Dica da Escola Park Tool: o que checar na bike antes do pedal?

Capacete, mochila, carteira e celular. O carro fica na garagem. Tudo pronto para pegar a bicicleta e ir embora. Será mesmo? Antes de subir na magrela é preciso conferir detalhes importantes como pneus, freios e alinhamento, mas por onde começo?

Separamos QUATRO DICAS que podem ajudar na preparação da sua bike antes de encarar o trajeto. Um hábito simples e rápido que, se feito da maneira correta, não leva mais do que 5 minutos e faz toda diferença. Portanto antes de pedalar, não se esqueça de:

Checar a calibragem do pneu: Pneus muito cheios não aderem na curva e deixam a desejar no amortecimento. Já os murchos podem causar danos nos aros das rodas, além de aumentar a possibilidade de furos. Agora convenhamos: trocar um pneu dá muito mais trabalho do que calibrá-lo, certo?

Por isso, cheque sua calibragem. A quantidade correta de ar está descrita logo ao lado do pneu. Basta seguir as nossas dicas e ficar atento às informações do fabricante.

Testar os freios: Se os freios não estiverem em ordem, o ciclista corre grande risco durante o pedal. O processo vai dos manetes no guidão, passa pela pressão dos cabos até chegar às sapatas de borracha. Essas últimas se estiverem ressacadas ou rachadas, devem ser trocadas. O mesmo vale caso estejam desgastadas (espessura de menos de ½ polegada).

Conferir a corrente: A corrente deve estar sempre lubrificada por um óleo especial. Uma dica: Muc-Off! É referência no mercado. Se pensar em usar óleo de cozinha, Singer ou WD-40 pare! Não seja louco! Pedale com segurança. Isso vai evitar danos na bike em situações que envolvem lama, chuva ou maresia, além de reduzir o desgaste excessivo dos pneus.

E as marchas? Estão ajustadas? (se você tem bike fixa, ignore este tópico :)) Dependendo da cidade, não tem jeito: é preciso ter uma bicicleta de marcha. Em São Paulo, por exemplo, há muitas subidas e descidas, e elas são fundamentais. Verificar se elas estão funcionando direitinho vai evitar quedas e problemas na corrente. Fique de olho!

Tudo pronto, agora vem a melhor parte: pedalar. Se quiser uma orientação mais detalhada sobre como deixar a sua bike perfeita, fale com a gente. Nós da Escola Park Tool teremos a maior satisfação em recebê-lo nos nossos cursos

Escola de bicicleta transforma ciclista amador em mecânico profissional

Notícias sobre o delicado momento econômico do país não param de aparecer. E como se sobressair no mercado de trabalho em um ambiente como este? Uma das saídas é o conhecimento. Este foi a opção de Jessé Henrique Costa, paulista de Araraquara, que depois de fazer o curso completo da Escola Park Tool encontrou o caminho: hoje é mecânico de bicicletas certificado e abriu seu próprio negócio, uma oficina artesanal.

“Foi um investimento que fiz e tive retorno imediato. Me surpreendi, porque agora tenho uma demanda tão grande de clientes que preciso selecioná-los. Aprendi com o curso que a qualidade do trabalho é importantíssima para conquistar os clientes. Por isso, não posso abrir as portas o tempo inteiro, senão não mantenho o mesmo nível de atendimento”, explica Jessé.

E o formato tem dado certo. Afinal, trabalhando de forma artesanal e individualizada o ex-aluno da Escola Park Tool atende a um público exigente de Araraquara e região. “Estou sendo cada vez mais procurado”, complementa, que só atende com hora marcada.

Ex-competidor e ainda ciclista, Jessé sempre foi curioso quanto à mecânica de bicicletas: era ele quem fazia a manutenção da própria bike. Com o curso na Escola Park Tool, porém, aprendeu mais do que apenas o funcionamento mecânico, como também se especializou no atendimento.

“A Escola Park Tool me deu um direcionamento que eu não tinha, uma visão diferente de como atender bem. A importância de seguir padrões é muito grande em qualquer trabalho, ainda mais em um produto tão detalhado como a bicicleta”, analisa.

Histórias como a do Jessé mostram que o conhecimento, de fato, amplia as oportunidades. Com muita dedicação ele fez o curso completo da Escola Park Tool e hoje se mantém graças à sua oficina artesanal.

Por essas e outras que temos orgulho de dizer que somos referência quando o assunto é qualificação no mercado de bicicletas. Gostou? Fique de olho que teremos outras ainda mais inspiradoras. É aluno da Escola e quer ver sua história contada aqui?

