sempre pelo planejamento. No cicloturismo, então, planejar é se precaver. A principal dica é decidir previamente o roteiro da sua viagem e traçar um verdadeiro cronograma para realizar manutenções e ajustes na sua bicicleta.

Este roteiro de manutenção vai ajudar a aliviar o peso da sua bagagem. Ao dedicar algumas horas para buscar mecânicos profissionais e bem capacitados nas regiões que você irá passar, você evita que sua bicicleta tenha um maior desgaste. Mas procure sempre alguém realmente capacitado, que entenda as necessidades para resolver seus problemas e que tenha conhecimento comprovado sobre as indicações dos fabricantes.

Lembre-se: sua bike terá um uso contínuo e extremo, sendo muito necessária a lavagem e limpeza corretas dela para continuar funcionando bem.

Leve ferramentas estratégicas que não sejam muito pesadas

Durante uma cicloviagem você está sujeito a problemas, e isso é normal. O pneu pode furar, a corrente pode desencaixar e por aí vai. Por isso é interessante e essencial você montar um kit de emergência para praticar o cicloturismo:

  • Canivente multifunções: práticos, leves e muito funcionais, são capazes de sanar problemas emergenciais
  • Espátula para pneus: será muito útil nas emergências, para retirar o pneu da bicicleta e trocar a câmara;
  • Lubrificante para corrente: um tubinho de aproximadamente 60ml, além de leve e ocupar pouco espaço, é suficiente para lubrificar a corrente e eliminar a sujeira durante a cicloviagem;
  • Remendo para câmara e pneus: indispensável em qualquer saída para evitar que o pedal seja interrompido;
  • Bomba de mão para pneus: uma hora você vai precisar calibrar os pneus – lembre-se sempre de checar a calibragem correta, geralmente informada no próprio pneu;

Pergunta: é preciso levar manchão de pneus, cabos e pastilhas para os freios e outras ferramentas?

A verdade é que se o cronograma e planejamento para manutenções forem bem feitos, você não irá precisar de nada a mais, além destes 5 itens acima. Estes já serão suficientes para você ter a autonomia e realizar reparos e ajustes mais emergenciais, desde que, claro, você esteja capacitado para tais tarefas.

Capacite-se, busque conhecimento sobre a bike antes de praticar o cicloturismo

Se o conhecimento é o grande diferencial para praticar cicloturismo, a Escola Park Tool oferece diversos cursos de mecânica de bicicletas que promovem a capacitação dos ciclistas. Com foco na teoria e, principalmente, na prática, é possível entender e compreender a importância da manutenção preventiva para aumentar a vida útil da bike e seus componentes, assim como cada parte da bicicleta funciona, qual ferramenta é indicada para determinado ajuste, entre outras coisas.

*Publicada originalmente no Bike Magazine

*Foto: Israel Coifman/Lifelapse

Seja uma oficina autorizada em suspensão Rock Shox e componentes Sram

Mecânicos e lojistas formados na Escola Park Tool possuem, além da capacitação em diversas áreas da mecânica de bikes, benefícios que só conseguem obter aqui, na melhor escola de mecânica da América Latina. Um deles: se tornar uma oficina autorizada em Sram e em suspensão Rock Shox.

Centro Técnico Autorizado Sram e Suspensão Rock Shox

A sua oficina pode fazer parte deste seleto grupo e, através da especialização, se tornar um centro técnico autorizado Rock Shox e Sram, certificado pelo distribuidor oficial das duas marcas no Brasil. Para isso, é necessário que algum mecânico da sua equipe conclua os 4 módulos relacionados ao tema que a Escola Park Tool oferece: Suspensão Rock Shox, Shock Traseiro Rock Shox, Freio Hidráulico e Relação.

Única instituição do Brasil reconhecida pela Proparts para oferecer o conteúdo sobre os equipamentos, a Escola Park Tool iniciou uma parceria com o grupo ainda em 2017. O objetivo é promover vantagens aos profissionais de mecânica, lojistas e, consequentemente, aos ciclistas que fazem uso de produtos da marca.

Ser uma oficina autorizada só traz pontos positivos. Primeiro, significa que a sua empresa sabe como funcionam os componentes Sram e qualquer suspensão Rock Shox. Além disso, evita que ciclistas sejam lesados por reparos malfeitos por mecânicos não autorizados. Ainda mais em componentes e equipamentos com alto valor agregado, que necessitam de um trabalho de especialista, minucioso.

