Seja uma oficina autorizada em suspensão Rock Shox e componentes Sram

Mecânicos e lojistas formados na Escola Park Tool possuem, além da capacitação em diversas áreas da mecânica de bikes, benefícios que só conseguem obter aqui, na melhor escola de mecânica da América Latina. Um deles: se tornar uma oficina autorizada em Sram e em suspensão Rock Shox.

Centro Técnico Autorizado Sram e Suspensão Rock Shox

A sua oficina pode fazer parte deste seleto grupo e, através da especialização, se tornar um centro técnico autorizado Rock Shox e Sram, certificado pelo distribuidor oficial das duas marcas no Brasil. Para isso, é necessário que algum mecânico da sua equipe conclua os 4 módulos relacionados ao tema que a Escola Park Tool oferece: Suspensão Rock Shox, Shock Traseiro Rock Shox, Freio Hidráulico e Relação.

Única instituição do Brasil reconhecida pela Proparts para oferecer o conteúdo sobre os equipamentos, a Escola Park Tool iniciou uma parceria com o grupo ainda em 2017. O objetivo é promover vantagens aos profissionais de mecânica, lojistas e, consequentemente, aos ciclistas que fazem uso de produtos da marca.

Ser uma oficina autorizada só traz pontos positivos. Primeiro, significa que a sua empresa sabe como funcionam os componentes Sram e qualquer suspensão Rock Shox. Além disso, evita que ciclistas sejam lesados por reparos malfeitos por mecânicos não autorizados. Ainda mais em componentes e equipamentos com alto valor agregado, que necessitam de um trabalho de especialista, minucioso.

Seja referência: a especialização traz mais clientes e credibilidade

Marcelo Prust se formou na Escola Park Tool e, com isso, passou a ser referência na sua região, em Papanduva-SC, onde atende na Prust Bike Center. “A especialização se tornou um grande diferencial para o meu negócio, abrindo muito o mercado para mim, comemorou Prust.

E isso aconteceu justamente ao se tornar um centro técnico autorizado Rock Shox e Sram.

“O conhecimento que obtive foi capaz de aumentar minha credibilidade com os meus clientes. E, por ser autorizado Proparts, muitas pessoas vêm me procurar, pois confiam no trabalho e sabem que vão ter seu problema solucionado, tudo de acordo com o que o fabricante indica”, conclui ele.

Seja autoridade no assunto: ser referenciado por grandes marcas gera mais confiança

No caso de Antonio Estevão Neto, proprietário da Aestevão Bikes, que fica em Campo Grande-MS, o curso que concluiu mudou sua visão de negócios:.

“A certificação dá mais autoridade para o mecânico trabalhar. Como uma autorizada, tenho acesso a ferramentas e manuais técnico de alto nível e, principalmente, o acesso diferenciado a compra de grandes marcas e componentes que a distribuidora me proporciona”, explica.

 

Atestado de qualidade do distribuidor oficial de Rock Shox e Sram

Ao criar os padrões de qualificação passados nos cursos oferecidos pela Escola Park Tool, a Proparts passou a reconhecer os profissionais com CNPJ como uma oficina autorizada. Como especialista em suspensão Rock Shox e componentes Sram, você tem direito a comprar peças de reposição e manutenção direto com o distribuidor, que contam com alguns privilégios de atendimento e relacionamento comercial.

“Precisávamos ampliar a capacidade de treinar os mecânicos de sua rede de revendas de Rock Shox e SRAM. A parceria com a Escola Park Tool vai fazer com que a velocidade de propagação do conhecimento sobre a manutenção das tecnologias da Rock Shox seja muito maior”, analisa Marcelo Maciel, diretor geral do grupo Proparts.

É hora de se transformar e mostrar ao mercado como você pode se diferenciar. Com estes cursos, sua loja, além de ter um profissional atualizado e expert no assunto, estará habilitada a comercializar peças de reposição diretamente do distribuidor. Que baita oportunidade, não é mesmo?

Seja você o agente de mudança. Atualize-se e busque qualificação. O mercado de bicicletas vem crescendo ano após ano e com ele cresce a demanda de serviços e necessidade de profissionais ainda mais capacitados e atualizados.

 

 

Melhor mecânico do Brasil dá 3 dicas para você aplicar na rotina da sua oficina de bicicleta

Pela quarta vez ele chega ao lugar mais alto do pódio, no ranking que permite aos ciclistas avaliarem o serviço dos mecânicos profissionais, o Selo de Qualidade. Diego Hertel, campeão em fevereiro, abril e setembro, deu continuidade ao bom trabalho e conquistou posto de melhor mecânico de bikes do Brasil também em outubro. Conversamos com ele e pedimos algumas dicas do campeão para você aplicar em sua oficina de bicicleta e ser reconhecido pelos seus clientes. Confira:

Mantenha sempre a oficina limpa e organizada, principalmente a bancada e o chão

Uma das coisas que o curso profissionalizante da Escola Park Tool ensina é a questão da limpeza e organização na sua oficina de bicicleta. Afinal, a primeira impressão é a que fica, certo? Diego compreendeu a importância e aplicou as ideias no dia a dia da sua oficina, o que se mostrou um verdadeiro diferencial.

“A limpeza mostra muito do jeito do profissional e o cuidado que ele tem. Além disso, manter a bancada bem organizada, sem bagunça, ajuda muito nos processos de ajustes. O chão principalmente deve estar muito limpo, pois ajuda, inclusive a encontrar alguma peça que tenha caído”, comentou o mecânico da oficina D’Bike, de São Bernardo do Campo-SP.