Então, mande um e-mail pra gente!

Escola Park Tool: chave Allen para mudar sua vida profissional

66 horas de aula. 40 horas de estágio. 3 módulos. 1.200 alunos formados.

Do Iniciante ao Avançado, a Escola Park Tool é referência quando o assunto é qualificação no mercado de bicicletas. Com conteúdo especializado para profissionais e amadores, a instituição vai além de formar bons mecânicos. E não é pouco falar que depois das aulas, muitos alunos mudaram suas vidas.

Acha exagero? Então, olha só essa história. Ex-bancário, Felipe Wada, saiu do seu antigo emprego para apostar em um novo negócio: bicicleta. Apaixonado por bikes, ele encontrou sua oportunidade por meio de uma necessidade particular.

“Quando eu trabalhava no banco, não tinha muito tempo de levar minha bicicleta na oficina. Então, tive a ideia de criar um serviço delivery de manutenção. Daí surgiu a Dry Bike. Agora além desse trabalho de reparos, fazemos lavagem a seco e oferecemos outros tipos de serviços”, conta o empresário.

O papel da Escola Park Tool foi fundamental para preparar o Felipe como profissional, já que ele não entendia nada da parte mecânica.

“Eu comecei com o módulo básico e vi que poderia ir além. Entrei na Escola Park Tool para buscar conhecimento e fiquei impressionado. As técnicas ensinadas pelos engenheiros têm padronização e facilitam a manutenção do mecânico. O trabalho fica bem mais profissional. Nesse meio, muitos são mecânicos pela prática, mas não têm a teoria. Na escola, eles oferecem essa base. O que faz toda a diferença”, analisa.

Agora com mais três funcionários, Felipe já sabe: a qualidade do serviço oferecido está no conhecimento. E por isso, todos os que entram para trabalhar na Dry Bike já começam com uma obrigação: fazer os cursos da Escola Park Tool.

“No início era para ser só eu, mas o negócio foi crescendo e hoje tem outros três na minha loja. Todos fizeram o curso da escola. Entendo que isso seja fundamental para aprender o porquê daquela manutenção, os detalhes e fundamentos como a importância de se garantir a segurança do ciclista”, finaliza.

Inspirador, não é mesmo? Pois é. Essa foi só uma das histórias dos alunos formados pela Escola Park Tool. Gostou? Fique de olho que teremos outras ainda mais inspiradoras. É aluno da Escola e quer ver sua história contada aqui?

Então, mande um e-mail pra gente!

Escola Park Tool confirma parceria com a marca internacional Muc-Off

A Escola Park Tool e a Muc-Off, fabricante internacional de lubrificantes, confirmaram na última semana a parceria que vai reforçar – ainda mais – os cursos de capacitação de profissionais no mercado de bicicletas. Juntas, as marcas vão disponibilizar aos alunos da escola cursos teóricos e práticos com os melhores materiais disponíveis no mercado.

“O objetivo é oferecer, além de conteúdo de qualidade e bons professores, os melhores materiais. Nossos alunos terão a chance de manusear produtos que nem chegaram ao Brasil. É uma ótima oportunidade”, analisa Henrique Zompero, fundador da Escola Park Tool no Brasil.

Admiradora do trabalho desenvolvido pela Escola Park Tool, a marca internacional comemora o fechamento dessa parceria.

“Acredito que marcas de alta qualidade precisam trabalhar juntas. Vejo que o mercado está carente de mecânicos qualificados e a Escola Park Tool tem um papel importante nesse cenário. Com certeza vamos conquistar grandes resultados”, comenta Márcio Galeno, gestor da Muc-Off no Brasil.

Referência em qualificação, a Escola Park Tool já formou mais 1.200 alunos desde 2013. Onde os produtos da Muc-Off entrarão na grade de cursos já está sendo planejado pelo próprio Henrique e por Carlos Eduardo de Oliveira, mecânico com mais de 27 anos de experiência no meio bike.

Essa já é a segunda parceria divulgada pela instituição. Em 2015, a Escola já havia confirmado a ação conjunta com a SR Suntour, fabricante das suspensões que equipam bicicletas de mais de 80% das marcas de mountain bike.

Para estudar – O lojista que tiver interesse em participar do curso deve entrar em contato direto com a Escola Park Tool pelo site www.escolaparktool.com.br ou na página do Facebook www.facebook.com/escolaparktool.

