Mecânicos de bicicleta iniciam treinamento para encarar desafio no Shimano Fest 2017

Organizado pela Escola Park Tool em parceria com a Shimano, Desafio de Mecânica de Bicicleta acontecerá em setembro. Mesmo assim, profissionais já iniciaram o treinamento.

 O Desafio de Mecânica de Bicicleta 2017 está chegando. A prova organizada pela Escola Park Tool que agitou a última edição do Shimano Fest será realizada mais uma vez dentro do evento, de 14 a 17 de setembro, no Jockey Club, em São Paulo-SP. Porém, em sua quinta edição, ela promete ser ainda mais competitiva.

E para chegar forte nas três etapas da competição, os participantes já sabem: estudo e preparação serão fundamentais. Um dos mecânicos de bicicleta que já começou seu treinamento é o atual campeão do desafio: Thiago Bustamante, da Gamaia Esportes, loja de São José dos Campos-SP.

“O treinamento do mecânico de bicicleta é fundamental para garantir um bom desempenho no desafio. Esse ano eu pretendo ficar ainda mais atento aos módulos que serão cobrados nas três etapas. Treinar, eu já treino no meu dia a dia aqui na oficina, mas meu objetivo é me dedicar ainda mais para defender o título de campeão nessa edição”, afirma Bustamante.

Mas como é o treinamento de um mecânico de bike que quer vencer o desafio? É possível afirmar que trabalhar a parte prática e mais importante que estudar a teoria? Quem responde é o próprio campeão:

“Na mecânica de bicicleta, a teoria anda lado a lado com a prática. Se o mecânico não conhece a parte teórica, ele não pode se considerar um bom profissional. Nós precisamos entender perfeitamente o que o fabricante recomenda. Não podemos trabalhar só com o que nós mecânicos pensamos que sabemos. Conhecer os manuais é realmente muito importante para todo o processo”, diz.

Premiação

No ano passado, os três primeiros colocados foram premiados com kits de ferramentas oficial da Park Tool. Grande vencedor, Thiago Bustamante levou para casa o PK-2 da marca norte-americana, com valor aproximado em R$ 8.500. O segundo ganhou um kit AK-2 (R$ 3.200) e o terceiro um SK-2 (R$ 1.200). Esse ano o prêmio será ainda melhor.

“Quando eu vi o prêmio, fiquei muito empolgado. Percebi que era uma oportunidade incrível, pois ninguém nunca havia oferecido um kit como esse para um mecânico. Ter um ferramental como esse é o sonho de qualquer profissional”, finaliza Bustamante.

As vagas ainda estão abertas. Os mecânicos de bicicleta que estiverem interessados podem fazer a inscrição pelo link.

Quer saber mais sobre tudo o que aconteceu na Escola Park Tool? Entre no site www.escolaparktool.com.br e fique de olho nas nossas redes sociais.

 

A Escola Park Tool está no Brasil desde 2013 e já formou mais de 2.000 alunos. O curso possui dez módulos diferentes e todos eles funcionam para ciclistas amadores, lojistas do mercado de bicicletas e mecânicos interessados em qualificação profissional. É um curso moderno e totalmente alinhado com as novas tecnologias do mercado.

Escola Park Tool e Shimano Fest juntas no Desafio de Mecânica 2017

Está confirmado: Escola Park Tool e Shimano estarão lado a lado na organização do Desafio de Mecânica de Bicicletas 2017. Depois do sucesso de 2016, a primeira escola da América Latina especializada na capacitação de mecânicos de bicicleta e a multinacional japonesa renovaram a parceria.

“A Shimano está sempre presente quando o assunto é bicicleta. Temos feito ao logo dos anos parcerias com empresas que têm o mesmo propósito: fomentar e promover o reconhecimento da importância do uso da bicicleta. Utilizando experiências anteriores, o Desafio Técnico 2017 renova com a Escola ParkTool para juntos trazerem novidades e contemplarem o profissional de mecânica. Com o desafio, o Shimamo Fest fica ainda mais completo e podemos oferecer a cada ano o que temos de melhor”, afirma Claudinei de Souza, técnico da Shimano no Brasil.

Em 2016, a Escola Park Tool assumiu pela primeira vez a organização do desafio. Ao todo foram 3 fases eliminatórias com mais de 12 participantes. A final foi de tirar o fôlego. Tudo isso até o vencedor alcançar o sonhado prêmio. Um kit PK-2 da Park Tool, com valor aproximado em R$ 8.500, e um cavalete oferecido pela DMD Bikes.

14566377_1436843782995675_6049297549104118277_o

Marcos Bustamante, da Gamaia Esporte, durante o Desafio de Mecânica de Bicicleta no Shimano Fest 2016

Mas o que vem pela frente em 2017? Henrique Zompero, fundador e idealizador da Escola Park Tool no Brasil responde:

“Esse ano nós queremos ir além de entregar um kit excelente e completo de ferramentas. Nós queremos valorizar o profissional oferecendo diferentes tipos de experiências. Não dá para cravar nada, pois ainda é cedo para isso. Mas posso garantir que o nosso objetivo está dentro desse contexto”, disse Zompero.

O atual campeão do desafio é Marcos Thiago Bustamante, mecânico de bicicletas na loja Gamaia Esportes, em São José dos Campos-SP. Ele ainda leva o título. Agora, com a edição 2017 confirmada, mecânicos de todo o Brasil terão a chance de estar entre os melhores.

Mais um grande espetáculo que promete tirar o fôlego do público na Shimano Fest 2017.

Quer saber mais sobre os cursos da Escola Park Tool? Entre no site www.escolaparktool.com.br ou veja no Facebook www.facebook.com/escolaparktool.

 

O que o ciclista procura no mecânico de bicicletas?

Conhecimento? Organização? Atendimento de qualidade? Agilidade? Confiança? O que o ciclista procura na hora de contratar os serviços de um mecânico de bicicletas? A Escola Park Tool, primeira instituição especializada na formação e capacitação desses profissionais, fez essa pergunta para grandes influenciadores do meio bike.

Quer saber quais foram as respostas? Veja abaixo:

img_9115

. Cadu Polazzo, técnico da Seleção Brasileira de Mountain Bike: “eu procuro um profissional que tenha conhecimento completo sobre toda a mecânica da bicicleta. Esse é um passo muito importante. Um bom mecânico também procura ensinar coisas básicas para o ciclista conseguir se virar no meio da trilha. Seria muito legal o mecânico ensinar uma coisa nova a cada visita à oficina. Instruções como trocar um pneu ou ajustar o freio, que são informações de mecânica básica para que o ciclista tenha autonomia durante o pedal”.

fabio-miyata

Foto: Fábio Miyata/Reprodução/Facebook

. Willian Cruz, editor do site Vá de Bike: “o principal é o profissional não tentar me enrolar, pois aí eu perco a confiança para sempre e nunca mais volto na oficina. E isso tanto em termos de não conseguir resolver, quanto de inventar problema para tentar ganhar mais dinheiro. Por outro lado, sinceridade me fideliza. Errar todo mundo erra, mas é preciso admitir e resolver se for o caso”.

ney-evangelista

Foto: Ney Evangelista/Reprodução/Facebook

. Rafael Oliveira, editor da revista Ride Bike: “um bom mecânico tem que transmitir confiança sem ficar empurrando serviços. E ter o cuidado necessário para mexer com um equipamento tão valioso. O conhecimento é a base para ele poder deixar a bike em perfeito estado. Além disso, me avisar quando chegar a hora de trocar peças como por exemplo: ‘Olha, sua corrente já está no limite, então sugiro pedalar mais alguns quilômetros e depois trocar para não danificar o cassete, coroa e roldanas. Fazendo isso, além de economizar, você vai manter o rendimento do equipamento sempre bom’”.

formatfactorylais_saes006

Foto: Murilo Rezende/Seppia Geração de Conteúdo

Lais Saes, atleta Scott de mountain bike: “o mecânico de bicicletas deve ser detalhista e acima de tudo ter consciência do que está fazendo. Ele deve estar sempre se especializando nas novas tecnologias, pois o mercado lança uma peça nova a cada dia ou aperfeiçoa algo que já existe. É fundamental que o mecânico acompanhe essas mudanças. Ele não pode ser um profissional que simplesmente lava a bicicleta. Ele deve conhecer e gostar do que faz”.

Capacitação e qualificação

Para dar mais qualidade e credibilidade ao mecânico de bicicletas, a Escola Park Tool conta com mais de 10 módulos diferentes disponíveis em sua grade. Lembrando que, no Brasil, ela é a única instituição que possui reconhecimento internacional em sua formação. Saiba mais

Entre no site www.escolaparktool.com.br ou veja no Facebook www.facebook.com/escolaparktool.

