Da formação de preço à manutenção: conteúdo e ferramenta para abrir seu próprio negócio

Sempre preocupada em oferecer o melhor conteúdo para capacitar os mecânicos de bicicleta e outros profissionais do segmento, a Escola Park Tool firmou duas novas parcerias: uma com Sebrae-SP e outra com o ERP Bike Conecta. O objetivo é disponibilizar todo conteúdo e ferramentas que vão auxiliar os alunos na administração e gestão do seu próprio negócio, desde a formação de preço.

Parceria com o Sebrae

Já encontrou dificuldades na hora de definir um valor pelo serviço que será prestado? Que tal eliminar essa dúvida? É nisso que aposta o curso que o Sebrae-SP oferece em parceria com a Escola.

Com carga de 30 horas e totalmente gratuito, o curso online busca qualificar os alunos para definir a formação de preço de venda competitivo para seus negócios. Toda a orientação será oferecida por meio de procedimentos técnicos e do conhecimento do mercado em que atuam.

O conteúdo do curso inclui: elementos que compõem o preço e a venda, diferenciação de custos e despesas fixas de custos e despesas variáveis, avaliação de mercado para determinar preços competitivos, fixação de preço de produtos e serviços.

Bike Conecta

Com mais organização e entendendo melhor como funciona a dinâmica administrativa é possível ganhar mais, perder menos, fidelizar clientes e conquistar outros, por exemplo, só para citar alguns benefícios.

É este o objetivo do Bike Conecta, parceiro da Escola Park Tool, que oferece todas as ferramentas para o profissional do setor de bicicletas administrar o seu negócio.

Além de ter o controle na organização de produtos, taxas, boletos, controle de estoque e fluxo de caixa, ele é uma espécie de ponte entre o mecânico da oficina de bicicleta, o ciclista e o lojista.

Como sugere o nome, o software conecta a bicicleta – devidamente registrada – à rede do lojista e ao aplicativo Strava, usado pelo ciclista. Conforme os quilômetros vão sendo percorridos e pedalados, o Bike Conecta envia um alerta quando há a necessidade de uma manutenção, por exemplo.

Por enquanto, você pode se cadastrar de forma gratuita. Aproveite e acesse.

De arquiteto a empresário: como Eduardo Swalen abriu sua oficina de bicicleta concept store da TREK

“Nunca é tarde demais para recomeçar” ou “os 50 são os novos 30” são chavões ou clichês – se você preferir, mas eles descrevem perfeitamente a história de vida de Eduardo Swaelen, ex-aluno da Escola Park Tool. Aos 51 anos, Eduardo terminou o curso profissionalizante da escola de mecânica e inaugurou a Cyclist, sua própria oficina de bicicleta e concept store da Trek (com mais dois sócios: Ricardo Chemmer e Christian Krieger) em São Paulo-SP.

Hoje, você vai conhecer toda a história desse carioca que mora na capital paulista. Aproveite… vai que ela é inspiradora para você:

Mudando de vida

“Eu trabalhei minha vida inteira como arquiteto e sempre tive o triatlo como hobby. Quando completei 50 anos, decidi mudar de profissão e trabalhar com algo que envolvido com bicicleta. Então, viajei para Barcelona (Espanha) e fiquei por lá durante 1 ano. Foi onde tive a oportunidade de fazer meu primeiro curso da Escola Park Tool. Ela é muito parecida com a que temos aqui no Brasil. O curso abriu minha cabeça. Então, resolvi voltar e abrir meu próprio negócio”.

A volta ao Brasil e a busca por capacitação

“Voltei disposto a me aprofundar na área e conhecer o mercado. Então, busquei outro curso profissionalizante e encontrei a Escola Park Tool do Brasil. Já conhecia a marca que é bastante conceituada. Me matriculei, fiz todos os módulos e completei o estágio. Isso me deu amadurecimento no setor de bicicletas. E não aprendi só a parte técnica. Conheci mais sobre o mercado, fornecedores, a relação com mecânicos, etc. Foi muito esclarecedor”.

