Manutenção preventiva: o que checar na bicicleta antes do pedal

Quem usa a bicicleta como meio de transporte ou apenas por lazer aos finais de semana não se preocupa muito com a manutenção preventiva dos componentes da bike. Pois saiba que não é preciso ser um mecânico profissional para cuidar corretamente da sua magrela – e, de quebra, diminuir consideravelmente as chances de ter problemas no pedal e aumentar a vida útil da bicicleta.

Para dar algumas dicas pra você, convidamos Júlio César Doná, que é auxiliar aqui da Escola Park Tool. Primeiro de tudo, ele listou 6 pontos importantes que devem ser checados antes do pedal. São eles:

1- limpeza da bicicleta

2- medição e lubrificação da corrente

3- verificação e correção da pressão dos pneus

4- verificação de cortes ou avarias nos pneus

5- observação de barulhos estranhos e diferentes do normal

6- verificação e correção dos sistemas de freios, especialmente as pastilhas e sapatas

Para fazer esta manutenção preventiva, ter conhecimento sobre os componentes da bicicleta é muito importante. Se você não tem muita experiência, talvez um curso básico de mecânica pode te ajudar – dê uma olhada neste link que tem informações importantes para você.

 

Manutenção Preventiva

Equipamentos

Para uma boa limpeza da sua bicicleta, é importante ter alguns itens em casa. De acordo com Júlio César, luvas de borracha, óculos de proteção, balde, sabão neutro e um desengraxante apropriado são importantes. E não se esqueça: NUNCA use desengraxantes à base de derivados de petróleo.

Na limpeza, que é parte importantíssima da manutenção preventiva da bicicleta, também é aconselhável utilizar uma escova dura e apropriada para a corrente e o cassete. Para o quadro, o ideal é usar uma escova macia.

Dica bônus do especialista: na lubrificação da corrente, use SEMPRE lubrificantes próprios para bicicleta. Nem pense em querosene ou óleo não apropriado.

Estes são os conselhos do especialista para manter o equipamento em ordem e funcional com uma ótima manutenção preventiva.

 

Acompanhe no Facebook e no Instagram todas as novidades e parcerias da Escola Park Tool. Você vai poder conferir fotos, vídeos, notícias e todas as informações da primeira escola de mecânica de bicicleta da América Latina.

Por que um bom mecânico de bicicletas é importante?

Foto: Pedro Cury

Habilidade técnica, dedicação e qualificação profissional. Este tripé é fundamental para quem quer entender de mecânica de bicicletas. Mas por que é importante contar com um bom mecânico para a sua bike? Contar com um profissional de confiança – e até saber qual a formação do especialista – pode fazer muita diferença no desempenho e na segurança de quem pedala.

Mas, na prática, que diferença faz alguém que tenha qualificação e que conheça todos os detalhes e segredos da mecânica de bicicletas? Para quem pedala constantemente, faz muita diferença.

A atleta olímpica Raiza Goulão, um dos principais nomes do mountain bike brasileiro, diz que já passou por algumas dificuldades com isso – como qualquer ciclista, né?! Hoje, entende perfeitamente o que um especialista em mecânica de bicicletas pode fazer por ela.

“Quem pedala precisa ter o equipamento impecável, em ótimas condições. Quando você tem um mecânico de confiança, que está sempre atualizado e investindo em cursos, facilita demais. Entro nas provas só pensando em pedalar e nada mais”, diz a atleta.

A análise dela é corroborada por Willian Cruz, editor do site Vá de Bike. Ele tem a bike como principal meio de transporte pelas ruas de São Paulo, indo a compromissos profissionais e pessoais pedalando. E diz que já passou por situações desagradáveis em oficinas mecânicas de bicicleta.

“Encontrei mecânicos que ficam forçando situação para o cliente gastar mais, inventando problemas que não existem e exagerando em pequenas coisas que não demandam troca. Já deixei de ir em várias oficians por conta disso”, comenta.

Infelizmente esse problema não acontece só com ele, a gente sabe disso. Por este motivo é importante saber das qualificações do profissional a quem confiamos a nossa bicicleta (para quem é mecânico, recomendamos este texto aqui).

Depois de passar por maus mecânicos, hoje Willian tem clara a importância de deixar a bike em um profissional de confiança.

“O bom mecânico é aquele que tem um conhecimento técnico profundo, mas que também se esforça em conhecer a realidade de uso do cliente para sugerir mudanças de configuração da bicicleta. Às vezes, um pneu diferente, um câmbio de outro tipo ou até uma mesa mais alta fazem bastante diferença”, diz Willian.