História – A versão nacional da escola é a primeira da América Latina. Voltado para lojistas do mercado, o curso também atende a mecânicos que buscam aprimoramento profissional e ciclistas amadores. Os números de aprovação por parte dos alunos são impressionantes: mais de 90% dos estudantes recomendam a Escola.

A Escola Park Tool está no Brasil desde 2013 e já formou mais de 1.200 alunos. O curso possui oito módulos distantes e todos eles funcionam para ciclistas amadores, lojistas do mercado de bicicletas e mecânicos interessados em qualificação profissional. É um curso moderno e totalmente alinhado com as novas tecnologias do mercado.

PARCERIA ESCOLA PARK TOOL e Bike AJUDA

Eles escreverão matérias sobre mecânica de bike e os alunos formados já estarão no aplicativo Bike Ajuda!

A Escola Park Tool no Brasil é a primeira na América Latina e oferece cursos de vários níveis, atendendo desde o ciclista iniciante que precisa aprender a trocar um pneu na ciclofaixa até os profissionais da área que precisam aprofundar seus conhecimentos.

Mercado de bicicletas ganha curso de manutenção de suspensões

Qualificar o atendimento e profissionalizar a manutenção na suspensão da bicicleta. Com esse objetivo, a Escola Park Tool e a SR Suntour trazem ao Brasil o primeiro curso especializado nessa peça delicada e indispensável, especialmente nas mountain bikes. O pré-cadastro para as aulas já está disponível e os interessados devem acessar o site.

A data do lançamento do curso ainda não foi divulgada, mas as aulas devem começar no mês de abril deste ano. Utilizando a expertise em educação da Escola Park Tool como matéria-prima, a parceria desenvolvida com a SR Suntour começou na última semana, quando foi ministrada uma aula-piloto com a presença de colaboradores, lojistas e outros profissionais do segmento convidados.

“Foi minha primeira oportunidade de conhecer a Escola Park Tool. A metodologia, estrutura, didática e conteúdos são muito bons. O que pude ver foi muito enriquecedor. Saí de lá sabendo muito mais do que quando entrei. Com certeza, irei indicar este curso para todos os meus clientes”, afirma Alexandre Sena, representante comercial da Intac, distribuidor oficial da SR Suntour no Brasil.

Centro Técnico SR Suntour

Além do conhecimento, entre ideias da parceria está disponibilizar uma rede de oficinas especializadas em manutenção preventiva de suspensões. Mais do que garantir qualidade no atendimento e o serviço prestado pelo mecânico, a parceria vai oferecer “suspensões reservas”, visando a acabar com essa rotina de parar a bicicleta de 15 a 20 dias enquanto é feito o reparo.

“Quando o ciclista levar a bike para manutenção, não vai mais precisar deixá-la parada. A bicicleta chega ao Centro Técnico Suntour e uma suspensão ‘reserva’ será emprestada para ele. Enquanto a suspensão estiver parada, ele vai poder pedalar com a improvisada e só devolvê-la na hora de buscar a sua na loja. É só ele procurar os centros técnicos da Suntour” conta Henrique Zompero, fundador da Escola Park Tool no Brasil.

O mapa com todas as unidades dos Centros Técnicos SR Suntour estão disponíveis no site da Intac. O profissional do mercado de bicicletas que quiser participar do curso poderá entrar em contato também com a Escola Park Tool pelo site ou na página do Facebook www.facebook.com/escolaparktool

Holanda inaugura a primeira ciclovia solar do mundo que gera energia para a cidade

O caminho do futuro e o caminho para o futuro”: É assim que é apresentada a ciclovia solar que foi inaugurada recentemente na cidade de Krommenie, a noroeste de Amsterdã -a primeira ciclovia solar do mundo.

O que a faz com que esta ciclovia seja tão especial e única vai muito além de sua inovação tecnológica: ela beneficia as populações e sistemas públicos municipais de seu entorno.

O primeiro trajeto desta ciclovia, construída com painéis de concreto com células fotovoltaicas cobertas com vidro temperado, tem 70 metros de extensão. Ao receberam a incidência da luz solar, os painéis iniciam a geração de energia que é direcionada aos mais variados usos no entorno.
O caminho do futuro e o caminho para o futuro”: É assim que é apresentada a ciclovia solar que foi inaugurada recentemente na cidade de Krommenie, a noroeste de Amsterdã -a primeira ciclovia solar do mundo.

O que a faz com que esta ciclovia seja tão especial e única vai muito além de sua inovação tecnológica: ela beneficia as populações e sistemas públicos municipais de seu entorno.

