Pedalar nas férias: como receber mais demanda na oficina de bicicleta

As férias escolares estão chegando e com elas o período de alta demanda em uma oficina de bicicleta. Isso porque, na busca por diversão, muita gente vai optar por deixar o carro em casa. E, assim, tirar a magrela da garagem para curtir um parque, as ciclovias ou ciclofaixas com a família. É um período muito gostoso. A bike vai além de meio de transporte no dia a dia. Ela assume a posição de fiel companheira na hora de curtir com as crianças, amigos e até viajar.

E como nós da Escola Park Tool recomendamos e até já fizemos um post no blog falando sobre o tema, antes de pegar a bicicleta nas férias, todo ciclista deve fazer uma revisão com seu mecânico de confiança.

Mas como o mecânico ou lojista está se preparando para receber essa demanda? O que fazer para garantir um atendimento rápido, mas sem deixar cair a qualidade?

Bom, a primeira medida que você precisa adotar é o planejamento. Com ele, o lojista ou mecânico consegue prever o que está por vir e apontar os caminhos para atravessar esse período de alta demanda sem perder clientes. Pergunte-se:

 

– Qual foi a demanda que você recebeu no mesmo período no ano passado?

– E a expectativa para esse ano?

– Eu tenho mão de obra e ferramentas suficientes para receber?

– Quanto eu tenho para investir, sem me arriscar demais?

 

Como em toda empresa, o planejamento vai clarear as ideias e organizar suas estratégias. Se precisará de mais colaboradores ou vai aumentar a jornada daqueles que já estão com você, lembre-se desse segundo passo: valorização. Afinal, uma equipe de confiança é a base para o crescimento de qualquer negócio.

Uma conversa individualizada mostrando o quanto seus colaboradores serão importantes nesse momento delicado, ser honesto quanto ao papel dele na equipe e valorizá-lo não só financeiramente, mas também com capacitação e conhecimento é o caminho ideal para extrair o máximo potencial daqueles que trabalham com você. Dessa maneira, o atendimento será da melhor qualidade, tornando-se uma referência no mercado.

O terceiro passo é conhecer os limites. Evite investimentos exagerados e, como costumamos dizer, “matar mosquito com tiro de canhão”. O planejamento na oficina de bicicleta vai ajudá-lo na direção certa. O que vai diminuir a chance de você gastar demais. Esse período é importante, pois investindo da maneira correta, o lojista ou dono da oficina pode aproveitar uma situação que seria delicada para transformá-la numa oportunidade de crescimento.

Essas foram algumas dicas básicas de gestão do seu negócio. Na correria do dia a dia na oficina de bicicleta, a gente pode acabar esquecendo. Mas se quiser se especializar, a Escola Park Tool fez uma parceria com Sebrae-SP que oferece uma gama completa de conhecimentos.

Quer saber mais? Fique de olho no nosso Facebook e no Instagram. Você vai poder conferir fotos, vídeos, notícias e todas as informações da primeira escola de mecânica de bicicleta da América Latina.

 

A Escola Park Tool está no Brasil desde 2013 e já formou mais de 2.000 alunos. O curso possui dez módulos diferentes e todos eles funcionam para ciclistas amadores, lojistas do mercado de bicicletas e mecânicos interessados em qualificação profissional. É um curso moderno e totalmente alinhado com as novas tecnologias do mercado.

Mecânicos de bicicleta iniciam treinamento para encarar desafio no Shimano Fest 2017

Organizado pela Escola Park Tool em parceria com a Shimano, Desafio de Mecânica de Bicicleta acontecerá em setembro. Mesmo assim, profissionais já iniciaram o treinamento.

 O Desafio de Mecânica de Bicicleta 2017 está chegando. A prova organizada pela Escola Park Tool que agitou a última edição do Shimano Fest será realizada mais uma vez dentro do evento, de 14 a 17 de setembro, no Jockey Club, em São Paulo-SP. Porém, em sua quinta edição, ela promete ser ainda mais competitiva.

E para chegar forte nas três etapas da competição, os participantes já sabem: estudo e preparação serão fundamentais. Um dos mecânicos de bicicleta que já começou seu treinamento é o atual campeão do desafio: Thiago Bustamante, da Gamaia Esportes, loja de São José dos Campos-SP.