Seja referência: a especialização traz mais clientes e credibilidade

Marcelo Prust se formou na Escola Park Tool e, com isso, passou a ser referência na sua região, em Papanduva-SC, onde atende na Prust Bike Center. “A especialização se tornou um grande diferencial para o meu negócio, abrindo muito o mercado para mim, comemorou Prust.

E isso aconteceu justamente ao se tornar um centro técnico autorizado Rock Shox e Sram.

“O conhecimento que obtive foi capaz de aumentar minha credibilidade com os meus clientes. E, por ser autorizado Proparts, muitas pessoas vêm me procurar, pois confiam no trabalho e sabem que vão ter seu problema solucionado, tudo de acordo com o que o fabricante indica”, conclui ele.

Seja autoridade no assunto: ser referenciado por grandes marcas gera mais confiança

No caso de Antonio Estevão Neto, proprietário da Aestevão Bikes, que fica em Campo Grande-MS, o curso que concluiu mudou sua visão de negócios:.

“A certificação dá mais autoridade para o mecânico trabalhar. Como uma autorizada, tenho acesso a ferramentas e manuais técnico de alto nível e, principalmente, o acesso diferenciado a compra de grandes marcas e componentes que a distribuidora me proporciona”, explica.

 

Atestado de qualidade do distribuidor oficial de Rock Shox e Sram

Ao criar os padrões de qualificação passados nos cursos oferecidos pela Escola Park Tool, a Proparts passou a reconhecer os profissionais com CNPJ como uma oficina autorizada. Como especialista em suspensão Rock Shox e componentes Sram, você tem direito a comprar peças de reposição e manutenção direto com o distribuidor, que contam com alguns privilégios de atendimento e relacionamento comercial.

“Precisávamos ampliar a capacidade de treinar os mecânicos de sua rede de revendas de Rock Shox e SRAM. A parceria com a Escola Park Tool vai fazer com que a velocidade de propagação do conhecimento sobre a manutenção das tecnologias da Rock Shox seja muito maior”, analisa Marcelo Maciel, diretor geral do grupo Proparts.

É hora de se transformar e mostrar ao mercado como você pode se diferenciar. Com estes cursos, sua loja, além de ter um profissional atualizado e expert no assunto, estará habilitada a comercializar peças de reposição diretamente do distribuidor. Que baita oportunidade, não é mesmo?

Seja você o agente de mudança. Atualize-se e busque qualificação. O mercado de bicicletas vem crescendo ano após ano e com ele cresce a demanda de serviços e necessidade de profissionais ainda mais capacitados e atualizados.

 

 

Melhor mecânico do Brasil dá 3 dicas para você aplicar na rotina da sua oficina de bicicleta

Pela quarta vez ele chega ao lugar mais alto do pódio, no ranking que permite aos ciclistas avaliarem o serviço dos mecânicos profissionais, o Selo de Qualidade. Diego Hertel, campeão em fevereiro, abril e setembro, deu continuidade ao bom trabalho e conquistou posto de melhor mecânico de bikes do Brasil também em outubro. Conversamos com ele e pedimos algumas dicas do campeão para você aplicar em sua oficina de bicicleta e ser reconhecido pelos seus clientes. Confira:

Mantenha sempre a oficina limpa e organizada, principalmente a bancada e o chão

Uma das coisas que o curso profissionalizante da Escola Park Tool ensina é a questão da limpeza e organização na sua oficina de bicicleta. Afinal, a primeira impressão é a que fica, certo? Diego compreendeu a importância e aplicou as ideias no dia a dia da sua oficina, o que se mostrou um verdadeiro diferencial.

“A limpeza mostra muito do jeito do profissional e o cuidado que ele tem. Além disso, manter a bancada bem organizada, sem bagunça, ajuda muito nos processos de ajustes. O chão principalmente deve estar muito limpo, pois ajuda, inclusive a encontrar alguma peça que tenha caído”, comentou o mecânico da oficina D’Bike, de São Bernardo do Campo-SP.

Organize as ferramentas de acordo com o serviço que irá realizar

No curso que concluiu, Diego também aprendeu a ter mais praticidade no trabalho, facilitando os serviços de reparo e manutenção. Por isso, outra dica que ele compartilha para quem trabalha numa oficina de bicicleta é: organiza diariamente a sua bancada de ferramentas.