3 atitudes para aumentar o lucro da sua loja de bicicletas

Muitos alunos que procuram a Escola Park Tool já sabem: gerenciar uma loja é um grande desafio profissional. Controlar estoque, supervisionar e orientar uma equipe de colaboradores (vendedores, gerentes e mecânicos de bicicleta), além de cumprir as responsabilidades financeiras e administrativas que todo empreendedor precisa são algumas das responsabilidades do lojista no dia a dia.

Por esses motivos é tão importante buscar uma boa qualificação. Mais do que oferecer capacitação técnica, certificação internacional e oportunidades no mercado de bicicletas, a Escola Park Tool – que é a instituição especialista em mecânica de bicicleta pioneira no setor – ensina diferentes caminhos para profissionais lucrarem ainda mais com o seu negócio.

Tudo baseado nos tópicos abaixo:

1- Organize-se

Manter um local de trabalho limpo e organizado é um convite para os novos clientes que chegam à sua loja. Ao deixar as ferramentas e os produtos em seus devidos lugares, seu ambiente será mais receptivo e o trabalho será mais ágil.

Dica: procure um especialista em arquitetura ou design de interiores para ajudar a otimizar e organizar o espaço.

Outras maneiras de organização são:

– deixar o estoque em ordem
– arrumar as finanças
– controlar o fluxo de caixa

Com essas medidas, você saberá quanto cobrar em cada produto, o valor do salário de seus colaboradores, quanto poderá investir na loja, quais produtos novos pode e deve trazer. Resumindo, tudo o que dá certo ou errado no seu negócio.

IMG_2852_site_001

2- Atenda “de verdade” o seu cliente

O que um ciclista procura é confiança. Ao atender um novo cliente seja gentil, ouça bem que tipo de serviço ou produto ele procura, mostre conhecimento e vontade de solucionar o problema. Ele vai saber se o seu objetivo é ajuda-lo ou se você quer apenas vender os produtos da sua loja.

Se aquele caso exigir um reparo feito por um mecânico de bicicletas, seja claro ao apresentar o diagnóstico. Mostre quais serão as medidas a serem tomadas. Se possível, oriente o ciclista sobre manutenções preventivas.

Dessa maneira, você conquistará sua confiança, fidelidade e pode ser que ele ainda o recomende para amigos ou parceiros de pedal. O boca a boca ainda é muito eficiente como propaganda.

3- Capacite-se

Capacite e qualifique toda sua equipe – isso inclui a você. Todo mundo gosta de aprender coisas novas. Tomar a iniciativa de buscar diferentes tipos de conhecimento vai manter toda estrutura humana da sua empresa capacitada e atualizada às novas tendências do mercado.

Dessa maneira, você contará com uma equipe preparada realizando um trabalho melhor e mais ágil. Outro ponto positivo é que você vai mostrar preocupação com o bem-estar e formação dos seus colaboradores, o que pode fazer toda diferença no relacionamento de gestor x equipe.

Essas foram algumas atitudes que podem e vão fazer você aumentar o lucro da sua loja. Gostou? Quer saber mais? Então, fique de olho nas novidades da Escola Park Tool! Entre no site www.escolaparktool.com.br ou veja no Facebook www.facebook.com/escolaparktool.

5 lugares onde tem Escola Park Tool e você não sabia

6 países do mundo, 17 estados brasileiros, competições e ciclofaixas de lazer. Onde tem um serviço de qualidade prestado em mecânica de bicicletas, lá está um profissional qualificado e capacitado pela Escola Park Tool, a primeira instituição especializada na formação profissional de mecânico de bicicletas.

Veja os lugares onde você pode encontrar a Escola Park Tool – seja por meio dos serviços dos mecânicos – além da nossa unidade ao lado do Parque do Ibirapuera:

Nas ciclovias de São Paulo-SP

Você sabia? Os mecânicos que auxiliam os ciclistas nas ciclofaixas de lazer pela capital paulista foram capacitados pela Escola Park Tool. Então, sempre que for pedalar pela cidade aos finais de semana e precisar de ajuda, pode contar com o auxílio desses profissionais. Eles são capacitados pelo módulo Iniciante do nosso curso para mecânicos de bicicleta.