Abrindo a loja

“Abrir minha primeira loja e oficina de bicicleta foi um grande desafio. Nunca tive nada parecido. Meus sócios também vêm do triatlo e a gente queria algo que não só fosse reconhecido por vender acessórios e bicicletas. Nosso objetivo sempre foi ser referência em mecânica para que os melhores venham trabalhar com a gente. Isso eu não vejo em outras lojas. O mecânico ganha a fama, sai e leva o cliente. Nossa ideia era abrir um lugar em que o mecânico encontra as melhores condições para trabalhar”.

WhatsApp Image 2017-01-24 at 16.56.11

Loja e oficina de bicicleta Cyclist, em São Paulo-SP

Tocando o negócio

“Abrimos as portas da nossa loja e oficina de bicicletas no dia 1º de novembro. A inauguração aconteceu no dia 28. Hoje posso dizer que estou bastante feliz com o que construímos. Nós exigimos que nossos funcionários estejam bem arrumados – inclusive os mecânicos – e a oficina limpa e organizada. Quem chega aqui é convidado a entrar e conhecer nossa oficina e conversar com nossos mecânicos de bicicleta. O atendimento é prioridade e tudo deve ser muito bem explicado para o cliente”.

Parcerias

“O contato com a TREK foi um passo muito importante. Deu a oportunidade de fazer uma concept store. Aceitamos e tocamos em frente. Quando resolvi abrir a loja, conversei com o Henrique (Zompero) e aí fechamos uma parceria bem legal. Os alunos da Escola Park Tool vêm fazer estágio aqui, conhecem a loja e nós damos a oportunidade para eles. Todo mundo cresce junto”.

Repassando o conhecimento

“Nosso objetivo é transformar o mecânico num especialista como um médico. O próximo passo é que os nossos mecânicos de bicicletas façam o curso profissionalizante da Escola Park Tool e os nossos vendedores façam pelo menos o intermediário. Afinal, todo mundo precisa saber o que está falando”.

O que pensa dos cursos da Escola Park Tool?

“Lá foi onde aprendi mais do que mecânica de bicicleta. Aprendi conceito, imagem, arrumação de gôndola, a fazer negócios, lidar com parceiros, clientes, fornecedores, etc. O aluno faz o curso e sai totalmente capacitado não só como mecânico, mas também para ser vendedor, lojista e empresário, por exemplo”.

E aí, curtiu? Mande mais sugestões para a gente do que você gostaria de saber!

E se quiser ficar mais por dentro, siga a gente nas redes sociais no Facebook e no Instagram.

Sebrae oferece curso gratuito de Formação de Preços

Sebrae oferece curso gratuito cujo objetivo é qualificar alunos para definir preços de venda competitivos para seus negócios por meio de procedimentos técnicos e do conhecimento do mercado em que atuam.
O conteúdo do curso inclui: elementos que compõem o preço e a venda, diferenciação de custos e despesas fixas de custos e despesas variáveis, avaliação de mercado para determinar preços competitivos, fixação de preço de produtos e serviços.
O estudante contará com o apoio e a orientação de um tutor para esclarecer dúvidas e receberá um certificado digital ao concluir a capacitação.
Para mais informações, acesse a página do curso no site do Sebrae.

Dica: como colocar a fita de guidão na bicicleta speed

Mais um vídeo fruto da parceria entre Escola Park Tool e a Revista Ride Bike. A proposta é passar dicas de mecânica básica que podem fazer a diferença na hora de preservar a vida útil do seu equipamento – sem precisar ir até uma oficina de bicicleta. Nessa edição, Henrique Zompero ensina o jeito certo de passar a fita de guidão na sua bike speed.

Confira:

E aí, curtiu? Mande mais sugestões para a gente do que você gostaria de saber!

E se quiser ficar mais por dentro, siga a gente nas redes sociais no Facebook e no Instagram.

A Escola Park Tool está no Brasil desde 2013 e já formou mais de 2.000 alunos. O curso possui dez módulos diferentes e todos eles funcionam para ciclistas amadores, lojistas do mercado de bicicletas e mecânicos interessados em qualificação profissional. É um curso moderno e totalmente alinhado com as novas tecnologias do mercado.