Ao separar as ferramentas de acordo com o seu uso e deixando-as agrupadas, perto uma das outras, você pode ter um desempenho muito melhor na sua rotina, realizando os processos de forma mais ágil. Além disso, deixa a bancada de ferramentas mais bonita e visualmente agradável.

Por exemplo: se for realizar um ajuste nas rodas, deixe as ferramentas para isso próximas e ao seu alcance. O mesmo acontece com ferramentas de movimento central ou qualquer que seja o seu foco e especialidade.

Ouça e entenda as necessidades do seu cliente

Trabalhar numa oficina de bicicleta exige conhecimento, qualificação e, além de tudo isso, especializações e um ótimo atendimento. Foi a soma desses fatores, não por acaso, que colaboraram para que Diego Hertel chegasse ao topo do Selo de Qualidade quatro vezes em 2018.

“O bom mecânico deve ouvir atentamente o cliente para entregar a melhor solução mecânica a ele. E, por isso, o curso de capacitação faz total diferença, junto com as especializações, que deixam o profissional ainda mais preparado. Com o conhecimento dos manuais de uso de cada fabricante é possível ter a confiança necessária e estar capacitado para realizar qualquer serviço, entregando um serviço de qualidade aos ciclistas”, explicou o mecânico do mês de setembro.

E aí, o que achou das dicas do campeão do Selo de Qualidade? Quer melhorar o seu serviço e atendimento e ser reconhecido no meio bike como um mecânico de confiança? Busque a capacitação, assim como fez Diego, e quem sabe você pode ser o próximo melhor mecânico do Brasil.

O que você precisa para montar a oficina mecânica de bikes ideal

Muita gente questiona: como é a oficina mecânica de bikes dos sonhos? Em que é preciso investir para ter sucesso como um mecânico profissional? Quais os produtos indispensáveis para quem vai abrir uma oficina? A Escola Park Tool responde tudo isso neste texto.

O que preciso investir para montar a oficina mecânica ideal?

Apenas duas coisas, mas que representam muito: conhecimento e capacitação. Juntos, são a base de qualquer negócio que alguém venha a construir. Logo, no segmento de mecânica de bicicletas, não é diferente.

Investir em um curso profissionalizante – e futuramente em especializações, grandes diferenciais – é a chave do sucesso para quem deseja viver do que gosta. Afinal, com ele é possível ter acesso a conteúdos teóricos e práticos, certificados por marcas renomadas (veja mais clicando aqui). O futuro mecânico profissional aprende a criar processos e padrões de serviços que visam a atender da melhor forma os clientes, no caso, os ciclistas.

Ao se capacitar profissionalmente, o aluno também aprende sobre gestão e precificação, além da parte mecânica, do funcionamento e particularidades das peças e componentes, claro.

É esse investimento que colabora para o mecânico se inserir no mercado, montando a sua oficina, dentro dos padrões de qualidade recomendados.

O que uma oficina mecânica precisa ter para ter credibilidade?

Antes de tudo, precisa de um profissional capacitado e certificado, que consiga passar confiança aos clientes e que estará apto a solucionar todos os problemas trazidos por eles. Depois, dois fatores são essenciais e grandes diferenciais de uma boa oficina: limpeza e organização.

Foi-se o tempo em que era normal ver uma oficina toda suja de graxa, assim como o próprio mecânico. Hoje a realidade é outra e o mecânico do século XXI deve se adaptar aos padrões exigidos, inclusive, pelos clientes.

Estética é importante, sim: é o seu cartão de visitas e diz muito sobre a aparência do local e o cuidado que o mecânico tem na sua área de trabalho. Logo, ter uma oficina totalmente limpa e higienizada fará os clientes olharem diferente para você. E, fique tranquilo, nos cursos oferecidos pela Escola Park Tool, você obtém dicas para isso, como por exemplo, utilizar luvas e um avental na hora de colocar a mão na massa.

Mas limpeza sem organização não adianta nada. Ter uma bancada de ferramentas com cada uma em seu devido lugar, além de mostrar quão organizado é o profissional, ajuda até a otimizar tempo de trabalho e os processos, de modo que o mecânico efetue os serviços e reparos da melhor maneira.