E em outros 16 estados brasileiros

Alagoas, Amazonas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiânia, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul Santa Catarina e São Paulo – além do Distrito Federal.

Todos esses estados possuem alunos formados e capacitados pelo curso de mecânica da Escola Park Tool trabalhando como mecânicos de bicicletas.

“Depois que voltei de São Paulo, consegui reestruturar a oficina e comecei de verdade o trabalho. Não tenho dúvidas que o curso só me fez aprender mais e crescer profissionalmente”, conta Leonardo Amante, ex-aluno que abriu sua própria oficina em Recife-PE.

Em Sidney, na Austrália

Na Escola Park Tool, a certificação é internacional. Ou seja, o seu diploma de mecânico de bicicletas vale em qualquer país do mundo. Essa qualificação permitiu que Rodrigo Notaro, ex-aluno da escola, abrisse sua oficina na terra do canguru.

“Trabalho três vezes por semana. Mesmo assim uso muito o conhecimento que adquiri na Escola Park Tool não só no meu trabalho, mas também todos os dias nas bicicletas que monto ou conserto”, contou.

E outros 5 países do mundo

Estados Unidos, Austrália, Nova Zelândia, Paraguai, Inglaterra e Irlanda são outras nações em que atuam ex-alunos da Escola Park Tool.

Na Copa Internacional de Mountain Bike 2016

A Escola Park Tool é responsável pela manutenção das bicicletas dos atletas da equipe Focus XC Team Brasil durante as principais provas do ano. Logo, os profissionais e um aluno da instituição estiveram presentes na etapa inicial da competição, em Araxá-MG.

“Gostei muito do trabalho feito por eles. A equipe de mecânicos da Escola Park Tool foi extremamente atenciosa, organizada, ágil e assertiva no trabalho. Usavam as ferramentas certas e atendiam prontamente. Corresponderam todas as minhas expectativas. Tenho certeza que as próximas vezes que nos encontrarmos será ainda melhor”, palavras do atual campeão brasileiro de mountain bike, Halysson Ferreira.

Gostou? Então, fique de olho nas novidades da Escola Park Tool! Entre no site www.escolaparktool.com.br ou veja no Facebook www.facebook.com/escolaparktool.

 

 

Mais 5 motivos para fazer os cursos da Escola Park Tool

A mesma pergunta: “por que fazer os cursos de capacitação e qualificação em mecânica de bicicletas da Escola Park Tool?”, com novas respostas.

Vamos seguir o modelo do último texto com depoimentos de ex-alunos e parceiros – tem até atleta campeão nacional. Eles fazem parte da nossa história e também merecem esse espaço. Está curioso para ver os novos motivos? Então, veja abaixo:

Halysson Ferreira | atual campeão brasileiro de mountain bike e atleta da Focus XC Team Brasil

“Na primeira etapa da Copa Internacional de MTB, a equipe de mecânicos da Escola Park Tool foi extremamente atenciosa, organizada, ágil e assertiva no trabalho. Usavam as ferramentas certas e atendiam prontamente. Corresponderam a todas as minhas expectativas. Tenho certeza que as próximas vezes que nos encontrarmos será ainda melhor”.

Leonardo Wellington | responsável pelo setor técnico da Isapa

“Estar vinculado à uma instituição como a Escola Park Tool, sempre em evidência e associado a mecânicos qualificados e capacitados, é muito bom para a Manitou e para a Isapa”.

Eriston dos Santos | ex-aluno, mecânico e sócio da Vento a Favor Ciclo Café, em São Paulo-SP

“O que dá credibilidade ao mecânico é o cliente ver experiência e conhecimento. Quando fiz o curso da Escola Park Tool aprendi a atender melhor. Não basta você chegar e arrumar a bicicleta dele. Você precisa dar o diagnóstico e, se possível, avisá-lo antes de um problema maior acontecer como pastilhas de freio, corrente, cabo, etc”.

Gabriel Scotti | ex-aluno e fundador da oficina On Adventure, em Caxias do Sul-RS

“Achei todos os cursos bastante interessantes. O que mais gostei foi o módulo sobre as suspensões da Manitou. Além dos alunos serem bem assessorados, o conteúdo é sempre muito bem colocado e as aulas são muito práticas. Isso faz com que todos entendam melhor os temas. A escola me deu uma ótima base para eu abrir a minha própria oficina”.