O primeiro trajeto desta ciclovia, construída com painéis de concreto com células fotovoltaicas cobertas com vidro temperado, tem 70 metros de extensão. Ao receberam a incidência da luz solar, os painéis iniciam a geração de energia que é direcionada aos mais variados usos no entorno.

Holanda inaugura a primeira ciclovia solar do mundo que gera energia para a cidade

A ciclovia, chamada de SolaRoad, foi apresentada mês passado como a primeira ciclovia solar do mundo; há outras iniciativas anteriores que seguem a mesma ideia, mas se diferenciam pelos materiais utilizados.

Uma delas e a Starpath, em Cambridge. Implantada em meio ao parque Christ’s Pieces, seu principal atributo se deve ao fato de ser feita com uma pintura que armazena os raios ultravioletas durante o dia para emiti-los à noite. Outra versão é a SolarRoadways, uma proposta pensada para cidades que sofrem com as nevascas. Neste caso a ciclovia transforma a energia solar em calor para derreter a neve e liberar o caminho para os ciclistas.
A ciclovia, chamada de SolaRoad, foi apresentada mês passado como a primeira ciclovia solar do mundo; há outras iniciativas anteriores que seguem a mesma ideia, mas se diferenciam pelos materiais utilizados.

Uma delas e a Starpath, em Cambridge. Implantada em meio ao parque Christ’s Pieces, seu principal atributo se deve ao fato de ser feita com uma pintura que armazena os raios ultravioletas durante o dia para emiti-los à noite. Outra versão é a SolarRoadways, uma proposta pensada para cidades que sofrem com as nevascas. Neste caso a ciclovia transforma a energia solar em calor para derreter a neve e liberar o caminho para os ciclistas.

Holanda inaugura a primeira ciclovia solar do mundo que gera energia para a cidade

Conforme mencionado em um artigo do CityLab, esta nova ciclovia holandesa possui dois inconvenientes. O primeiro é seu alto custo de implementação, já que, quando estiver pronta em 2016 com seus 100 metros de comprimento, ela terá gasto US$3,7 milhões. O segundo é a orientação das células fotovoltaicas, que, por não poderem se voltar para melhor receber os raios solares, apresentam baixa eficiência.

Todavia, o fato da primeira etapa desta ciclovia, com apenas 70 metros, gerar energia para três casas, o sistema públicos de iluminação, o monitoramento de tráfego e os carros elétricos, supera, de longe, qualquer desvantagem.
Conforme mencionado em um artigo do CityLab, esta nova ciclovia holandesa possui dois inconvenientes. O primeiro é seu alto custo de implementação, já que, quando estiver pronta em 2016 com seus 100 metros de comprimento, ela terá gasto US$3,7 milhões. O segundo é a orientação das células fotovoltaicas, que, por não poderem se voltar para melhor receber os raios solares, apresentam baixa eficiência.

Todavia, o fato da primeira etapa desta ciclovia, com apenas 70 metros, gerar energia para três casas, o sistema públicos de iluminação, o monitoramento de tráfego e os carros elétricos, supera, de longe, qualquer desvantagem.

Holanda inaugura a primeira ciclovia solar do mundo que gera energia para a cidade

Um dos integrantes do consórcio que participou na construção, Dr. Sten, disse à BBC que, eventualmente, as estradas solares poderiam ser utilizadas para recarregar os veículos elétricos que as utilizam. No entanto, em sua opinião, estes carros não são um substituto já que a eletricidade deles não é produzida de maneira sustentável. Um dos integrantes do consórcio que participou na construção, Dr. Sten, disse à BBC que, eventualmente, as estradas solares poderiam ser utilizadas para recarregar os veículos elétricos que as utilizam. No entanto, em sua opinião, estes carros não são um substituto já que a eletricidade deles não é produzida de maneira sustentável.

Holanda inaugura a primeira ciclovia solar do mundo que gera energia para a cidade

Entender de mecânica de bicicleta traz economia. Quer saber como?

No dia a dia e aos fins de semana. Nos parques, nas ciclovias e nas ciclofaixas de lazer. As bicicletas estão mais presentes e se tornam cada vez mais companheiras nas vidas dos brasileiros. Então, nada melhor do que você mesmo tomar cuidados especiais da sua amiga magrela, certo?

Entender o funcionamento básico de mecânica de bicicleta é fundamental para você evitar problemas enquanto pedala. Veja aqui algumas dicas:

Conheça a sua bicicleta: conhecer as peças e componentes da sua bike é fundamental para fazer bom uso dela. Saber que tipo de freio utilizar e conhecer as ferramentas importantes de carregar sempre com você podem livrá-lo de momentos desagradáveis durante o pedal.