“O treinamento do mecânico de bicicleta é fundamental para garantir um bom desempenho no desafio. Esse ano eu pretendo ficar ainda mais atento aos módulos que serão cobrados nas três etapas. Treinar, eu já treino no meu dia a dia aqui na oficina, mas meu objetivo é me dedicar ainda mais para defender o título de campeão nessa edição”, afirma Bustamante.

Mas como é o treinamento de um mecânico de bike que quer vencer o desafio? É possível afirmar que trabalhar a parte prática e mais importante que estudar a teoria? Quem responde é o próprio campeão:

“Na mecânica de bicicleta, a teoria anda lado a lado com a prática. Se o mecânico não conhece a parte teórica, ele não pode se considerar um bom profissional. Nós precisamos entender perfeitamente o que o fabricante recomenda. Não podemos trabalhar só com o que nós mecânicos pensamos que sabemos. Conhecer os manuais é realmente muito importante para todo o processo”, diz.

Premiação

No ano passado, os três primeiros colocados foram premiados com kits de ferramentas oficial da Park Tool. Grande vencedor, Thiago Bustamante levou para casa o PK-2 da marca norte-americana, com valor aproximado em R$ 8.500. O segundo ganhou um kit AK-2 (R$ 3.200) e o terceiro um SK-2 (R$ 1.200). Esse ano o prêmio será ainda melhor.

“Quando eu vi o prêmio, fiquei muito empolgado. Percebi que era uma oportunidade incrível, pois ninguém nunca havia oferecido um kit como esse para um mecânico. Ter um ferramental como esse é o sonho de qualquer profissional”, finaliza Bustamante.

As vagas ainda estão abertas. Os mecânicos de bicicleta que estiverem interessados podem fazer a inscrição pelo link.

Quer saber mais sobre tudo o que aconteceu na Escola Park Tool? Entre no site www.escolaparktool.com.br e fique de olho nas nossas redes sociais.

 

A Escola Park Tool está no Brasil desde 2013 e já formou mais de 2.000 alunos. O curso possui dez módulos diferentes e todos eles funcionam para ciclistas amadores, lojistas do mercado de bicicletas e mecânicos interessados em qualificação profissional. É um curso moderno e totalmente alinhado com as novas tecnologias do mercado.

O que faz uma escola de mecânica de bicicleta a melhor do Brasil?

“Somos a melhor escola de mecânica de bicicleta no Brasil”.

Você já deve ter ouvido ou lido essa frase mais de uma vez. Mas o que realmente faz uma instituição a melhor do mercado? Quais são os diferenciais?

Nós da Escola Park Tool acreditamos que o segredo está na engrenagem que faz tudo girar dentro de qualquer negócio: as pessoas. Contar com um bom grupo de pessoas na sua empresa vai levá-lo a horizontes que você jamais imaginou chegar.

Certificações, ferramentas, produtos e reconhecimento você conquista lá na frente. Porém, sem uma equipe dedicada, alunos envolvidos e parceiros diferenciados, dificilmente chegará a esses objetivos. Veja abaixo alguns exemplos do que conquistamos nesses quase 5 anos no mercado brasileiro de bicicletas:

  • Certificação internacional:

    A única escola de mecânica de bicicletas no Brasil em que o certificado é reconhecido no mundo todo. Com uma grande quantidade de alunos formados aqui e atuando em países da Europa, América do Norte e América do Sul não poderia ser diferente, né?

  • Parcerias com instituições dentro e fora do mercado bike:

    Sebrae, marcas do segmento ciclístico, lojistas, etc. Na Escola Park Tool a orientação e o acompanhamento vai além da sala de aula. Mais do que mecânicos, nossa preocupação é – e sempre foi – formar bons profissionais que entendam todo funcionamento de uma empresa. Resumindo, verdadeiros empreendedores.

  • Aluguel de bancada:

    Contar com um ferramental completo para fazer os reparos na bicicleta – algumas vezes – requer um investimento alto. Então, como faz? A Escola Park Tool, como uma das melhores escolas de mecânica de bicicleta no Brasil, não poderia deixar isso acontecer. Então, criamos um sistema em que ciclistas podem alugar uma das nossas bancadas de ferramentas para fazer os ajustes na bicicleta.