Uma boa dica é procurar um especialista em arquitetura ou design de interiores para ajudar a otimizar e organizar o espaço de trabalho.

E as ferramentas, quais eu preciso?

Isso varia muito do seu objetivo de trabalho e o foco da sua atuação. Mas, novamente, graças ao conhecimento obtido nos cursos da Escola Park Tool, o mecânico poderá entender de que forma ele irá atuar. Por isso não existe uma fórmula mágica ou um conjunto de ferramentas ideal para uma oficina.

Isso vai variar muito de acordo com seu perfil de cliente e de problemas que você venha a solucionar: se for um especialista em suspensão, será necessário um conjunto de ferramentas; se você for atuar em reparos e consertos gerais, outro tipo de ferramental. E assim por diantes.

O ideal é compreender o seu objetivo e a necessidade do seu cliente. A partir daí, o seu investimento será assertivo e o seu retorno financeiro será satisfatório dentro do que você planejou.

E, lembre-se: mecânicos de bicicletas existem muitos por aí, mas um com conhecimento qualificado, limpeza e organização não é tão fácil de achar. Esses podem e serão os seus diferenciais.

 

 

Big Biker Super Edition: Escola Park tool oferece suporte neutro e lava bike

Atletas terão equipe de mecânicos à disposição para reparos e ajustes na edição 2018 que acontece na cidade de Ilhabela, em São Paulo.

Um percurso com cerca de 20km de trilhas, largada na praia e vista pro mar: os atletas que vão disputar o Big Biker Super Edition, no próximo domingo (21/10) em Ilhabela-SP terão tudo isso e muito mais. A Escola Park Tool, em parceria com a Isapa, irá oferecer suporte neutro com ajustes mecânicos para todos os atletas inscritos, além de um lava bike depois da prova.

O serviço será oferecido por dois profissionais extremamente capacitados: Ricardo Nagatomo, instrutor da instituição de ensino pioneira na América Latina, e Vinícius Oliveira, que por cinco vezes foi eleito o melhor mecânico de bicicletas do Brasil pelo Selo de Qualidade.

O suporte neutro no Big Biker estará à disposição dos atletas no sábado, um dia antes da prova, e também no domingo até a largada da última bateria. Já o lava bike , que utilizará produtos Algoo, estará disponível após a prova até as 15h de domingo.

big biker

Os mecânicos da Escola Park Tool irão realizar ajustes simples nas bicicletas dos atletas, como lubrificação de componentes, pequenos ajustes de suspensão, calibragem correta dos pneus e resolver problemas de regulagem, câmbio e freios. A equipe irá fazer o máximo possível para garantir tranquilidade aos competidores do Big Biker, para que quando for dada a largada ele se preocupe apenas em pedalar.

A edição 2018 do Big Biker Super Edition terá a largada no Píer da Vila, na região central de Ilhabela. Clique aqui  para saber mais detalhes sobre a prova.

 

Sobre a Escola Park Tool

A Escola Park Tool está no Brasil desde 2013 e já formou mais de 6.000 alunos. O curso possui dez módulos diferentes e todos eles funcionam para ciclistas amadores, lojistas do mercado de bicicletas e mecânicos interessados em qualificação profissional. É um curso moderno e totalmente alinhado com as novas tecnologias do mercado.

 

Suspensão de bike: não vacile, se der problema, leve a um mecânico especialista

Um dos componentes mais tecnológicos do universo ciclístico, a suspensão de bike merece uma atenção muito especial na hora de ajustá-la. É gigante o número de ciclistas insatisfeitos com o trabalho mal feito por mecânicos que achavam que reparar e fazer a manutenção de uma suspensão de bike fosse algo simples e fácil. Então, fuja da estatística e fique ligado nas dicas.

Para evitar dores de cabeça com serviços mal feitos na sua suspensão, a dica: procure um mecânico profissional capacitado, alguém especialista em suspensão de bike. Para ele sim, se comprovadamente qualificado com cursos sobre suspensão, será fácil ajustar sua suspensão de acordo com o seu perfil de uso.

Por que um mecânico especialista?

Você deve levar sua bike para um especialista em suspensão de bike. Somente ele, ainda mais se for capacitado pela Escola Park Tool – que oferece 3 tipos de cursos diferentes focado em suspensões (Fox, Manitou e Rock Shox) – poderá entender o seu perfil e ajustar a suspensão perfeitamente, sob medida para o seu objetivo.