Escola Park Tool e Shimano Fest juntas no Desafio de Mecânica 2017

Está confirmado: Escola Park Tool e Shimano estarão lado a lado na organização do Desafio de Mecânica de Bicicletas 2017. Depois do sucesso de 2016, a primeira escola da América Latina especializada na capacitação de mecânicos de bicicleta e a multinacional japonesa renovaram a parceria.

“A Shimano está sempre presente quando o assunto é bicicleta. Temos feito ao logo dos anos parcerias com empresas que têm o mesmo propósito: fomentar e promover o reconhecimento da importância do uso da bicicleta. Utilizando experiências anteriores, o Desafio Técnico 2017 renova com a Escola ParkTool para juntos trazerem novidades e contemplarem o profissional de mecânica. Com o desafio, o Shimamo Fest fica ainda mais completo e podemos oferecer a cada ano o que temos de melhor”, afirma Claudinei de Souza, técnico da Shimano no Brasil.

Em 2016, a Escola Park Tool assumiu pela primeira vez a organização do desafio. Ao todo foram 3 fases eliminatórias com mais de 12 participantes. A final foi de tirar o fôlego. Tudo isso até o vencedor alcançar o sonhado prêmio. Um kit PK-2 da Park Tool, com valor aproximado em R$ 8.500, e um cavalete oferecido pela DMD Bikes.

14566377_1436843782995675_6049297549104118277_o

Marcos Bustamante, da Gamaia Esporte, durante o Desafio de Mecânica de Bicicleta no Shimano Fest 2016

Mas o que vem pela frente em 2017? Henrique Zompero, fundador e idealizador da Escola Park Tool no Brasil responde:

“Esse ano nós queremos ir além de entregar um kit excelente e completo de ferramentas. Nós queremos valorizar o profissional oferecendo diferentes tipos de experiências. Não dá para cravar nada, pois ainda é cedo para isso. Mas posso garantir que o nosso objetivo está dentro desse contexto”, disse Zompero.

O atual campeão do desafio é Marcos Thiago Bustamante, mecânico de bicicletas na loja Gamaia Esportes, em São José dos Campos-SP. Ele ainda leva o título. Agora, com a edição 2017 confirmada, mecânicos de todo o Brasil terão a chance de estar entre os melhores.

Mais um grande espetáculo que promete tirar o fôlego do público na Shimano Fest 2017.

Quer saber mais sobre os cursos da Escola Park Tool? Entre no site www.escolaparktool.com.br ou veja no Facebook www.facebook.com/escolaparktool.

 

Oficina de bicicleta: o que fazer na sua bike antes do pedal de férias

Com as férias de fim de ano chegando, os apaixonados por bicicleta já ficam pensando em que caminhos irão colocar suas bikes para rodar. Alguns vão encarar longos pedais de cicloturismo, outros vão pedalar suas estradeiras e ainda tem a turma dos que vão fazer diversas trilhas de mountain bike. Seja qual for a sua, uma coisa é certa: levar a bicicleta no seu mecânico de confiança na melhor oficina de bicicleta da sua cidade.

Pensando nisso, preparamos algumas dicas para que você saiba exatamente o que fazer – e o que não fazer – antes de encarar as pedaladas de verão.

Momento indicado para a revisão
Esta é uma época altamente recomendada para fazer uma manutenção geral na sua bicicleta. Como muita gente entra em férias, a tendência é que as pessoas pedalem mais – e em alguns casos até mesmo a sua oficina de bicicleta favorita pode estar em período de recesso.

Antes de entrar de férias, leve a sua bike em uma loja especializada. E garanta que suas férias serão curtidas ao ar livre e não dentro de uma oficina.

O que devo revisar
O mais indicado é uma manutenção geral da bicicleta. Nela, a bike é desmontada e o mecânico capacitado analisa todos os detalhes: desgastes e peças a serem substituídas para que você não tenha surpresas desagradáveis no meio do caminho.

É importante que toda a manutenção seja feita com produtos de boa qualidade. Graxas e lubrificantes adequados para os componentes da bicicleta. Atenção redobrada à lubrificação de correntes e desgastes de pastilhas e sapatas de freio.