  • Cursos específicos e inéditos no mercado:

    Você sabia que a Escola Park Tool é a primeira instituição a disponibilizar um curso técnico sobre Shock Traseiro Fox e Shock Traseiro Rock Shox? Nossos professores são capacitados fora do Brasil com o que há de mais recente e novo quando se fala em tecnologia de equipamentos.

  • Relacionamento com nossos alunos:

    Um aluno formado na Escola Park Tool não deixa de ser aluno da Escola Park Tool. Mesmo depois de receber o certificado, ele recebe todo acompanhamento da instituição, seja para conseguir uma oportunidade de emprego, receber orientação profissional, discutir as novidades no mercado, fazer novos parceiros, conhecer fornecedores ou qualquer outra orientação.

Quais desses diferenciais você vê em outras instituições do mercado? O ponto é o seguinte: nada disso seria possível sem uma equipe capacitada, confiante e envolvida com os nossos objetivos. É nisso que acreditamos quando falamos em ser a melhor escola de mecânica no Brasil. Trabalhar com pessoas apaixonadas e que têm o mesmo sonho.

 

Quer saber mais? Fique de olho no Facebook e no Instagram da Escola Park Tool. Lá você fotos, vídeos, notícias e todas as informações da primeira escola de mecânica de bicicleta da América Latina.

 

A Escola Park Tool está no Brasil desde 2013 e já formou mais de 2.000 alunos. O curso possui dez módulos diferentes e todos eles funcionam para ciclistas amadores, lojistas do mercado de bicicletas e mecânicos interessados em qualificação profissional. É um curso moderno e totalmente alinhado com as novas tecnologias do mercado.

Escola Park Tool entrevista campeão do primeiro Desafio de Mecânica de Bicicleta

Ele venceu a primeira edição do Desafio de Mecânica de Bicicleta, mas o que mudou na sua carreira desde então? Fomos até São José dos Campos, interior de São Paulo-SP, para bater um papo com Thiago Bustamante, o campeão da prova organizada pela Escola Park Tool e que foi realizada no último Shimano Fest.

Preparação, expectativa, métodos de trabalho e muitas outras informações você vê no vídeo:

E você, pode vencer essa competição? Então, inscreva-se e participe. No ano passado tivemos mais de 12 participantes. Três deles chegaram à grande final. O vencedor levou para casa um kit PK-2 da Park Tool, com valor aproximado em R$ 8.500, e um cavalete.

Quer saber mais?

Fique de olho nas nossas redes sociais para acompanhar todas as novidades sobre o Shimano Fest 2017 e o Desafio de Mecânica. Lembre-se: uma boa preparação pode fazer a diferença.

A Escola Park Tool está no Brasil desde 2013 e já formou mais de 2.000 alunos. O curso de mecânica de bicicleta possui dez módulos diferentes e todos eles funcionam para ciclistas amadores, lojistas do mercado de bicicletas e mecânicos interessados em qualificação profissional. É um curso moderno e totalmente alinhado com as novas tecnologias do mercado.

Bike Especialista: assista ao Episódio 2 do desafio

Depois de encarar a primeira etapa prática instalando o ciclocomputador CatEye nas bicicletas, os quatro participantes do Bike Especialista encararam um desafio de alto nível técnico com suspensões SR Suntour. Cada mecânico de bicicleta deveria apontar o problema no equipamento e realizar o procedimento correto para solucioná-lo.

Todas decisões dos candidatos deveriam estar de acordo com os padrões exigidos pela marca, pela Intac e pela Escola Park Tool. Veja abaixo um teaser do que rolou na nossa oficina:

Fique de olho nas nossas redes sociais e confira todas as novidades. Fotos, vídeos e outras notícias você acompanha no Facebook, no Instagram ou no nosso site. Assista aqui o episódio 1.

A Escola Park Tool está no Brasil desde 2013 e já formou mais de 2.000 alunos. O curso possui dez módulos diferentes. Todos eles funcionam para ciclistas amadores, lojistas do mercado de bicicletas e mecânicos interessados em qualificação profissional. É um curso moderno e totalmente alinhado com as novas tecnologias do mercado.