O que a gente aqui na Escola Park Tool concorda demais, e inclusive fala disso nos nossos cursos: mais do que conhecimento técnico, é importante entender de gestão e da realidade dos ciclistas.

mecânica de bicicletas

Para Giancarlo Clini, diretor da IGP Sports (que distribui a Scott no Brasil), um mecânico é importante para quem pedala a lazer, para quem usa a bicicleta como meio de transporte e, claro, também para atletas.

“Um bom mecânico garante a durabilidade da bicicleta, fazendo manutenção preventiva e evitando desgaste prematuro dos componentes. Uma bike bem cuidada é uma bike confiável”, explica ele.

Raiza ainda complementa dando a dica: revise sua bicicleta (em um mecânico qualificado, claro) uma vez ao mês. “Minha sugestão é uma vez ao mês para quem pedala constantemente. Assim sua bicicleta vai estar sempre pefeita pra você”.

Quer saber mais? Fique de olho no nosso Facebook e no Instagram.

A Escola Park Tool está no Brasil desde 2013 e já formou mais de 2.000 alunos. O curso possui dez módulos diferentes e todos eles funcionam para ciclistas amadores, lojistas do mercado de bicicletas e mecânicos interessados em qualificação profissional. É um curso moderno e totalmente alinhado com as novas tecnologias do mercado.

Mecânicos de bicicleta iniciam treinamento para encarar desafio no Shimano Fest 2017

Organizado pela Escola Park Tool em parceria com a Shimano, Desafio de Mecânica de Bicicleta acontecerá em setembro. Mesmo assim, profissionais já iniciaram o treinamento.

 O Desafio de Mecânica de Bicicleta 2017 está chegando. A prova organizada pela Escola Park Tool que agitou a última edição do Shimano Fest será realizada mais uma vez dentro do evento, de 14 a 17 de setembro, no Jockey Club, em São Paulo-SP. Porém, em sua quinta edição, ela promete ser ainda mais competitiva.

E para chegar forte nas três etapas da competição, os participantes já sabem: estudo e preparação serão fundamentais. Um dos mecânicos de bicicleta que já começou seu treinamento é o atual campeão do desafio: Thiago Bustamante, da Gamaia Esportes, loja de São José dos Campos-SP.

“O treinamento do mecânico de bicicleta é fundamental para garantir um bom desempenho no desafio. Esse ano eu pretendo ficar ainda mais atento aos módulos que serão cobrados nas três etapas. Treinar, eu já treino no meu dia a dia aqui na oficina, mas meu objetivo é me dedicar ainda mais para defender o título de campeão nessa edição”, afirma Bustamante.

Mas como é o treinamento de um mecânico de bike que quer vencer o desafio? É possível afirmar que trabalhar a parte prática e mais importante que estudar a teoria? Quem responde é o próprio campeão:

“Na mecânica de bicicleta, a teoria anda lado a lado com a prática. Se o mecânico não conhece a parte teórica, ele não pode se considerar um bom profissional. Nós precisamos entender perfeitamente o que o fabricante recomenda. Não podemos trabalhar só com o que nós mecânicos pensamos que sabemos. Conhecer os manuais é realmente muito importante para todo o processo”, diz.

Premiação

No ano passado, os três primeiros colocados foram premiados com kits de ferramentas oficial da Park Tool. Grande vencedor, Thiago Bustamante levou para casa o PK-2 da marca norte-americana, com valor aproximado em R$ 8.500. O segundo ganhou um kit AK-2 (R$ 3.200) e o terceiro um SK-2 (R$ 1.200). Esse ano o prêmio será ainda melhor.

“Quando eu vi o prêmio, fiquei muito empolgado. Percebi que era uma oportunidade incrível, pois ninguém nunca havia oferecido um kit como esse para um mecânico. Ter um ferramental como esse é o sonho de qualquer profissional”, finaliza Bustamante.

As vagas ainda estão abertas. Os mecânicos de bicicleta que estiverem interessados podem fazer a inscrição pelo link.

Quer saber mais sobre tudo o que aconteceu na Escola Park Tool? Entre no site www.escolaparktool.com.br e fique de olho nas nossas redes sociais.

 

A Escola Park Tool está no Brasil desde 2013 e já formou mais de 2.000 alunos. O curso possui dez módulos diferentes e todos eles funcionam para ciclistas amadores, lojistas do mercado de bicicletas e mecânicos interessados em qualificação profissional. É um curso moderno e totalmente alinhado com as novas tecnologias do mercado.

Cicloturismo: Escola Park Tool prepara você para dar a volta ao mundo de bicicleta

Já se passaram mais de 3.500 km desde que Israel Coifman – jornalista, cicloviajante e aluno da Escola Park Tool – saiu do Brasil para encarar a maior aventura da sua vida: dar a volta ao mundo numa bicicleta. Apaixonado por cicloturismo, Coifman chegou ao Chile há pouco mais de um mês, onde passou pela Cordilheira dos Andes e descreveu nesse belíssimo texto que você pode ler clicando aqui.