Detalhe da corrente da bike

Atenção à lubrificação das correntes. Foto: Murilo Rezende

O que meu mecânico não deve usar
É comum a gente ver pessoas usarem produtos inadequados para lubrificação. Por exemplo desengripantes, lubrificantes à base de petróleo e graxas de baixa qualidade. Não é só ruim para a sua bicicleta, mas também é prejudicial para o meio ambiente.

Estes produtos geram desgaste excessivo e acelerado na sua bike. E, consequentemente, gerando maior custo de manutenção.

Atenção especial aos freios, pneus e correntes
É claro que toda a bicicleta precisa ser revisada antes de uma viagem de cicloturismo ou trilhas constantes. Mas três pontos merecem mais atenção: lubrificação de corrente, as pastilhas e sapatas de freio e a pressão dos pneus. Com esta manutenção mais detalhada, você diminuirá consideravelmente a chance de ter problemas ocasionados por desgaste.

Onde levo minha bike
Uma oficina de bicicleta competente é aquela que tem um mecânico capacitado (nossa dica: se ele tiver capacitação na Escola Park Tool ajuda muito). Um profissional que se especializou tem não só o conhecimento prático, mas também a teoria da mecânica de bicicleta.

Ter as ferramentas certas, somado ao conhecimento técnico, resulta em qualidade de serviço. E a garantia de que você não terá surpresas quando estiver pedalando.

Tudo certo? Então boas férias!

Curta nossa página no Facebook clicando aqui!

Shock traseiro Fox: Escola Park Tool lança curso inédito no Brasil

A Escola Park Tool apresenta um novo módulo na sua grade: especialização em shock traseiro Fox. Inédito no Brasil, o curso é bastante específico e visa a oferecer aos mecânicos, lojistas e profissionais do mercado de bicicletas uma nova capacitação e qualificação no segmento. A previsão de lançamento do módulo é janeiro de 2017.

“Fizemos uma pesquisa e verificamos que as marcas trazem as bicicletas com suspensão para o Brasil, mas não têm profissionais certificados aqui no país para oferecer a assistência técnica que o consumidor precisa. Atualmente existem poucas pessoas aptas para fazer as revisões recomendadas pelo fabricante”, comenta Henrique Zompero, idealizador da Escola Park Tool, primeira instituição especializada na formação de mecânicos de bicicleta da América Latina.

Ao todo serão 18 horas de aulas teóricas e práticas. Para Zompero, essa é a oportunidade para os profissionais do mercado que já contam com a formação de suspensão dianteira ampliar sua capacitação. O resultado é um mercado com profissionais mais qualificados e com maior conhecimento em diferentes peças das bikes.

Shock traseiro Fox aberto

Aprenda cada detalhe do shock traseiro Fox

“A nossa ideia é fazer crescer o número de pontos de trabalho onde são realizadas essas manutenções. Hoje temos quase 70 lojas com certificado para fazer manutenção em suspensão dianteira. Queremos que essas mesmas 70 lojas se tornem centro de referência para manutenção de shock traseiro”, disse Zompero.

Aulas tecnológicas

Durante o curso que será ministrado no Brasil, um componente de alta tecnologia estará a serviço dos alunos. Trata-se de um aplicativo desenvolvido especialmente para ajuste em suspensões iRD eletrônicas. Chamado Fox – Intelligent Ride Dynamics, o app será um diferencial para quem for aprender mais sobre os amortecedores traseiros. Zompero, inclusive, participou do curso sobre o assunto ministrado pela Fox na Interbike 2016.

Os interessados já podem conferir a pré-inscrição e os valores a serem investidos na capacitação direto no link.

Aluno da Escola Park Tool dará volta ao mundo de bicicleta

O aluno da Escola Park Tool, Israel Coifman, vai rodar o mundo de bicicleta. Isso mesmo! Serão 55 países num roteiro dividido em 9 partes, que deve durar aproximadamente 3 anos. Parece loucura? Mas não é. É um sonho que está prestes a se realizar e nós, a melhor escola de mecânica de bicicleta do Brasil, garantimos que ele estivesse totalmente preparado.

Mas, Israel, de onde surgiu essa ideia?