Leia a entrevista exclusiva com o vencedor do primeiro Bike Especialista

Décio Monteiro de Oliveira, 47 anos, é o primeiro Bike Especialista. Formado no curso de mecanica de bicicletas dentro da Escola Park Tool, Décio venceu a primeira edição disputadíssima (com direito a empate na final) do desafio e conquistou mais do que uma vaga como técnico de suspensões SR Suntour e ciclocomputador CatEye dentro da Intac, ele pode finalmente trabalhar com aquilo que gosta: mecânica de bicicleta.

17265742_194916137674257_5401579234860728320_n

Nós da Escola Park Tool batemos um papo com Décio e ele nos contou cada detalhe dessa emocionante disputa. Leia abaixo:

– Como você chegou ao Bike Especialista?

Décio Monteiro: primeiro, minha esposa viu o anúncio no Instagram da Escola Park Tool e me avisou. Depois entrei no site da escola e me inscrevi. Quando soube que iria participar, fui atrás de informações e pesquisei muito sobre a Intac. Como era a empresa, sua posição no mercado, modo de trabalhar, etc. Encarar o desafio foi um impacto grande, pois eu estava acostumado com um outro tipo de dinâmica. Uma entrevista totalmente formal onde o candidato só conversa com o RH ou uma consultoria. Não tem contato direto com as pessoas com quem você vai trabalhar, como foi no desafio. Esse relacionamento fez toda diferença.

– O que você achou da primeira prova prática, quando encarou a instalação do ciclocomputador CatEye?

DM: essa parte foi bem tranquila para mim. Eu pedalo e tive vários ciclocomputadores nas minhas bicicletas. Instalei o equipamento na bike da minha esposa, do meu sogro, etc. Ele é bem simples e dá um ótimo resultado pela quantidade de informação que ele traz. A minha estratégia foi fazer com toda atenção e cuidado como se fosse algo para mim, como se estivesse sendo na minha própria bicicleta.

– E a prova de suspensão? Qual estratégia você seguiu?

DM: apesar de não ter muita prática com suspensões, eu fiz o curso da Escola Park Tool e procurei seguir as orientações que são passadas em sala de aula. A popular receita de bolo, sabe? Olhar o manual para não errar, mas infelizmente não foi o suficiente. Quando acreditei que tinha feito tudo do jeito certo, recebi o feedback que faltou um pouco de iniciativa de olhar o problema e consertá-lo. Fiquei muito atento ao processo e vacilei nisso.

– E como foi a sensação de encarar a grande final?

DM: fiquei muito surpreso com o empate e confesso que senti um pouco ao ter que apresentar um diferencial sobre o Ricardo, meu adversário. Fiquei surpreso, mas não nervoso. Percebi que ele também é um profissional competente e uma pessoa bacana. Se ele ganhasse, seria merecido. Então, tentei ser sincero, direto, intuitivo e sempre transparente. Felizmente deu tudo certo no final.

– Você ainda conversa com os outros competidores do Bike Especialista?

DM: durante todo o processo vamos lidando com pessoas e o que acaba ficando é o companheirismo. Acabei fazendo amizade com todos os outros concorrentes, pois o contato era muito próximo entre as provas. Era muito comum ficarmos conversando sobre bicicleta – um assunto que todo mundo gosta. Acredito que não ficou aquela disputa competitiva e agressiva. O que levamos foi mesmo a amizade.

 – Qual é a expectativa para começar a trabalhar com o que você realmente gosta?

DM: como é a primeira vez que vou trabalhar com bicicletas estou um pouco apreensivo, mas extremamente motivado. Tenho certeza que vou me adaptar porque é um assunto que gosto e isso supera qualquer apreensão. Meu plano é atender a expectativa da Intac para aquilo que me contratam e, conforme surgirem as oportunidades quero aprender cada vez mais. Tenho total entusiasmo para abração coisas novas e me tonrar um grande profissional do ramo dentro da Intac.

Que história, né? Você também pode mudar sua vida e realizar o sonho de trabalhar com o que ama. Venha falar com a gente, faça o curso da Escola Park Tool e, quem sabe, você não pode ser o próximo Bike Especialista?

A Escola Park Tool está no Brasil desde 2013 e já formou mais de 2.000 alunos. O curso possui dez módulos diferentes e todos eles funcionam para ciclistas amadores, lojistas do mercado de bicicletas e mecânicos interessados em qualificação profissional. É um curso moderno e totalmente alinhado com as novas tecnologias do mercado.