Organize as ferramentas de acordo com o serviço que irá realizar

No curso que concluiu, Diego também aprendeu a ter mais praticidade no trabalho, facilitando os serviços de reparo e manutenção. Por isso, outra dica que ele compartilha para quem trabalha numa oficina de bicicleta é: organiza diariamente a sua bancada de ferramentas.

Ao separar as ferramentas de acordo com o seu uso e deixando-as agrupadas, perto uma das outras, você pode ter um desempenho muito melhor na sua rotina, realizando os processos de forma mais ágil. Além disso, deixa a bancada de ferramentas mais bonita e visualmente agradável.

Por exemplo: se for realizar um ajuste nas rodas, deixe as ferramentas para isso próximas e ao seu alcance. O mesmo acontece com ferramentas de movimento central ou qualquer que seja o seu foco e especialidade.

Ouça e entenda as necessidades do seu cliente

Trabalhar numa oficina de bicicleta exige conhecimento, qualificação e, além de tudo isso, especializações e um ótimo atendimento. Foi a soma desses fatores, não por acaso, que colaboraram para que Diego Hertel chegasse ao topo do Selo de Qualidade quatro vezes em 2018.

“O bom mecânico deve ouvir atentamente o cliente para entregar a melhor solução mecânica a ele. E, por isso, o curso de capacitação faz total diferença, junto com as especializações, que deixam o profissional ainda mais preparado. Com o conhecimento dos manuais de uso de cada fabricante é possível ter a confiança necessária e estar capacitado para realizar qualquer serviço, entregando um serviço de qualidade aos ciclistas”, explicou o mecânico do mês de setembro.

E aí, o que achou das dicas do campeão do Selo de Qualidade? Quer melhorar o seu serviço e atendimento e ser reconhecido no meio bike como um mecânico de confiança? Busque a capacitação, assim como fez Diego, e quem sabe você pode ser o próximo melhor mecânico do Brasil.

O que você precisa para montar a oficina mecânica de bikes ideal

Muita gente questiona: como é a oficina mecânica de bikes dos sonhos? Em que é preciso investir para ter sucesso como um mecânico profissional? Quais os produtos indispensáveis para quem vai abrir uma oficina? A Escola Park Tool responde tudo isso neste texto.

O que preciso investir para montar a oficina mecânica ideal?

Apenas duas coisas, mas que representam muito: conhecimento e capacitação. Juntos, são a base de qualquer negócio que alguém venha a construir. Logo, no segmento de mecânica de bicicletas, não é diferente.

Investir em um curso profissionalizante – e futuramente em especializações, grandes diferenciais – é a chave do sucesso para quem deseja viver do que gosta. Afinal, com ele é possível ter acesso a conteúdos teóricos e práticos, certificados por marcas renomadas (veja mais clicando aqui). O futuro mecânico profissional aprende a criar processos e padrões de serviços que visam a atender da melhor forma os clientes, no caso, os ciclistas.

Ao se capacitar profissionalmente, o aluno também aprende sobre gestão e precificação, além da parte mecânica, do funcionamento e particularidades das peças e componentes, claro.

É esse investimento que colabora para o mecânico se inserir no mercado, montando a sua oficina, dentro dos padrões de qualidade recomendados.

O que uma oficina mecânica precisa ter para ter credibilidade?

Antes de tudo, precisa de um profissional capacitado e certificado, que consiga passar confiança aos clientes e que estará apto a solucionar todos os problemas trazidos por eles. Depois, dois fatores são essenciais e grandes diferenciais de uma boa oficina: limpeza e organização.

Foi-se o tempo em que era normal ver uma oficina toda suja de graxa, assim como o próprio mecânico. Hoje a realidade é outra e o mecânico do século XXI deve se adaptar aos padrões exigidos, inclusive, pelos clientes.

Estética é importante, sim: é o seu cartão de visitas e diz muito sobre a aparência do local e o cuidado que o mecânico tem na sua área de trabalho. Logo, ter uma oficina totalmente limpa e higienizada fará os clientes olharem diferente para você. E, fique tranquilo, nos cursos oferecidos pela Escola Park Tool, você obtém dicas para isso, como por exemplo, utilizar luvas e um avental na hora de colocar a mão na massa.

Mas limpeza sem organização não adianta nada. Ter uma bancada de ferramentas com cada uma em seu devido lugar, além de mostrar quão organizado é o profissional, ajuda até a otimizar tempo de trabalho e os processos, de modo que o mecânico efetue os serviços e reparos da melhor maneira.

Uma boa dica é procurar um especialista em arquitetura ou design de interiores para ajudar a otimizar e organizar o espaço de trabalho.

E as ferramentas, quais eu preciso?

Isso varia muito do seu objetivo de trabalho e o foco da sua atuação. Mas, novamente, graças ao conhecimento obtido nos cursos da Escola Park Tool, o mecânico poderá entender de que forma ele irá atuar. Por isso não existe uma fórmula mágica ou um conjunto de ferramentas ideal para uma oficina.

Isso vai variar muito de acordo com seu perfil de cliente e de problemas que você venha a solucionar: se for um especialista em suspensão, será necessário um conjunto de ferramentas; se você for atuar em reparos e consertos gerais, outro tipo de ferramental. E assim por diantes.

O ideal é compreender o seu objetivo e a necessidade do seu cliente. A partir daí, o seu investimento será assertivo e o seu retorno financeiro será satisfatório dentro do que você planejou.

E, lembre-se: mecânicos de bicicletas existem muitos por aí, mas um com conhecimento qualificado, limpeza e organização não é tão fácil de achar. Esses podem e serão os seus diferenciais.