“A bicicleta sempre esteve presente na minha vida. Eu viajava muito a trabalho cobrindo Copa do Mundo, Olimpíada e outras competições disputadas pela seleção brasileira de futebol. Sempre que podia dava uma escapada do trabalho para pedalar nos países que visitava. Essas amostras que tive despertaram em mim o desejo de conhecer o mundo de bicicleta”, conta Israel.

Qualificação

Israel montou o roteiro, foi atrás de parceiros e equipamentos. Porém ainda faltava uma coisa: conhecimento. E se precisasse fazer alguma manutenção na bike no trajeto? E se não tivesse oficina para levar? Como se virar? Então, ele foi atrás da Escola Park Tool.

prof_aluno

Israel Coifman e Henrique Zompero ao lado da bicicleta que ele fará a viagem pelo mundo

“Fiz um curso que me preparou para consertar a bicicleta e para preservá-la fazendo com que ela tivesse uma vida útil mais longa. Quando terminei estava apto para resolver problemas e aprendi o que nem imaginava. Fiquei impressionado com a metodologia de ensino, o rigor e exigências que você não vê em muitas oficinas pelo Brasil. Tem medida para tudo. É impressionante”, comenta.

Formação: iniciante, intermediário e avançado

Na instituição Israel concluiu os módulos Iniciante, Intermediário e Avançado. Segundo ele, o momento mais marcante foi na última aula, quando desmontou e montou inteira a bike que usará na viagem. O resultado foi surpreendente.

bikeparktool

Bicicleta Trek que Israel Coifman usará durante sua viagem

“Perguntei se podia levar minha bicicleta para aula. Desmontei a bicicleta inteira, mexi em cassete, rolamento, desengraxei, lavei, limpei, ajustei câmbio, freio e até a caixa de direção. Uma coisa é manusear a bicicleta da escola, outra é praticar na minha bike.  Pra ter uma noção, eu comprei minha bike na Flórida e nunca a vi daquele jeito. A Escola Park Tool tem muito preparo”, diz Israel.

Roteiro: 55 países em 9 partes do mundo

Israel começará pela América do Sul, Central e do Norte. Em seguida, seguirá para a Europa, com uma breve passagem por Portugal e Espanha. Depois disso, irá para a África e Oriente Médio para depois voltar para a Europa e rodar outras 24 nações. Terminando o Velho Continente, Israel parte para a Ásia e termina sua aventura na Oceania. Quer saber mais sobre a viagem? Acesse www.lifelapsejourney.com.br.

Entre no site www.escolaparktool.com.br ou veja no Facebook www.facebook.com/escolaparktool.

O que procurar numa escola de mecânicos de bicicletas?

O sucesso profissional é algo mutável e variável. Cada pessoa busca a felicidade de uma maneira, seja pela condição financeira, por trabalhar com o que gosta ou pela qualidade de vida. Se você é um apaixonado por bikes e sonha ter tudo isso, a carreira de mecânico pode ser uma opção. Já pensou em ingressar numa escola de mecânicos de bicicletas.

Num mercado cada vez mais exigente, empatia, capacitação e competência são características que podem fazer muita diferença. Mas e agora, por onde começo? Não se preocupe. Separamos 5 dicas do que procurar numa escola de mecânicos de bicicletas para lhe ajudar nessa empreitada. Veja abaixo:

1- Estrutura

São 500 m² disponíveis para os alunos, espaço suficiente para duas salas de aula, copa, cozinha, bancadas de trabalho e ainda uma área de lazer para arejar um pouco entre as aulas. Uma estrutura que já formou mais de 4.500 alunos ao redor do mundo. Quer saber mais? Veja o texto que fizemos com todos os números da instituição.

escola-park-tool001

2- Preparação teórica e prática

Cursos de suspensões com as melhores opções do mercado (Fox, SR Suntour, X Fusion, Rock Shox, e Manitou*), aulas sobre freio hidráulico, canote hidráulico, rodas, relação, grupo eletrônico di2 da Shimano e cubo de marcha interno, por exemplo. Conteúdo que vai do amador ao profissional em que os alunos recebem toda a base teórica para depois encarar a parte prática. E mais: eles encaram mais de 40 horas de estágio em oficinas ou lojas para aprender na prática como é a rotina de um negócio.

*A escola de mecânicos de bicicletas, Escola Park Tool, é única instituição da América Latina com instrutores com capacitação internacional. Seguimos padrões internacionais de ensino e ferramental atualizado (ano 2017).

3- Material de trabalho

São mais de 1.800 ferramentas disponíveis para os alunos. Sabe o que isso significa? Pode trabalhar individualmente sem ficar revezando. Nas aulas de suspensões e rodas, por exemplo, cada aluno tem o seu item de trabalho em sala. Nas aulas em que vai trabalhar com a bicicleta inteira, as atividades são feitas em duplas. Na Escola Park Tool, o aluno está sempre aprendendo e nunca fica parado.

escola-park-tool004

Afinal, de que adianta o conhecimento teórico sem ferramentas de trabalho, certo?

4- Oportunidade de começar

É a única escola de mecânicos de bicicletas com uma agência de emprego virtual formatada exclusivamente para o mercado. Qualquer empresa do segmento, seja ela loja, distribuidora, importadora, fabricante ou mídia, pode cadastrar sua vaga no site e qualquer profissional cadastrado pode encontrar uma vaga ou oportunidade de trabalho. Para saber mais, acesse o link.

5- Construir uma carreira trabalhando com o que se gosta

Qual é a procura do mercado por um mecânico capacitado? Como está a situação para tentar começar meu próprio negócio? Quanto ganha um mecânico de bicicletas capacitado hoje? Sugerimos ideias de negócios, consultoria, parcerias para que a formação e tudo o que o aluno aprendeu não se perca. Mais do que um ex-aluno, nosso objetivo é criar uma rede de colaboradores que evoluam junto com o mercado e criem novas oportunidades.

escola-park-tool003

Gostou? Todos esses tópicos são trabalho da Escola Park Tool. Percebeu como ela pode mudar a sua vida profissional na prática?

Aqui funciona assim: entregar o diploma, apertar a mão do aluno e desejar boa sorte não é o suficiente. É preciso acompanha-lo para que ele abra portas para novos profissionais. Não basta falar que é a melhor, é preciso fazer o melhor. Isso é mudança.

Entre no site www.escolaparktool.com.br ou veja no Facebook www.facebook.com/escolaparktool.

Escola Park Tool oferece curso inédito no Brasil

A Scitex, importadora e representante oficial da X-Fusion no Brasil, e a Escola Park Tool firmaram uma parceria que irá disponibilizar um curso inédito no mercado brasileiro de bicicletas. Entre as novidades estão os cursos técnicos sobre manutenção corretiva e preventiva de suspensão dianteira e amortecedor traseiro, além do primeiro conteúdo do Brasil sobre como fazer as revisões e reparos do canote hidráulico.

Parceria

“Conheci a Escola Park Tool por um de nossos vendedores. Quando estive lá, fique com uma ótima impressão. É tudo muito organizado. Minha ideia é mudar a impressão da X-Fusion ser uma suspensão boa, mas que ninguém sabe mexer”, diz Willyen Ip, técnico de suspensões X-Fusion na Scitex.

suspensoes

Suspensões X Fusion na Interbike 2016

Benefícios

Os alunos da escola e o público final serão os maiores beneficiados. Os profissionais por terem mais um serviço para oferecer na oficina ou loja e os consumidores por terem disponível um número maior de mecânicos especialistas na manutenção do equipamento.

“Aqueles que tiverem suspensão ficarão ainda mais tranquilos, pois temos praticamente todos os itens de reposição no estoque. Nós daremos uma atenção especial para os nossos parceiros que procurarem a capacitação da Escola Park Tool. Ainda não tem nada definido, mas estamos pensando em mais informações, descontos ou colocá-los como centros técnicos oficiais da marca”, analisa Willyen.

A previsão da Escola Park Tool, primeira instituição especializada na capacitação de mecânicos de bike da América Latina, é que o curso de suspensões X Fusion seja lançado em janeiro de 2017.

Quer saber mais sobre os cursos da Escola Park Tool? Entre no site www.escolaparktool.com.br ou veja no Facebook www.facebook.com/escolaparktool.