Mas como é possível um ciclista apaixonado por cicloturismo se preparar para um grande desafio como esse? Quem responde é o próprio Israel:

“Quando decidi viajar, procurei a escola para fazer os módulos básico, intermediário e avançado. O objetivo era justamente ter umas noções básicas em que eu pudesse me virar quando tivesse problemas na bicicleta. Antes de fazer o curso, eu sabia apenas trocar a câmara do pneu. Não tinha ideia nem de como poderia remendá-la, por exemplo”, diz o jornalista e autor do site Lifelapse.

Conhecimento e manutenção corretiva

Todo o conhecimento adquirido ofereceu a Coifman mais do que a capacitação para resolver problemas na bike. Tanto que ele não passou nenhum grande perrengue até agora.

“Tive um elo rompido na minha corrente. O ajuste é simples, mas na escola eu aprendi a fazer da maneira correta. Também passei por uma situação em que o câmbio estava desregulado e consegui fazer o reparo. Outros problemas como pneu furado, remendo de pneu, colocar missing link, não tive nenhuma dificuldade”.

17492529_1555451374495335_759653430698483776_o

Manutenção preventiva

Ele teve muita sorte? Não é bem assim. Israel aprendeu aqui na nossa unidade do Ibirapuera, bairro da capital paulista, que a manutenção preventiva e o cuidado com a bike são fundamentais para evitar futuras dores de cabeça.

18216797_1611274562246349_1636185419531605178_o

“Em todo o lugar que eu paro, seja no meu acampamento ou em um hostel – eu limpo toda a bicicleta. Tiro as rodas, higienizo a corrente e os cassetes para evitar que a transmissão seja prejudicada. Todos os procedimentos com produtos que o Henrique (Zompero) me recomendou. Dessa maneira eu tenho conseguido ir muito bem na minha viagem”, conta Coifman.

Próximos destinos sobre duas rodas

E ele não para! Depois de pedalar pelo Brasil, Uruguai, Argentina e Chile, Israel ainda tem como seus próximos destinos a Bolívia, Peru, Equador e Colômbia, antes de chegar à América Central.

“Recomendo para quem está pensando em viajar a fazer os cursos da Escola Park Tool, pois eles realmente ajudam. Foram milhares de quilômetros e tive problemas muito simples que consegui resolver tudo sozinho. Vale muito a pena”, finaliza Israel Coifman.

Quer saber mais?

Fique de olho no Facebook e no Instagram da Escola Park Tool. Lá você fotos, vídeos, notícias e todas as informações da primeira escola de mecânica de bicicleta da América Latina. Ou acesse www.lifelapse.com e acompanhe o diário de bordo do jornalista apaixonado por cicloturismo.

Como limpar a suspensão da bicicleta em dois minutos

Limpar a sujeira de terra da suspensão da bicicleta depois do pedal é fundamental, você sabe o porquê? E o mais importante: como fazer essa limpeza da maneira correta? Em novo vídeo de dicas especiais para ciclistas, a escola de mecânicos de bike, Escola Park Tool e a revista Ride Bike ensinam como o ciclista deve realizar esses procedimentos em apenas dois minutos.

Veja no vídeo:

Gostou do conteúdo? Mande sugestões para a gente saber que tipo de notícia você mais gostaria de ler! Siga a gente nas redes sociais no Facebook e no Instagram.

A Escola Park Tool está no Brasil desde 2013 e já formou mais de 2.000 alunos. O curso possui dez módulos diferentes e todos eles funcionam para ciclistas amadores, lojistas do mercado de bicicletas e mecânicos interessados em qualificação profissional. É um curso moderno e totalmente alinhado com as novas tecnologias do mercado.

Dica: como colocar a fita de guidão na bicicleta speed

Mais um vídeo fruto da parceria entre Escola Park Tool e a Revista Ride Bike. A proposta é passar dicas de mecânica básica que podem fazer a diferença na hora de preservar a vida útil do seu equipamento – sem precisar ir até uma oficina de bicicleta. Nessa edição, Henrique Zompero ensina o jeito certo de passar a fita de guidão na sua bike speed.

Confira:

E aí, curtiu? Mande mais sugestões para a gente do que você gostaria de saber!

E se quiser ficar mais por dentro, siga a gente nas redes sociais no Facebook e no Instagram.

A Escola Park Tool está no Brasil desde 2013 e já formou mais de 2.000 alunos. O curso possui dez módulos diferentes e todos eles funcionam para ciclistas amadores, lojistas do mercado de bicicletas e mecânicos interessados em qualificação profissional. É um curso moderno e totalmente alinhado com as novas tecnologias do mercado.