E, para isso é necessário estudo, muito estudo, para entender o funcionamento desta peça. Por ser um ponto extremamente complexo e personalizado, para entregar principalmente mais performance ao ciclista e atleta, a suspensão precisa de ajustes internos e minuciosos do SAG. E isso varia de acordo com cada marca e fabricante, que têm suas próprias particularidades e instrução de manuseio em seus manuais.

E o que muda para a oficina ou loja de bicicleta ter um mecânico especialista?

Para o administrador da Bike Tech, Caetano Zammataro, ter um especialista em suspensão de bike dentro da sua equipe de mecânicos “não só aumenta a demanda do serviço, mas permite que o mecânico abra mais sua percepção na hora de procurar por problemas. Ele também é capaz de passar mais segurança ao cliente uma vez que este percebe a segurança do mecânico ao falar sobre determinado problema ou solução”.

Uma das grandes deficiências dos profissionais de oficinas mecânicas é não conhecer o produto a fundo, e principalmente não saber os serviços que podem ser oferecidos e executados em determinadas peças e componentes.

“A grande dificuldade das suspensões, é que não basta conhecer apenas uma marca. Cada marca tem sua peculiaridade, tecnologia e ferramental apropriado. E isso só se compreende após a capacitação”, explica Caê.

O que a Escola Park Tool oferece?

Nada mais nada menos do que conhecimento prático e teórico das principais marcas de suspensão de bike do mundo. A proposta dos cursos de especialização em suspensão é promover a expertise do aluno e estimular o raciocínio de que cada atleta e cada ciclista amador tem um jeito de pedalar e um determinado uso da suspensão.

Por isso, entender exatamente o que o cliente deseja é o grande diferencial, além é claro de compreender os detalhes de cada modelo e marca de suspensão, para oferecer o melhor atendimento e serviço de reparo possível.

Busque conhecimento e capacitação: acesse o site da Escola Park Tool e veja a gama de cursos disponíveis para ciclistas e mecânicos que estão em busca da qualificação em mecânica de bikes.

Desafio Mecânico atrai público na Shimano Fest e consagra o mecânico mais capacitado do Brasil

Após duas baterias de disputa bem complexas e cheias de emoção, em que foram exigidas técnica e precisão, além de conhecimento e agilidade, saiu o novo campeão do Desafio Mecânico da Shimano Fest 2018. Formado mecânico de bicicletas pela Escola Park Tool, Vinicius Oliveira, de Itapeva-SP, sagrou-se o mecânico número 1 do Brasil – na prova final, o desafio foi montar uma bicicleta speed completa, com montagem e regulagem da sua relação, do jeito correto e no menor tempo possível.

“O desafio foi muito técnico e complicado. Meus competidores também contribuíram para a complexidade, já que são extremamente qualificados. Mas, apesar do nervosismo ter tomado conta em um tempo curto para executar a montagem e os ajustes, consegui vencer após acertar pergunta técnica”, comentou o campeão do Desafio Mecaânico 2018.

Com tempos de montagem bem parecidos, Vinicius Oliveira e Diego Hertel foram para a grande final, enquanto Iedo Brandão de Carvalho ficou com a terceira colocação e levando para casa um cortador de pizza da Park Tool.

Restou a decisão por Perguntas Técnicas para, depois de muita emoção e pressão, chegar ao resultado do vencedor. Sob os olhares de espectadores, tanto ao vivo, na Shimano Fest, quanto online, pela transmissão ao vivo pelo Facebook, Vinicius Oliveira se mostrou preparado e afiado para responder às perguntas e levar para casa o grande prêmio do dia: o Kit de Ferramentas Park Tool PK-3, uma maleta completa da marca favorita dos mecânicos profissionais.

Pelo segundo lugar no Desafio, Diego Hertel ganhou um Kit de Freio Magura Mt Trail Sport, referência mundial em freios de bicicleta.

“Realmente, o desafio deste ano foi bem complexo e mesmo que tenham ficado nervosos, os três competidores se mostraram bem preparados. Com uma avaliação bem criteriosa, o fator determinante foi o aprendizado teórico que eles tiveram com o estudo do manual de cada peça e componente”, explicou Caíque Pereira Alves, instrutor e avaliador da Escola Park Tool no Brasil.

