Escolha uma Página

Formação profissional é a palavra-chave para se destacar no segmento de mecânica de bikes

Sabe o que os três melhores mecânicos de bicicleta do país possuem em comum? Eleitos e avaliados pelos ciclistas através do ranking Selo de Qualidade, Jorge Menezes, Robson Mendes e Rogério Santos têm a excelência no serviço e atendimento personalizado, a melhoria do trabalho constante e, claro, a busca pela formação profissional.

É ela, a profissionalização, que traz os parâmetros e padrões exigidos no mercado para atender à demanda cada vez maior de ciclistas que buscam por soluções eficientes para suas bicicletas. Assim como vemos a cada dia um número maior de bicicletas pelas ruas, o segmento de mecânica de bikes também vem crescendo e está aquecido.

Então, para se destacar, tal qual os 3 melhores mecânicos de bicicleta citados, confira as dicas de ouro de cada um deles.

Só a prática não basta, é fundamental entender a teoria e técnicas exatas

Mecânico de bicicletas da Central Bikes, de São Paulo-SP, Rogério Santos Ferreira reforça a necessidade de um profissional compreender a teoria, antes da prática. Para ele, a formação profissional trouxe a valorização do seu trabalho, e assim ele pôde compreender o valor da sua mão de obra.

“Era muito curioso, mas não um grande entendedor de mecânica. Tinha a prática, mas me faltava conhecimento técnico claro, que vem do manual de instruções do fabricante. Mesmo trabalhando desde 2016, só em 2019 busquei a Formação Profissional na Escola Park Tool. Além dos conteúdos teóricos e técnicos, através do curso eu aprendi a valorizar a minha mão de obra”, explica um dos 3 melhores mecânicos de bicicleta de janeiro.

Além disso, Rogério enxerga como um grande diferencial um atendimento e olhar humanizado, primeiro com o cliente, para entender suas necessidades, e depois com seu equipamento, a bicicleta. Especializado em lidar com o ciclista urbano, ele fala que hoje consegue argumentar com o cliente.

“Eu explico o passo a passo, o que determinado problema pode causar e o que é preciso solucionar. De forma didática, mostro a ele o valor dessa solução. É preciso que ele entenda o valor da solução, não apenas o custo dela”, comenta.

O manual do fabricante é imprescindível em qualquer situação

Robson Mendes, 23 anos, veio de Seabra-BA, para concluir a Formação Profissional em mecânica de bikes. Ele também se destacou no mês de janeiro como o melhor mecânico do país e fala um pouco sobre o que aprendeu nesse processo.

“O curso mudou bastante coisa em minha vida, a começar pela oportunidade que a Dr. Bike me deu, de investir na minha carreira profissional através da Escola Park Tool. Aprendi e compreendi alguns pequenos detalhes que fazem total diferença, como por exemplo não ter medo nem vergonha de ler o manual. Ele é imprescindível em qualquer tipo de serviço. Assim como a própria certificação, que passa ainda mais segurança ao ciclista”, explica.

Hoje, com o investimento que obteve através da oficina que trabalha, Robson preencheu uma lacuna no mercado da região, que recebe muitos cicloturistas, inclusive.

“Hoje somos a única oficina especializada em suspensão na região, autorizada pelas marcas Fox, Manitou e Rock Shox, e isso veio graças à minha profissionalização”, finaliza.

Olho no olho, mostrar conhecimento e passar confiança

Jorge Menezes é de Uruguaiana-RS e trabalha há mais de 15 anos como mecânico de bicicletas. Mas foi depois do curso na Escola Park Tool, ele diz, que adquiriu muito mais conhecimento e realmente entendeu o porquê de cada ajuste ou tarefa dentro da oficina.

“Antes era algo automático, hoje eu sei exatamente para que e porque estou fazendo determinado serviço. Esse investimento que a Mais Bike fez em mim já fez a diferença em minha vida. Hoje tenho o reconhecimento profissional e muito mais eficiência e agilidade no meu dia a dia, um diferencial também para os clientes”, afirma o também mecânico do mês de janeiro.

Para ele, o maior aprendizado que teve foi olhar no olho do ciclista, manter um bom relacionamento com ele e atendê-lo da melhor forma possível. “E fazer isso é resolver seu problema e mostrar que tem conhecimento no que faz, de forma didática, passando confiança e segurança a ele. Afinal, o conhecimento só é validado se a informação é passada para frente”, finaliza.

Não importa como você se destaca dentro do seu ambiente de trabalho, para ser reconhecido no mercado é preciso se capacitar, buscar conhecimento técnico e concluir uma formação profissional em mecânica de bikes. Porque para fazer parte do time dos melhores, só a qualificação salva!

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *