Por que você precisa entender de câmbio para praticar cicloturismo

Se são os câmbios os responsáveis pela corrente se movimentar sobre as engrenagens e coroas, garantindo uma pedalada com menos força e mais giro, eles merecem muita, mas muita atenção por parte do ciclista. Se você vai praticar cicloturismo, então, se torna imprescindível entender seu funcionamento e saber como cuidar deles. Confira as dicas e esteja preparado para sua próxima viagem sobre suas rodas.

Apesar de entender o funcionamento do câmbio ser um processo até que simples, é necessário, antes de tudo, muito cuidado e atenção com a prevenção.

Se o câmbio estiver com um bom funcionamento e o ciclista realizar, de tempos em tempos, a manutenção preventiva, ele pode ter uma durabilidade muito maior. Infelizmente, muitas pessoas ainda deixam de lado esta importante tarefa – e o câmbio, assim como outros componentes e a própria bicicleta vão perdendo a função e se desgastando. Sem cuidado preventivo, pode ocasionar sérios problemas, inclusive durante o pedal.

Quando falamos em cuidado com o câmbio no cicloturismo e em qualquer pedalada, devemos ter na cabeça os seguintes pontos de atenção:

-Limpeza: importantíssima e deve ser frequente. A parte de alta lubrificação exige um desengraxante a base d´água – a Algoo, por exemplo, oferece ótimos produtos que podem ser carregados durante sua viagem. A dica é se organizar e programar a manutenção de limpeza nas cidades que você vai parando. Da mesma forma que você reserva sua pousada, camping, hotel ou hostel, é necessário lembrar de, ou encontrar um mecânico na região, ou fazer você mesmo a limpeza da sua bicicleta. Lembre-se que fazer uma cicloviagem exige muito planejamento!

-Verificar desgaste de peças e componentes: cabos, roldanas e outras peças do câmbio são fundamentais e sofrem desgaste, seja de forma natural ou de negligência por não fazer a manutenção preventiva de forma correta. São a partir deles, inclusive, que surgem os maiores problemas com câmbio de bicicleta;

-Checar a folga do câmbio: esta folga pode prejudicar muito o desempenho da bicicleta no pedal, influenciando diretamente na passada de marcha. Este é um dos principais pontos que devem ter atenção, a fim de evitar grandes prejuízos em sua viagem.

Não é só isso, mas estes cuidados básicos garantem uma cicloviagem mais tranquila, com o uso do câmbio de forma continua por um período maior, sem ter nenhum tipo de complicação. Agora, se nada disso é feito, a probabilidade de os câmbios causarem alguma adversidade em sua viagem é muito grande.

Por isso, para prevenir sem precisar remediar, a coisa certa e ideal a ser feita é estar capacitado e entender realmente o funcionamento do câmbio e da sua bicicleta em si. Depois disso, óbvio, a manutenção preventiva é crucial, mas você poderá fazer isso com confiança e conhecimento.

Uma parte boa nisso é que, se você estiver realmente capacitado e souber os detalhes da sua bike, nem será preciso de um mecânico profissional para fazer este trabalho.

E como é possível se capacitar? Com o conhecimento técnico (e prático) adquirido nos módulos iniciante e/ou intermediário da Escola Park Tool, por exemplo, cuidar e ajustar corretamente da sua magrela e realizar a manutenção preventiva, diminuindo consideravelmente as chances de ter problemas no pedal e aumentando a vida útil da bicicleta.

Ficou com alguma dúvida? Tem algum comentário que gostaria de fazer? Escreva para a gente que teremos o prazer em te responder e ajudar em seus objetivos. Para saber mais, conheça nossos cursos. Até a próxima!

 

Texto publicado originalmente na Revista Bikemagazine.

Autonomia e segurança: entenda a sua bike e fique preparado para tudo no pedal

Imprevistos são comuns durante as pedaladas, mas é possível estar preparado se você realmente conhecer sua bike, saber realizar ajustes e reparos, manutenção e compreender as peças e componentes dela. Por isso, uma ótima forma de você obter autonomia e segurança durante o pedal é se capacitar.  

A Escola Park Tool possui diversos cursos que preparam o ciclista amador, profissional e até quem deseja seguir carreira como mecânico de bicicletas. E, para quem está começando, uma dica ótima é o Curso para Iniciantes. Entenda por que, em 3 motivos. 

É quase como um manual de sobrevivência do pedal 

É normal, muitas pessoas não sabem como usar a sua bike, tampouco conseguem se virar quando ocorre um imprevisto durante a trilha, como um pneu furado ou freio desregulado. Ao fazer o curso na Escola Park Tool o ciclista vai ter a confiança e conhecimento necessários para realizar estes e outros tipos de ajustes e reparos, além de entender como limpar corretamente e para que serve cada uma das ferramentas usadas nas bicicletas.   

Por ter uma linguagem simples, direta, com foco na teoria e ainda mais na prática, é um curso indicado para todos aqueles e aquelas que possuem dúvidas e ainda estão inseguras para pedalar por aí. 

Você jamais será enganado nas oficinas de mecânica 

Conhecimento gera confiança e economia. Com este curso de 7 horas você terá informações que te darão o suporte necessário para, na necessidade de levar sua bike a um mecânico, entender o que estão fazendo na sua bicicleta. Com isso, ninguém vai te passar a perna, pois estará capacitado para entender o que a sua bike realmente precisa. Ou seja, poderá economizar nos serviços da oficina, colocando aquela pressão e mostrando que você entende do assunto. 

Poderá dar maior vida útil à sua bike  

Aqui você vai entender a importância da manutenção preventiva que, embora muitos ciclistas não deem a atenção necessária a este processo, ele é essencial para manter a “saúde” da bicicleta em dia, prolongando ainda mais sua vida útil e das peças e componentes. 

Você vai ver que nem é preciso pagar para algum mecânico fazer isso por você, já que vai ter conhecimento o suficiente para cuidar corretamente da magrela e, ainda, diminuir as chances de ter problemas no pedal. 

E aí, pronto para declarar a sua independência no pedal? A capacitação salva e é a sua melhor opção para pedalar sem se preocupar com os imprevistos no caminho. Entre em contato conosco, faça suas perguntas e bora pedalar! 

Saiba o que checar na sua bicicleta antes de uma cicloviagem

Realizar uma cicloviagem é sensação de liberdade, de descobrimento – mas não é só isso. Para evitar contratempos, é importante estar preparado e ter alguns cuidados especiais para preparar a bicicleta para um longo percurso. Compreender o seu funcionamento e entender a função de cada componente da sua companheira, assim como as ferramentas certas para cada situação, é essencial para poder aproveitar a cicloviagem ao máximo.

Neste texto, vou apresentar alguns pontos que podem ajudar muito em uma cicloviagem.

Entender como funciona sua bicicleta é o primeiro passo para evitar problemas

Não importa o que você faça, conhecimento sobre determinado assunto é sempre importante. Quando o assunto é cicloturismo, não é diferente. Aos mais experientes e principalmente aos novatos da prática, sabemos que problemas durante as pedaladas são corriqueiros e não temos como fugir. Quando você está numa cicloviagem, então, as chances deles acontecerem são ainda maiores.

Mas não é nada que você não possa estar preparado. É possível estar capacitado para não ficar na mão e se livrar dos problemas assim que eles acontecerem, como trocar corretamente a câmara do pneu, uma gancheira, ajustar os freios, etc.

É necessário compreender o funcionamento integral da bicicleta e ter uma outra visão sobre ela. Entender os procedimentos de troca e ajustes, ler o manual das peças e componentes são tão importantes quanto saber pedalar na subida.

Manutenção preventiva salva o pedal e a sua bicicleta

Você já deve ter ouvido falar da manutenção preventiva. Embora muita gente não dê a atenção necessária a este processo, ele é importantíssimo para preservar o estado da bicicleta, e promover uma vida mais longa as suas peças e componentes.

Ao limpar corretamente sua bicicleta – o melhor é fazer uma lavagem a seco, utilizando um desengraxante biodegradável próprio para bikes, pedaços de pano de algodão, escova de dentes e pinceis para limpar a corrente, por exemplo -, retirando corretamente as rodas, você pode higienizar a corrente e os cassetes para evitar que a transmissão seja prejudicada.

Quem não sabe por onde começar e como se preparar para uma cicloviagem, uma dica interessante é realizar um curso de mecânica para iniciantes que, entre outras coisas, vai agregar conhecimento ao ciclista sobre sua bicicleta. São diversos cursos para iniciantes, amadores ou profissionais, para quem deseja compreender o básico da bicicleta e até para quem prefere se aprofundar no assunto, aumentando o seu conhecimento e podendo aplicá-lo profissionalmente.

Onde fazer cursos

Temas como montagem e desmontagem, a correta limpeza de peças, uso ideal de diversas ferramentas e a tal manutenção preventiva são abordados e preparam qualquer ciclista para cicloviagens, e até o pedal do dia a dia. Tudo o que você precisa saber sobre mecânica de bicicletas você encontra na Escola Park Tool.

Portanto, se você vai pegar a estrada e pedalar por aí, sozinho ou em grupo, lembre-se sempre de planejar o roteiro, checar referências com outros ciclistas e, claro, estar preparado para cuidar do seu maior bem durante a cicloviagem: a bicicleta.

 

Este texto foi publicado originalmente na Bike Magazine.

Vai praticar cicloturismo? Veja tudo o que você precisa saber

O cicloturismo caiu no gosto do brasileiro e cada vez mais surgem adeptos da prática, que se mostra como uma experiência sensacional sobre duas rodas. Em uma cicloviagem você, além de conhecer novos lugares e cultura, exercita o corpo e o olhar sobre o mundo. E você, já planejou ou está planejando praticar o cicloturismo? Se sim, prepare-se bem para isso.

A ótima notícia pra você é que a Escola Park Tool está aqui para te capacitar, promovendo o conhecimento necessário para você viajar tranquilo e em segurança. Assim, você vai ter a autonomia que precisa para se virar bem com possíveis e corriqueiros problemas. E sabe o que os nossos cursos fazem por você? Confira:

Promovem conhecimento da sua bicicleta e segurança

Já falamos aqui de um dos nossos alunos, o jornalista e cicloviajante Israel Coifman. Ele concluiu os módulos básico, intermediário e avançado da Escola Park Tool, que o capacitou e preparou para rodar o mundo com sua bicicleta. Em nossa oficina você também terá essa oportunidade, colocando a mão na massa e montando, desmontando e ajustando as bicicletas.

“Não tinha noção nenhuma, apenas sabia trocar a câmara do pneu. Ter feito o curso me preparou bastante. Não tive problemas graves, apenas alguns básicos e corriqueiros, mas recomendo a todos que desejam fazer um roteiro de cicloturismo. Eles realmente ajudam. Um ponto interessante dos cursos é que você começa a entender o funcionamento da sua bicicleta. E, se você se precisar levá-la numa oficina, como eu tive que fazer para alinhar a roda, você já se sente seguro, mostra que entende e coloca uma pressão no mecânico”, explica o aluno da Escola Park Tool

É isso: com os cursos citados acima você começa a ter outra visão sobre sua bicicleta. Com o aprendizado, você fica mais seguro para fazer um orçamento, pois já entende mais sobre o que precisa ser feito, caso você não possua os equipamentos para fazer você mesmo os reparos.

Você compreende a importância de fazer a manutenção preventiva

Tão importante em qualquer situação que o ciclista possa passar, a manutenção preventiva é abordada a fundo em nossos cursos. Para uma cicloviagem, então, se faz ainda mais necessária para você evitar possíveis problemas.

“Os cursos me prepararam para consertar a bicicleta e preservá-la, fazendo com que ela tivesse uma vida útil mais longa. Quando terminei os módulos, estava apto para resolver problemas e aprendi o que nem imaginava. Em todo o lugar que eu paro, seja no meu acampamento ou em um hostel, eu limpo toda a bicicleta. Tiro as rodas, higienizo a corrente e os cassetes para evitar que a transmissão seja prejudicada. Faço todos os procedimentos e limpo constantemente com produtos indicados e usados nos cursos da Escola. Dessa maneira eu tenho conseguido ir muito bem na minha viagem”, conta Coifman.

Cicloturismo | Israel Coiffmann

Cicloturismo | Israel Coifman

E você, deseja adquirir mais conhecimento e autonomia sobre sua bicicleta e fazer aquele roteiro de cicloturismo que tanto sonha? Então, antes de sair por aí pedalando – o que não recomendamos – passe aqui na escola para conhecer nossos cursos. Com certeza um deles irá encaixar no seu objetivo. Depois de se preparar, só resta pedalar!

Cicloturismo: como se preparar para uma viagem segura

Pedalar é viciante, não é mesmo? Tanto que nos dá vontade de subir na bicicleta e rodar dezenas, centenas e até milhares de quilômetros (no caso dos mais corajosos). Mas antes de entrar para o mundo do cicloturismo e encarar aquela viagem dos sonhos sobre duas rodas, o ciclista deve se lembrar de fazer a manutenção correta na sua bike.

Pensando nisso, separamos algumas dicas que vão ajudar.

No caso de encarar um trajeto longo, o mais indicado é fazer uma manutenção geral da bicicleta. Nela, a bike será desmontada e o mecânico vai analisar todos os detalhes: desgastes e peças a serem substituídas. Essa iniciativa vai evitar surpresas desagradáveis no meio do caminho.

Procure um mecânico capacitado pela Escola Park Tool

É sempre bom lembrar: antes de cair na estrada, procure um profissional certificado pela Escola Park Tool. Além de serem orientados a seguir passo a passo as orientações dos fabricantes, nossos alunos utilizam somente produtos da mais alta qualidade e referência no mercado. Assim, a chance de acontecer algum perrengue é muito menor.

Fique de olho: freios, pneus e correntes

Esses são quesitos mais críticos e merecem 100% da atenção do ciclista: a lubrificação da corrente, as pastilhas e sapatas de freio e a pressão dos pneus devem estar sempre de acordo com o que é dito no manual do fabricante.

20728986_1333028190143051_228293738814672428_o

Hector Garay e Lidia Maria vieram do Paraguai para fazer o curso na Escola Park Tool

Dando mais atenção à manutenção preventiva, o cicloviajante diminuirá consideravelmente as chances de passar por problemas devido ao desgaste desses componentes.

Cicloturismo: por onde anda Rafael Coifman?

Aluno formado na Escola Park Tool, Israel Coifman é referência para muitos ciclistas apaixonados por viajar sobre duas rodas. Com objetivo de dar a volta ao mundo de bicicleta, Israel completou o módulo básico e partiu para a estrada. Ao todo já são mais de 230 dias de viagem e 7.000 km rodados. E você sabe qual lição ele aprendeu?

“Manutenção preventiva. Na Escola Park Tool aprendi que ela faz diferença e evita dores de cabeça quando você está pedalando. Passei por alguns problemas. E se eu não tivesse feito a manutenção preventiva da maneira correta, poderia ter sido bem pior”.

20414150_1725095050864299_5438669585062713923_o

Foto: Lifelapse

Na Escola Park Tool, aluno vira parceiro. A instituição mantém contato direto com todos por meio de canais exclusivos de comunicação como WhatsApp, e-mail, telefone e redes sociais. Estamos com você para o que precisar.

Acompanhe no Facebook, Youtube e no Instagram todas as novidades e parcerias da Escola Park Tool. Você vai poder conferir fotos, vídeos, notícias e todas as informações da primeira escola de mecânica de bicicleta da América Latina.

Cicloturismo: Escola Park Tool prepara você para dar a volta ao mundo de bicicleta

Já se passaram mais de 3.500 km desde que Israel Coifman – jornalista, cicloviajante e aluno da Escola Park Tool – saiu do Brasil para encarar a maior aventura da sua vida: dar a volta ao mundo numa bicicleta. Apaixonado por cicloturismo, Coifman chegou ao Chile há pouco mais de um mês, onde passou pela Cordilheira dos Andes e descreveu nesse belíssimo texto que você pode ler clicando aqui.

Mas como é possível um ciclista apaixonado por cicloturismo se preparar para um grande desafio como esse? Quem responde é o próprio Israel:

“Quando decidi viajar, procurei a escola para fazer os módulos básico, intermediário e avançado. O objetivo era justamente ter umas noções básicas em que eu pudesse me virar quando tivesse problemas na bicicleta. Antes de fazer o curso, eu sabia apenas trocar a câmara do pneu. Não tinha ideia nem de como poderia remendá-la, por exemplo”, diz o jornalista e autor do site Lifelapse.

Conhecimento e manutenção corretiva

Todo o conhecimento adquirido ofereceu a Coifman mais do que a capacitação para resolver problemas na bike. Tanto que ele não passou nenhum grande perrengue até agora.

“Tive um elo rompido na minha corrente. O ajuste é simples, mas na escola eu aprendi a fazer da maneira correta. Também passei por uma situação em que o câmbio estava desregulado e consegui fazer o reparo. Outros problemas como pneu furado, remendo de pneu, colocar missing link, não tive nenhuma dificuldade”.

17492529_1555451374495335_759653430698483776_o

Manutenção preventiva

Ele teve muita sorte? Não é bem assim. Israel aprendeu aqui na nossa unidade do Ibirapuera, bairro da capital paulista, que a manutenção preventiva e o cuidado com a bike são fundamentais para evitar futuras dores de cabeça.

18216797_1611274562246349_1636185419531605178_o

“Em todo o lugar que eu paro, seja no meu acampamento ou em um hostel – eu limpo toda a bicicleta. Tiro as rodas, higienizo a corrente e os cassetes para evitar que a transmissão seja prejudicada. Todos os procedimentos com produtos que o Henrique (Zompero) me recomendou. Dessa maneira eu tenho conseguido ir muito bem na minha viagem”, conta Coifman.

Próximos destinos sobre duas rodas

E ele não para! Depois de pedalar pelo Brasil, Uruguai, Argentina e Chile, Israel ainda tem como seus próximos destinos a Bolívia, Peru, Equador e Colômbia, antes de chegar à América Central.

“Recomendo para quem está pensando em viajar a fazer os cursos da Escola Park Tool, pois eles realmente ajudam. Foram milhares de quilômetros e tive problemas muito simples que consegui resolver tudo sozinho. Vale muito a pena”, finaliza Israel Coifman.

Quer saber mais?

Fique de olho no Facebook e no Instagram da Escola Park Tool. Lá você fotos, vídeos, notícias e todas as informações da primeira escola de mecânica de bicicleta da América Latina. Ou acesse www.lifelapse.com e acompanhe o diário de bordo do jornalista apaixonado por cicloturismo.