Escolha uma Página

Com mais de 2.100 avaliações, ranking Selo de Qualidade traz credibilidade aos mecânicos de bicicletas

Quando a Escola Park Tool criou o ranking Selo de Qualidade, em 2018, a ideia era ter um mecanismo para os ciclistas avaliarem o trabalho de mecânicos de bicicleta profissionais formados. Hoje, quase dois anos depois, a iniciativa comprova sua eficácia: as pesquisas de satisfação somam mais de 2.100 avaliações, sendo 97% delas com a nota máxima de classificação, com quase 80% dos clientes afirmando que conheceram os mecânicos através de indicações.

Os números mostram que quando um trabalho é bem feito, ele é divulgado. Gerando ainda mais credibilidade e visibilidade ao mecânico. Mais do que isso: provam que, muito mais do que apenas premiar e divulgar os melhores mecânicos, a iniciativa serviu para validar o conhecimento adquirido nos cursos teóricos e práticos, e valorizar ainda mais a profissão que cresce a cada dia.

“Essa iniciativa nos trouxe números fantásticos! E resultados e que são fruto do trabalho da sala de aula, da importância de um bom atendimento, focando nas necessidades dos clientes. Nós vemos como os mecânicos são atenciosos e defendem os interesses dos clientes. Eles se posicionam de uma forma muito profissional e técnica no mercado, perante os consumidores e fornecedores. E isso só mostra o profissionalismo e eleva o nível de qualificação das pessoas que estão dentro do mercado de bicicleta”, explica Henrique Zompero, fundador e diretor de ensino da Escola Park Tool.

Abre as portas do mercado e gera mais lucro com mais clientes

Eleito o melhor mecânico de bicicletas do país em janeiro de 2019, o dono da Yobike, em Curitiba-PR, Iedo de Carvalho vê a iniciativa criada pela Escola Park Tool como fundamental para seu crescimento profissional.

“Acho muito interessante esse projeto. Quando mostro para os clientes eles ficam impressionados, o que valoriza ainda mais meu trabalho. Além da visibilidade de estar entre os melhores mecânicos de bicicleta do Brasil, abriu muito o mercado para mim. Houve uma melhora significativa em relação aos meus rendimentos. Posso dizer que minha oficina está em fase de crescimento, muito graças a ficar em primeiro no Selo de Qualidade”, comenta ele.

Quem concorda com essa visão é Raulisson Casasinky. Melhor mecânico de setembro, dono da Magrão Bike Repair, também do estado do Paraná, de Cascavel.

“A capacitação profissional na Escola e as boas avaliações no Selo de Qualidade me abriram as portas do mercado. Fui chamado para trabalhar numa outra bike shop, antes de trabalhar para a Specialized e de montar a minha própria oficina. E o fato de estarmos sendo avaliados mês a mês é sensacional, pois nos desafia sempre a evoluir mais. Gera confiança aos ciclistas e credibilidade à nossa profissão”, explica.

Valorização dos serviços e da profissão

Melhor mecânico do Brasil nos meses de maio, julho e agosto deste ano, Fabio Latorre é de São Paulo e cuida da Oficina do Latorre. Ele conquistou o primeiro lugar do ranking Selo de Qualidade dois meses depois de ter concluído a formação profissional em mecânica de bikes. Pois, acima de tudo, a formação foi fundamental para ele se tornar um mecânico referência, a capacitação valorizou o seu trabalho e, com sua capacidade técnica, elevou a qualidade dos seus serviços.

“Acho que o Selo de Qualidade é uma ferramenta muito importante para nós, não só pela competição que nos instiga a melhorar sempre, mas por saber que o trabalho foi tão bem feito que o cliente tirou um tempo para responder a pesquisa. Ser votado como o melhor do mês com certeza trouxe ainda mais clientes em busca de um serviço de qualidade”, afirmou.

Reconhecimento profissional e credibilidade

Já o mineiro Hebert Luis Moreira Neto, mecânico da Entre Trilhas, em Minas Gerais. Eleito o melhor mecânico de bicicletas de março, conta que não esperava ter em tão pouco tempo seu trabalho reconhecido. Ele chegou até a Escola através da oficina que trabalha, que bancou sua formação e certificação profissional.

“Ser bem avaliado no ranking mostra que estamos no caminho certo, passando confiança ao ciclista. Não imaginava que teria meu trabalho reconhecido, com tão pouco tempo de atuação profissional como mecânico de bicicleta formado, então foi uma surpresa e tanto”, disse o hoje mecânico de bicicleta profissional.

Melhor mecânico do país em fevereiro, Vinicius Oliveira, mecânico da Vini Bike de Itapeva-SP, também enaltece os benefícios que a capacitação profissional e o Selo de Qualidade trouxeram à sua carreira.

“Graças à minha formação de mecânico profissional na Escola Park Tool e por conta do ranking Selo de Qualidade tenho recebido elogios de muitas pessoas e também convites para participar de eventos e provas de MTB. Inclusive, em maio fui convidado pela Shimano para participar do apoio neutro mecânico em uma ultramaratona, na Serra da Canastra, em Minas Gerais”, comenta.

Retorno financeiro

Duas vezes eleito o melhor mecânico do mês, em outubro e novembro, Jorge André Menezes da Silva, mecânico da Mais Bike, de Uruguaiana-RS, afirma que estar no topo do ranking e ser avaliado pelos clientes o fez mudar de postura e melhorar o seu serviço, que resultou num lucro ainda maior.

“Estar bem avaliado no ranking e possuir esse Selo de Qualidade atrai mais clientes que buscam qualidade em serviço e confiança no trabalho. É uma forma de passar confiança aos ciclistas e elevar nossa credibilidade enquanto profissional”.

Com o Selo de Qualidade, o mecânico tem um feedback contínuo do seu trabalho. O que estimula e inspira o profissional a sempre se atualizar no campo de mecânica e até de gestão de negócios. Para o ciclista, ter uma gama grande de mecânicos profissionais oferece segurança e confiança, além de um serviço bem prestado.

Ganha o profissional, o consumidor e o mercado como um todo, que fica aquecido e ainda mais qualificado.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *