Mecânico, lojista e consultor: alunos encontraram na bicicleta sua profissão

“Faça aquilo que gosta e não terá de trabalhar um único dia na sua vida”. Essa é uma das famosas frases de Warren Buffet, empresário norte-americano. O mesmo vale para o mercado de bicicletas. Se é um ciclista apaixonado, por que não trabalhar com o que você mais ama?

Quando exercemos uma profissão pela qual nos identificamos, o prazer e a vontade de sempre aprender são ainda maiores. É isso o que acontece na Escola Park Tool. No curso de mecânicos de bicicleta é muito comum os alunos entrarem para assistir às aulas básicas, descobrirem uma porta para mudar de vida e alinharem a paixão pela bicicleta com a vida profissional.

Para nós, acompanhar esses casos é gratificante. Veja 3 exemplos e entenda o porquê:

De arquiteto para mecânico de bicicletas

Bruno Uehara cursou arquitetura na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo pela Universidade de São Paulo (FAU/USP) e trabalhou em empresas especializadas na área, mas não se sentia feliz ou realizado profissionalmente. Apaixonado por bicicleta, fez o módulo Amador na Escola antes de viajar aos Estados Unidos, onde completou sua segunda formação em desenvolvimento de quadros de bicicleta (Frame Building). Voltou ao Brasil, terminou o curso de Formação Profissional da Escola Park Tool e hoje é funcionário da própria instituição, onde dá consultoria para lojistas e mecânicos de bicicleta.

Foi na própria Escola que Bruno teve a chance de trabalhar como mecânico da Focus XC Team Brasil na etapa de abertura da Copa Internacional de Mountain Bike 2016.

Do Brasil para Austrália

Um dos primeiros alunos da Escola Park Tool, Rodrigo Notaro começou no módulo iniciante em busca de conhecimentos básicos para fazer reparos na bike por segurança e se preparar para qualquer emergência durante o pedal. Rodrigo se impressionou com a estrutura do lugar, o conteúdo oferecido nas aulas e a capacidade de associar o amor pela bicicleta com uma carreira profissional. Depois de completar outros quatro módulos, Rodrigo saiu do Brasil, mudou-se para Sidney, na Austrália, onde vive e trabalha até hoje como mecânico de bicicletas.

De bancário para dono de Bike Delivery

Felipe Wada era bancário quando fez o seu primeiro curso na Escola Park Tool. Começou no módulo básico e ficou impressionado com as técnicas ensinadas pelos instrutores da escola. Na própria necessidade, encontrou a oportunidade. Quando bancário, Felipe não tinha tempo de levar a bicicleta na oficina. Então, saiu do banco e abriu o próprio negócio: uma oficina delivery que pega e leva a bike na casa do cliente para realizar todos os reparos necessários e até limpeza.

Esses três exemplos mostram como é possível trabalhar com o que é apaixonado. E o mérito é 100% desses alunos. Afinal, de que adiantaria oferecer o melhor conteúdo do mundo em mecânica de bicicletas e despertar o interesse dos alunos, mas eles não irem atrás? A Escola Park Tool oferece oportunidade e cabe ao estudante buscar o seu sonho.

Gostou? Esperamos que essas histórias tenham sido inspiradoras. Afinal, sorte é quando a oportunidade encontra-se com a capacidade. Na Escola Park Tool, temos casos de alunos que encontraram tudo isso.

Fique de olho nas novidades da Escola Park Tool! Entre no site www.escolaparktool.com.br ou veja no Facebook www.facebook.com/escolaparktool.