Escola Park Tool e Proparts ampliam rede de mecânicos especialistas em suspensões Rock Shox

A Escola Park Tool e a Proparts firmaram uma parceria que vai trazer benefícios para profissionais e consumidores do mercado de bicicletas. A novidade é que os alunos da primeira escola de mecânica de bicicletas da América Latina que completarem os módulos de suspensão Rock Shox (dianteira e shox traseiro) da serão reconhecidos internacionalmente como mecânicos oficiais da marca.

Essa medida vai oferecer uma gama maior de profissionais capacitados para os ciclistas, facilitando a manutenção do equipamento. E mais: ainda possibilitará uma nova especialização para os mecânicos que atuam no segmento e buscam qualificação no seu atendimento.

“A Proparts precisava ampliar a capacidade de treinar os mecânicos de sua rede de revendas de Rock Shox, marca pioneira e líder em suspensões de bicicletas. A parceria com a Escola Park Tool vai fazer com que a velocidade de propagação do conhecimento sobre a manutenção das tecnologias da Rock Shox seja muito maior, garantindo com isso que os ciclistas que escolhem nossos garfos estejam ainda melhor servidos em mais oficinas especializadas espalhadas por todos os cantos do Brasil”, analisa Marcelo Maciel, diretor geral da Proparts.

Por que a Escola Park Tool?

São mais de 8.000 ferramentas. Isso além de 2.000 alunos formados e reconhecimento internacional. A instituição foi uma das grandes referências da Proparts na busca por profissionais que representassem a empresa. O resultado será uma parceria que promete melhorar ainda mais a mão de obra no mercado.

“A Escola Park Tool é uma empresa séria e tecnicamente qualificada. Interessada no desenvolvimento do esporte e focada em desenvolver mecânicos competentes. Esses valores combinam com os da Proparts. Tenho certeza que nossa parceria trará grandes benefícios para os ciclistas e lojistas que escolhem os produtos da Rock Shox. Desejo vida longa a este casamento”, finaliza Marcelo Maciel.

Quer saber mais sobre os cursos da Escola Park Tool? Entre no site www.escolaparktool.com.br ou veja no Facebook www.facebook.com/escolaparktool.

Sem perrengues: como a mecânica de bicicleta ajuda no cicloturismo

mecanica-de-bicicleta-ajuda-no-cicloturismo-israel-coifman

Lembra do Israel Coifman? Apaixonado por cicloturismo, jornalista e aluno da Escola Park Tool, Israel está encarando o desafio de dar a volta ao mundo de bicicleta. Ao todo, ele pedalou mais de 3.000 km e já precisou utilizar o conhecimento sobre mecânica de bicicleta algumas vezes. É o que ele conta no vídeo abaixo. Veja:

Agora na Argentina, Israel se prepara para cruzar a Cordilheira dos Andes rumo ao Chile. Quer saber como serão os próximos passos nessa aventura de cicloturismo?

Fique de olho nas redes da Escola Park Tool ou acompanhe no Lifelapse.

Gostou do conteúdo? Mande sugestões para a gente saber que tipo de notícia você mais gostaria de ler!

E se quiser ficar mais por dentro das outras novidades, siga a gente nas redes sociais no Facebook e no Instagram.

A Escola Park Tool está no Brasil desde 2013 e já formou mais de 2.000 alunos. O curso possui dez módulos diferentes e todos eles funcionam para ciclistas amadores, lojistas do mercado de bicicletas e mecânicos interessados em qualificação profissional. É um curso moderno e totalmente alinhado com as novas tecnologias do mercado.

Diego (17 anos) e Ivanildo (32 anos): o que esses alunos da Escola Park Tool têm em comum?

Entre os diversos textos que compartilhamos no blog da Escola Park Tool, contar histórias e cases de alunos e ex-alunos é uma das coisas que mais gostamos. Hoje traremos dois exemplos de mecânicos de bicicleta formados na escola que hoje atuam como consultores e especialistas técnicos da Focus: Diego e Ivanildo.