Henrique Zompero | idealizador e fundador da Escola Park Tool na América Latina

“Queremos sempre oferecer aos alunos o melhor conteúdo que estiver ao nosso alcance. Nosso ideal é sempre prepará-los da melhor forma possível para o mercado, deixando todos os nossos alunos atualizados, o que é um importante diferencial no mercado de trabalho”.

Gostou? Então, fique de olho nas novidades da Escola Park Tool! Entre no site www.escolaparktool.com.br ou veja no Facebook www.facebook.com/escolaparktool.

Especialização: curso de suspensão está entre os mais procurados por mecânicos de bicicleta

Com objetivo de oferecer o melhor conteúdo especializado na manutenção das suspensões Manitou, a parceria entre Escola Park Tool e Isapa tornou-se um sucesso. O novo módulo já conta com mais de 40 alunos capacitados de diferentes estados do Brasil em pouco mais de dois meses disponível na grade curricular da escola.

FAÇA AQUI SUA INSCRIÇÃO PARA O CURSO DE SUSPENSÃO MANITOU

“Nosso objetivo era descentralizar o serviço de manutenção das suspensões e estamos muito satisfeitos. Notamos que a procura por treinamento diminuiu tanto por parte de profissionais, quanto dos ciclistas. É mais difícil alguém nos procurar pedindo informações sobre cursos de suspensão Manitou, pois o acesso que o ciclista tem à manutenção ficou muito mais fácil. É só procurar um mecânico próximo que seja capacitado e fazer os reparos necessários”, comentou Leonardo Wellington, responsável pelo setor técnico da Isapa.

Gabriel Scotti: 1 dos 40 alunos capacitados

Um dos alunos formados no módulo da Escola Park Tool, Gabriel Scotti, de Caxias do Sul-RS, acredita que o conteúdo foi fundamental para que ele abrisse sua própria oficina: a On Adventure. Impressionado com o material das aulas, Gabriel pretende levar o conhecimento sobre a Manitou que aprendeu para os ciclistas da sua cidade.

“Achei o curso e a suspensão muito interessantes. É tudo muito prático. Para quem não tinha tanto conhecimento como eu, foi fundamental para entender como funciona. A suspensão é excelente. Com a formação correta como eu tive, é muito simples de trabalhar com ela. Como o pessoal aqui na minha região não conhece muito as suspensões Manitou, quero muito fazer com que os ciclistas aqui comecem a utilizá-la”, disse o empreendedor e fundador da oficina On Adventure.

Capacitação e qualificação

Para Henrique Zompero, idealizador e fundador da primeira Escola Park Tool na América Latina, o conteúdo passado durante o módulo de suspensões Manitou é um diferencial para o mecânico de bicicletas.

“Quando começamos o curso nosso objetivo era capacitar os profissionais para fazer a manutenção de forma consciente. Com a parceria da Isapa, pudemos disponibilizar aos nossos alunos um conteúdo de qualidade, utilizando os melhores produtos. Estamos muito felizes com esse resultado e tenho certeza que a busca por esse tipo de conhecimento será ainda maior nos próximos meses”, analisou.

Com 7 horas de duração, o módulo de suspensões Manitou segue como obrigatório e está incluso na grade de formação profissional, porém ele também é disponibilizado separadamente. Interessados poderão fazer sua matrícula no link.

Quer saber mais sobre os cursos da Escola Park Tool? Entre no site www.escolaparktool.com.br ou veja no Facebook www.facebook.com/escolaparktool.

Bicicleta: 4 dicas para encontrar um mecânico de confiança

Quais critérios um ciclista amador ou profissional deve levar em conta na hora de procurar um mecânico de bicicletas? Uma boa dica da Escola Park Tool é se basear no conhecimento, experiência, qualificação e confiança no profissional. São quatro fundamentos que fazem diferença para o mecânico, pois consegue fidelizar seu cliente e, para quem o contrata, porque encontra um serviço de qualidade.

1 – Mecânico por experiência

Na maioria dos casos, o mecânico de bicicletas é um ciclista que ganhou experiência fazendo reparos na própria bicicleta e decidiu trabalhar nesse segmento. Mas isso dá confiança? Silvio Clara, 33 anos, de São Paulo-SP, pode dizer que não. Ele foi a uma oficina conceituada na capital paulista procurando uma solução para um problema na bicicleta. A resposta não foi o que ele esperava.