Faça a troca de peças adequada na sua bicicleta: saber quais são os produtos disponíveis no mercado vai ajudá-lo a fazer pequenos upgrades na bike que melhorarão a performance. Entendendo um pouco de mecânica, o ciclista corre menor risco de adquirir um produto que não atenda suas necessidades.

Lubrifique a corrente: sabe quando você pedala e a bicicleta faz barulhos que você não entende muito bem? Pois é, este é um dos sinais de que está na hora de lubrificar a corrente da sua magrela. Bicicletas que só rodam em asfalto exigem menos manutenção do que mountain bikes, que estão em contato constante com a terra. Mesmo assim, fique atento a rangidos, por menores que sejam.

Troque a corrente: o ciclista que entende de mecânica de bicicleta sabe que a corrente é das peças mais baratas da magrela. Por isso, atenção especial a ela. Se você pedala na cidade, tenha certeza: essa iniciativa evitará custos muito maiores com o desgaste de outras peças.

A Escola Park Tool é a primeira escola de mecânica básica de bicicletas do Brasil. Já formou mais de 1.200 profissionais na área e oferece o que há de melhor no reparo das bikes: conhecimento.

Agora é fato Escola Park Tool e Suntour

Qualificação/Bicicleta
Escola Park Tool e SR Suntour se unem pela profissionalização do mercado
Parceria oferecerá formação para manutenção de suspensões da marca taiwanesa no Brasil a partir de 2015
Escola Park Tool E Suntour
São Paulo (SP) – 2015 começará com novidades em relação à profissionalização do mercado brasileiro de bicicletas. A partir do primeiro bimestre, uma parceria entre a Escola Park Tool e a Intac irá oferecer um curso técnico de formação para manutenção das suspensões SR Suntour, que equipa bicicletas de mais de 80% das marcas de mountain bike comercializadas no Brasil.

O estudo é direcionado aos lojistas e mecânicos que trabalham com a marca, tendo como foco principal qualificar os profissionais do segmento.

“A ideia é expandir o conhecimento e tecnologia da SR Suntour para as lojas que buscam especificação. Queremos que o consumidor tenha a certeza de que o profissional que vai mexer na suspensão dele tem o conhecimento necessário para isso. Isso traz segurança para quem vende e para quem compra, além de agilizar o atendimento ao ciclista”, comenta André Mezadre, gerente comercial da Intac, distribuidora oficial da marca no Brasil.

A grade do curso está sendo desenhada pelos instrutores da Escola Park Tool, Henrique Zompero e Carlos Eduardo de Oliveira, este com mais de 27 anos de experiência em mecânica de bicicletas.

“Isso é um grande diferencial para o mercado de bicicletas. Para nós, que representamos a marca no Brasil, isso é muito importante. Após o curso, o mecânico vai estar altamente capacitado para o trabalho, já que vai conhecer toda a tecnologia das suspensões Suntour passando por horas de treinamentos técnicos e teóricos”, comenta Mezadre.

Para a Escola Park Tool, que já formou mais de 1.200 mecânicos de bicicletas no país desde 2013, a parceria também é especial.

“É importante, porque comprova a seriedade o trabalho que temos feito nestes dois anos. Grandes marcas estão se associando à escola, o que fortalece não só as duas marcas, Escola e Suntour, mas também o mercado brasileiro como um todo”, diz Zompero, que é fundador da Escola Park Tool no Brasil.

Para estudar – O lojista que tiver interesse em participar do curso deve entrar em contato direto com a Escola Park Tool pelo site www.escolaparktool.com.br ou na página do Facebook www.facebook.com/escolaparktool.

História – A versão nacional da escola é a primeira da América Latina. Voltado para lojistas do mercado, o curso também atende a mecânicos que buscam aprimoramento profissional e ciclistas amadores. Os números de aprovação por parte dos alunos são impressionantes: mais de 90% dos estudantes recomendam a Escola.

A Escola Park Tool está no Brasil desde 2013 e já formou mais de 1.200 alunos. O curso possui oito módulos distantes e todos eles funcionam para ciclistas amadores, lojistas do mercado de bicicletas e mecânicos interessados em qualificação profissional. É um curso moderno e totalmente alinhado com as novas tecnologias do mercado.
Qualificação/Bicicleta
Escola Park Tool e SR Suntour se unem pela profissionalização do mercado
Parceria oferecerá formação para manutenção de suspensões da marca taiwanesa no Brasil a partir de 2015