Ambos terminaram o curso profissionalizante da Escola Park Tool em 2016 e começaram 2017 como parte da equipe da marca alemã, eleita por vários anos consecutivos como uma das melhores bicicletas na Eurobike. Veja abaixo as suas histórias:

Diego Dartora (17 anos)

Aos 17 anos, Diego terminou o Ensino Médio no ano passado e ainda não havia decidido qual faculdade iria cursar. Apaixonado por Down Hill, ele visitou a Brasil Cycle Fair de 2015, conheceu a Escola Park Tool e decidiu matricular-se para trabalhar no que realmente gosta.

15094914_1086770884768784_3265034164018438722_n

Diego Dartora mostra seu certificado da Escola Park Tool (a direita)

“Procurei a escola, pois vi que tinha boas chances no mercado. Existem poucos mecânicos especialistas que fazem um trabalho legal. Então, me matriculei e fiz o curso profissionalizante completo. Quando terminei os módulos e estava fazendo o estágio, o Henrique (Zompero) me chamou para falar sobre uma vaga na equipe da Focus. Foi muito legal contar com esse apoio da Escola Park Tool. Decidi arriscar e não pensei duas vezes: fui para entrevista, passei e agora estou trabalhando aqui”, disse.

Diego é um dos consultores técnicos da marca no Brasil. Segundo ele, o conhecimento adquirido na Escola Park Tool é utilizado no dia a dia do seu trabalho. Desde os procedimentos básicos até os mais complexos, ele usa praticamente tudo o que aprendeu na sala de aula. Com apenas 17 anos e uma grande expectativa de seguir no mercado de bicicletas, Diego já faz planos.

“Quero fazer faculdade de engenharia mecânica e me especializar na área de bicicletas. Quem sabe um dia eu não consiga desenvolver quadros, né? Mas ainda quero fazer outros cursos da escola. Quanto mais conhecimento tiver, melhor”, completa.

Ivanildo Ferreira (32 anos)

Ivanildo passou por muitos lugares antes de conseguir se solidificar no mercado bike. Trabalhou em uma metalúrgica, além de empresas de logística e materiais plásticos. Depois de atuar em tantos segmentos, Ivanildo finalmente conseguiu – por meio da Escola Park Tool – uma oportunidade no setor de bicicletas aproximadamente 3 meses depois de terminar os módulos que fez na unidade do Ibirapuera.

13247736_938094496303091_1302797974774051953_o

Ivanildo (da esq. para dir. o terceiro da fileira de baixo, ao lado de Henrique Zompero) posa para foto ao lado da sua turma de alunos na Escola Park Tool

“Depois de ser mandado embora da metalúrgica eu lembro que investi todo meu fundo de garantia nos cursos da Escola Park Tool. Ainda cheguei a trabalhar em outros lugares, mas não deu certo. Quando o Henrique comentou comigo sobre a vaga, eu disse em seguida que toparia. Fiz a entrevista e passei. Acho que esse é um dos grandes diferenciais da escola. Não é só a parte da mecânica, mas todo o acompanhamento que eles dão ao aluno, além da perspectiva de carreira”, analisa, Ivanildo.

Ivanildo também está de especialistas técnicos da marca Focus. Segundo ele, finalmente encontrou um emprego que lhe proporciona felicidade, perspectiva e oportunidade.

“Estou muito feliz, pois foi uma mudança muito grande na minha vida. Sempre gostei de bicicleta e trabalhar com o que a gente gosta dá um ânimo e alegria diferentes. Falei isso aqui na Focus e falo para todos os meus amigos e familiares. Eu me sinto realizado profissionalmente, sabe? A Escola Park Tool teve um papel muito importante nisso”, finaliza.

Esse é um dos nossos objetivos: o relacionamento “aluno x Escola Park Tool” não termina depois da aula de mecânica de bicicleta. Ele apenas começa. É o início de uma carreira que o profissional constrói junto conosco. E é por isso, que sentimos tanto orgulho do trabalho desenvolvido aqui quando vemos os cases de sucesso.

Gostou do conteúdo? Mande sugestões para a gente saber que tipo de notícia você mais gostaria de ler! E se quiser ficar mais por dentro das outras novidades, siga a gente nas redes sociais no Facebook e no Instagram.