“Levei a minha bike num mecânico que era de confiança. Ele olhou e sem me apontar o que estava errado, disse que precisava trocar tudo nela. Que estava tudo ruim. Então, lembrei de um amigo dono de uma oficina recém-aberta. Ele olhou e disse que o problema era na corrente. Trocou o cassete e já estava tudo resolvido”, contou Silvio.

2 – Mecânico qualificado e certificado

O amigo de Silvio é Eriston dos Santos, mecânico e sócio da Vento a Favor Ciclo Café. Eriston entra no perfil citado no início do texto, mas com um diferencial: ele é mecânico profissional formado e capacitado pela Escola Park Tool. Além de arrumar a bicicleta do amigo, ele ganhou um cliente fidelizado à sua loja, cafeteria e oficina.

“O que dá essa credibilidade é o ciclista ver que o mecânico tem experiência e conhecimento. Quando fiz o curso da Escola Park Tool aprendi a atender melhor o meu cliente. Não basta você chegar e arrumar a bicicleta dele. Você precisa dar o diagnóstico e, se possível, avisá-lo antes de um problema maior acontecer como pastilhas de freio, corrente, cabo, etc. O cliente sabe quando você está prestando um serviço ou quando você quer empurrar para ele um produto que tem na loja”, comenta Eriston.

3 – Certificação e qualificação

Para Henrique Zompero, idealizador e fundador da primeira Escola Park Tool da América Latina, a qualidade no serviço é fruto do conhecimento que o profissional deve procurar. O mecânico de bicicletas deve ser atualizado e saber como passar o problema para o ciclista. Isso é que fideliza o cliente.

“Primeira coisa que o ciclista procura é conhecimento técnico. Depois manutenção de forma consciente e, por fim um profissional atencioso que saiba orientá-lo a usar a bicicleta corretamente para evitar custos a mais no reparo. Um mecânico capacitado é um melhor vendedor e uma referência em dar informações sobre o funcionamento da bicicleta”, analisa Zompero.

4 – Opinião profissional

Cadu Polazzo, treinador da Seleção Brasileira de Mountain Bike, aponta o trabalho do mecânico de bicicleta como fundamental e destaca que ele faz toda diferença na performance do ciclista, seja ele amador ou profissional. Com a bike em ordem, o atleta só precisa se preocupar com a parte física e técnica, o que pode ser uma vantagem em uma prova, por exemplo.

cadu_001_baixa

Cadu Polazzo, treinador da Seleção Brasileira de MTB (Foto: Alvaro Perazzoli)

“A bicicleta precisa estar em perfeito estado de funcionamento para o ciclista isolar a performance do organismo. Ter um equipamento 100% permite ao atleta se preocupar somente com o rendimento do corpo. É fundamenta saber o mecânico faz mais do que simplesmente ajustar a bicicleta. Ele precisa conhecer o jeito do ciclista e como ele gosta de pedalar, sua posição, como ele muda a marcha, qual é a profundidade que aperta o freio e posição do manete, por exemplo. Por isso seu trabalho é tão importante e a escolha deve ser criteriosa”, finaliza Cadu.

Quer saber mais sobre os cursos da Escola Park Tool? Entre no site www.escolaparktool.com.br ou veja no Facebook www.facebook.com/escolaparktool.

5 motivos para fazer um curso na Escola Park Tool

Seja por hobby ou paixão pelas magrelas. Por buscar conhecimento na área ou independência na hora da manutenção. Se você busca conteúdo e profissionalização, a Escola Park Tool oferece cursos que atendem todo tipo de ciclista.

Pensando nisso, conversaram com algumas pessoas que se formaram na escola, além da nossa equipe técnica, que nos contaram os motivos pelos quais você precisa destes cursos que podem fazer a diferença no seu dia a dia. Veja abaixo:

Guilherme Oliveira Moreira – Aluno – Barbacena-MG:

“O motivo que me levou à Escola foi orientação. Sempre quis abrir a minha loja, mas para isso eu precisava conhecer de verdade sobre a bike. Eles formalizam o jeito de trabalhar com a bicicleta. Os padrões e organização, a ênfase para o uso de torquímetro e ferramentas adequadas em cada situação. Realmente foi ótimo e pude adquirir o conhecimento necessário para aplicar em minha oficina”.