Afinal, não basta apenas a prática. O bom e capacitado mecânico se diferencia, também, por entender cada componente, de acordo com o manual de uso de cada fabricante.

“Agora com a ferramenta nova da Park Tool dá ainda mais estímulo para continuar trabalhando e melhorar a cada dia. Minha ideia é continuar sempre atualizado e buscando novos cursos aqui na Escola Park tool para sempre oferecer o melhor aos clientes”, comemorou Vinicius Oliveira, da Vinibike.

Mais do que uma competição, o Desafio Mecânico da Shimano Fest é uma oportunidade imensa de divulgação do trabalho dos mecânicos formados na Escola Park Tool. Ainda mais numa feira desta grandeza, com centenas de profissionais do segmento, é grande a chance de ampliar a rede de contatos e trocar experiências, também.

“É preciso que os mecânicos estimulem os clientes a avaliá-los no Selo de Qualidade sempre que finalizam algum serviço. Só assim ele poderá aparecer no nosso ranking para poder participar dos desafios futuros e de outras ações exclusivas para quem se formou na Escola”, reforçou Caíque.

Shimano Fest: Desafio Mecânico coloca à prova os conhecimentos técnicos dos melhores mecânicos de bicicletas do Brasil

Entre os dias 14 e 16 de setembro, a Escola Park Tool marca presença no maior e mais divertido festival de bicicletas do país e promove, pela terceira vez seguida, o Desafio Mecânico dentro do Shimano Fest. Acontece em São Paulo, no Memorial da América Latina, o evento que abre as portas, de forma gratuita, para os profissionais do setor, lojistas, mecânicos e também os amantes e apaixonados por bicicleta.

Conhecimento, eficiência e agilidade serão requisitos primordiais para os competidores, mecânicos formados na Escola Park Tool que concluíram o módulo de Formação Profissional.

O Desafio Mecânico acontece domingo, dia 16, no espaço da Magura (número 67) e será dividido em duas etapas e promete muita emoção durante a Shimano Fest. Com aproximadamente 8 mil reais em prêmios, que ninguém vai querer deixar passar, os mecânicos profissionais terão pela frente provas bem desafiadoras, que nunca foram feitas. Para isso, colocarão à prova todo aprendizado, conhecimento e experiência adquiridos ao longo do tempo.

A competição acontece no espaço da Magura tenda número 67.

Serão 3 competidores: o atual primeiro lugar do ranking Selo de Qualidade referente ao mês de agosto, Iedo de Carvalho; e o primeiro e segundo melhores colocados do mesmo ranking, contabilizados entre 01 e 14 de setembro. Confira o regulamento completo aqui: https://goo.gl/forms/kZVV8LSR6DDbnGgx2.

“Estamos bem contentes de estarmos envolvidos na organização deste desafio, pois mostra o reconhecimento por parte do distribuidor e parceiro. É mais um voto de confiança que o mercado aplica na Escola Park Tool e que dá visualização aos mecânicos formados na Escola”, comemora Zompero.

Premiação

1º Lugar: Kit de Ferramentas Park Tool PK-3
2º Lugar: Kit de Freio Magura Mt Trail Sport
3º Lugar: Cortador de Pizza Park Tool PZT-2

As duas etapas do Desafio Mecânico serão exibidas ao vivo nas redes sociais da Escola Park Tool, promovendo ainda mais visibilidade aos mecânicos formados na instituição que melhor capacita e qualifica ciclistas, lojistas e profissionais de mecânica de bicicleta.

Facebook: https://www.facebook.com/escolaparktool/

Instagram: https://www.instagram.com/escolaparktool/

Serviço – Shimano Fest 2018
Data: 14 a 16 de setembro
Horários:
Sexta-feira (14): exclusivo para imprensa, lojistas e profissionais do setor – 10h às 20h.
Sábado (15): Festival aberto ao público – 10h às 20h.
Domingo (16): Festival aberto ao público – 10h às 17h.
Local: Memorial da América Latina
Endereço: Rua Tagipuru – Portão 02 – Barra Funda – São Paulo (SP)
Entrada: Gratuita – Contribua com 1 kg de alimento não perecível, que será doado para instituições filantrópicas.