De arquiteto a empresário: como Eduardo Swalen abriu sua oficina de bicicleta concept store da TREK

“Nunca é tarde demais para recomeçar” ou “os 50 são os novos 30” são chavões ou clichês – se você preferir, mas eles descrevem perfeitamente a história de vida de Eduardo Swaelen, ex-aluno da Escola Park Tool. Aos 51 anos, Eduardo terminou o curso profissionalizante da escola de mecânica e inaugurou a Cyclist, sua própria oficina de bicicleta e concept store da Trek (com mais dois sócios: Ricardo Chemmer e Christian Krieger) em São Paulo-SP.

Hoje, você vai conhecer toda a história desse carioca que mora na capital paulista. Aproveite… vai que ela é inspiradora para você:

Mudando de vida

“Eu trabalhei minha vida inteira como arquiteto e sempre tive o triatlo como hobby. Quando completei 50 anos, decidi mudar de profissão e trabalhar com algo que envolvido com bicicleta. Então, viajei para Barcelona (Espanha) e fiquei por lá durante 1 ano. Foi onde tive a oportunidade de fazer meu primeiro curso da Escola Park Tool. Ela é muito parecida com a que temos aqui no Brasil. O curso abriu minha cabeça. Então, resolvi voltar e abrir meu próprio negócio”.

A volta ao Brasil e a busca por capacitação

“Voltei disposto a me aprofundar na área e conhecer o mercado. Então, busquei outro curso profissionalizante e encontrei a Escola Park Tool do Brasil. Já conhecia a marca que é bastante conceituada. Me matriculei, fiz todos os módulos e completei o estágio. Isso me deu amadurecimento no setor de bicicletas. E não aprendi só a parte técnica. Conheci mais sobre o mercado, fornecedores, a relação com mecânicos, etc. Foi muito esclarecedor”.

Abrindo a loja

“Abrir minha primeira loja e oficina de bicicleta foi um grande desafio. Nunca tive nada parecido. Meus sócios também vêm do triatlo e a gente queria algo que não só fosse reconhecido por vender acessórios e bicicletas. Nosso objetivo sempre foi ser referência em mecânica para que os melhores venham trabalhar com a gente. Isso eu não vejo em outras lojas. O mecânico ganha a fama, sai e leva o cliente. Nossa ideia era abrir um lugar em que o mecânico encontra as melhores condições para trabalhar”.

WhatsApp Image 2017-01-24 at 16.56.11

Loja e oficina de bicicleta Cyclist, em São Paulo-SP

Tocando o negócio

“Abrimos as portas da nossa loja e oficina de bicicletas no dia 1º de novembro. A inauguração aconteceu no dia 28. Hoje posso dizer que estou bastante feliz com o que construímos. Nós exigimos que nossos funcionários estejam bem arrumados – inclusive os mecânicos – e a oficina limpa e organizada. Quem chega aqui é convidado a entrar e conhecer nossa oficina e conversar com nossos mecânicos de bicicleta. O atendimento é prioridade e tudo deve ser muito bem explicado para o cliente”.

Parcerias

“O contato com a TREK foi um passo muito importante. Deu a oportunidade de fazer uma concept store. Aceitamos e tocamos em frente. Quando resolvi abrir a loja, conversei com o Henrique (Zompero) e aí fechamos uma parceria bem legal. Os alunos da Escola Park Tool vêm fazer estágio aqui, conhecem a loja e nós damos a oportunidade para eles. Todo mundo cresce junto”.

Repassando o conhecimento

“Nosso objetivo é transformar o mecânico num especialista como um médico. O próximo passo é que os nossos mecânicos de bicicletas façam o curso profissionalizante da Escola Park Tool e os nossos vendedores façam pelo menos o intermediário. Afinal, todo mundo precisa saber o que está falando”.

O que pensa dos cursos da Escola Park Tool?

“Lá foi onde aprendi mais do que mecânica de bicicleta. Aprendi conceito, imagem, arrumação de gôndola, a fazer negócios, lidar com parceiros, clientes, fornecedores, etc. O aluno faz o curso e sai totalmente capacitado não só como mecânico, mas também para ser vendedor, lojista e empresário, por exemplo”.

E aí, curtiu? Mande mais sugestões para a gente do que você gostaria de saber!

E se quiser ficar mais por dentro, siga a gente nas redes sociais no Facebook e no Instagram.