Vinicius Villas Boas de Alencar – Aluno – São Paulo-SP:

“Eu sou engenheiro mecânico e precisava de um curso que oferecesse conhecimento amplo sobre a parte técnica e mecânica de bicicleta, além de mostrar as principais ferramentas e utilidades. Foi maravilhoso pra mim devido ao nível técnico bem alto. As aulas do Carlão foram ótimas. Saí pronto para aplicar e sem nenhuma dúvida”,

Hugo Mônaco Cardoso – Aluno – São Paulo-SP:

“Busquei a Escola Park Tool para me diferenciar no mercado. Você tem que saber empregar a tecnologia, ter noção de padrões estabelecidos. Não é só a prática que faz o bom mecânico. Existe uma metodologia. Um suporte que você precisa acompanhar além de saber aplicar a teoria. Aprendemos a importância de ler o manual e seguir as regras. Só assim você sabe o que vai entregar. Como eu pedalo no meu dia a dia, uso tudo o que aprendi”.

Henrique Zompero, Diretor de Ensino e fundador da Escola Park Tool no Brasil:

“Acredito que o principal motivo é adquirir conhecimento sobre a bicicleta e ter autonomia sobre ela. Conhecer bem os produtos, saber escolher as peças e estar por dentro da parte mecânica. Para o lojista é fundamental o conhecimento dos processos, dos manuais e da padronização”.

Carlos Oliveira, o “Carlão” – Instrutor Técnico da Escola Park Tool:

“Nosso ambiente é bem família. Quem deseja se tornar um profissional da área ou apenas tem na bike um meio de lazer e quer se aprofundar mais em seu mundo, os cursos são bem completos. Quem deseja independência na hora do aperto, quando fura o pneu, por exemplo, nós damos toda a base de manutenção. Toda nossa teoria você pratica no dia a dia do pedal”.

Esses são apenas 5 motivos dos vários que podem te levar aos nossos cursos! Quer saber mais? Entre em contato com a gente.

Dica da Escola Park Tool: o que checar na bike antes do pedal?

Capacete, mochila, carteira e celular. O carro fica na garagem. Tudo pronto para pegar a bicicleta e ir embora. Será mesmo? Antes de subir na magrela é preciso conferir detalhes importantes como pneus, freios e alinhamento, mas por onde começo?

Separamos QUATRO DICAS que podem ajudar na preparação da sua bike antes de encarar o trajeto. Um hábito simples e rápido que, se feito da maneira correta, não leva mais do que 5 minutos e faz toda diferença. Portanto antes de pedalar, não se esqueça de:

Checar a calibragem do pneu: Pneus muito cheios não aderem na curva e deixam a desejar no amortecimento. Já os murchos podem causar danos nos aros das rodas, além de aumentar a possibilidade de furos. Agora convenhamos: trocar um pneu dá muito mais trabalho do que calibrá-lo, certo?

Por isso, cheque sua calibragem. A quantidade correta de ar está descrita logo ao lado do pneu. Basta seguir as nossas dicas e ficar atento às informações do fabricante.

Testar os freios: Se os freios não estiverem em ordem, o ciclista corre grande risco durante o pedal. O processo vai dos manetes no guidão, passa pela pressão dos cabos até chegar às sapatas de borracha. Essas últimas se estiverem ressacadas ou rachadas, devem ser trocadas. O mesmo vale caso estejam desgastadas (espessura de menos de ½ polegada).

Conferir a corrente: A corrente deve estar sempre lubrificada por um óleo especial. Uma dica: Muc-Off! É referência no mercado. Se pensar em usar óleo de cozinha, Singer ou WD-40 pare! Não seja louco! Pedale com segurança. Isso vai evitar danos na bike em situações que envolvem lama, chuva ou maresia, além de reduzir o desgaste excessivo dos pneus.

E as marchas? Estão ajustadas? (se você tem bike fixa, ignore este tópico :)) Dependendo da cidade, não tem jeito: é preciso ter uma bicicleta de marcha. Em São Paulo, por exemplo, há muitas subidas e descidas, e elas são fundamentais. Verificar se elas estão funcionando direitinho vai evitar quedas e problemas na corrente. Fique de olho!

Tudo pronto, agora vem a melhor parte: pedalar. Se quiser uma orientação mais detalhada sobre como deixar a sua bike perfeita, fale com a gente. Nós da Escola Park Tool teremos a maior satisfação em recebê-lo nos nossos cursos