Capacitação profissional da Escola Park Tool leva mecânico para o Big Biker

Os cursos de capacitação profissional da Escola Park Tool oferecem aos alunos, entre os diversos benefícios, a oportunidade de trabalhar numa competição de mountain bike profissional! Mais uma vez presente em uma etapa de Big Biker, desta vez em São Luiz do Paraitinga-SP, em 1º de julho, a equipe de mecânicos formados na escola ficará responsável pelo apoio mecânico aos atletas antes da largada.

Durante os preparativos da prova, os mecânicos formados na Escola Park Tool estarão à disposição dos atletas para executarem, além do suporte mecânico, ajustes de câmbio, freios, suspensão, entre outros ajustes que poderão ser resolvidos de forma ágil e eficiente. Tudo isso graças à parceria entre Kenda, Algoo e Escola Park Tool.

A iniciativa, além de testar os conhecimentos dos mecânicos formados, leva segurança e comodidade aos atletas, já que imprevistos e problemas durante ou antes da prova podem ser comuns.

Como se tornar um mecânico profissional e viver esta experiência?

A escolha do mecânico que integra a equipe durante o Big Biker se dá através do ranking do Selo de Qualidade, criado pela Escola Park Tool para avaliar o atendimento e serviços prestados pelos mecânicos formados na Escola. Então, só quem conclui o curso de formação profissional da Escola é capaz de se candidatar ao posto de mecânico oficial de equipes.

E isso acaba sendo uma grande experiência após a conclusão do curso de capacitação profissional. Afinal, ter contato com o ambiente e a atmosfera de uma competição de alto nível é algo de valor imensurável, além de dar ainda mais prazer a quem trabalha e põe a mão na massa.

Participar, portanto, de uma etapa do Big Biker, acaba por se tornar um estágio de alto nível. Isso porque o profissional recém-formado estará envolvido diretamente no apoio aos atletas, sentindo a pressão e a importância de estar realmente preparado para aplicar o conhecimento adquirido nas aulas teóricas e práticas.

“A experiência foi incrível! O trabalho de mecânico durante uma prova requer muito conhecimento de marcas e modelos de bikes, medidas, etc. Devemos estar sempre atentos a tudo isso, mas estava tranquilo pois os módulos da Escola Park Tool ajudaram muito nesse quesito. Se não tivesse feito este curso, jamais seria capaz de fazer o que fiz no Big Biker”, explicou o mecânico profissional Diego Hertel, que estava na equipe de mecânicos durante o Big Biker, em Itanhandu-MG.

E você, deseja se capacitar profissionalmente e trabalhar com aquilo que gosta e, além disso, ficar preparado para os desafios da vida real, para as provas de ciclismo e o mercado de bikes?

Com os cursos oferecidos aqui na Escola Park Tool, em São Paulo e em Belo Horizonte, você tem acesso a um conteúdo didático, teórico e prático, focado em respeitar as indicações dos manuais de uso das principais marcas do universo ciclístico.

Por que você precisa entender de câmbio para praticar cicloturismo

Se são os câmbios os responsáveis pela corrente se movimentar sobre as engrenagens e coroas, garantindo uma pedalada com menos força e mais giro, eles merecem muita, mas muita atenção por parte do ciclista. Se você vai praticar cicloturismo, então, se torna imprescindível entender seu funcionamento e saber como cuidar deles. Confira as dicas e esteja preparado para sua próxima viagem sobre suas rodas.

Apesar de entender o funcionamento do câmbio ser um processo até que simples, é necessário, antes de tudo, muito cuidado e atenção com a prevenção.

Se o câmbio estiver com um bom funcionamento e o ciclista realizar, de tempos em tempos, a manutenção preventiva, ele pode ter uma durabilidade muito maior. Infelizmente, muitas pessoas ainda deixam de lado esta importante tarefa – e o câmbio, assim como outros componentes e a própria bicicleta vão perdendo a função e se desgastando. Sem cuidado preventivo, pode ocasionar sérios problemas, inclusive durante o pedal.

Quando falamos em cuidado com o câmbio no cicloturismo e em qualquer pedalada, devemos ter na cabeça os seguintes pontos de atenção:

-Limpeza: importantíssima e deve ser frequente. A parte de alta lubrificação exige um desengraxante a base d´água – a Algoo, por exemplo, oferece ótimos produtos que podem ser carregados durante sua viagem. A dica é se organizar e programar a manutenção de limpeza nas cidades que você vai parando. Da mesma forma que você reserva sua pousada, camping, hotel ou hostel, é necessário lembrar de, ou encontrar um mecânico na região, ou fazer você mesmo a limpeza da sua bicicleta. Lembre-se que fazer uma cicloviagem exige muito planejamento!

-Verificar desgaste de peças e componentes: cabos, roldanas e outras peças do câmbio são fundamentais e sofrem desgaste, seja de forma natural ou de negligência por não fazer a manutenção preventiva de forma correta. São a partir deles, inclusive, que surgem os maiores problemas com câmbio de bicicleta;

-Checar a folga do câmbio: esta folga pode prejudicar muito o desempenho da bicicleta no pedal, influenciando diretamente na passada de marcha. Este é um dos principais pontos que devem ter atenção, a fim de evitar grandes prejuízos em sua viagem.

Não é só isso, mas estes cuidados básicos garantem uma cicloviagem mais tranquila, com o uso do câmbio de forma continua por um período maior, sem ter nenhum tipo de complicação. Agora, se nada disso é feito, a probabilidade de os câmbios causarem alguma adversidade em sua viagem é muito grande.

Por isso, para prevenir sem precisar remediar, a coisa certa e ideal a ser feita é estar capacitado e entender realmente o funcionamento do câmbio e da sua bicicleta em si. Depois disso, óbvio, a manutenção preventiva é crucial, mas você poderá fazer isso com confiança e conhecimento.

Uma parte boa nisso é que, se você estiver realmente capacitado e souber os detalhes da sua bike, nem será preciso de um mecânico profissional para fazer este trabalho.

E como é possível se capacitar? Com o conhecimento técnico (e prático) adquirido nos módulos iniciante e/ou intermediário da Escola Park Tool, por exemplo, cuidar e ajustar corretamente da sua magrela e realizar a manutenção preventiva, diminuindo consideravelmente as chances de ter problemas no pedal e aumentando a vida útil da bicicleta.

Ficou com alguma dúvida? Tem algum comentário que gostaria de fazer? Escreva para a gente que teremos o prazer em te responder e ajudar em seus objetivos. Para saber mais, conheça nossos cursos. Até a próxima!

 

Texto publicado originalmente na Revista Bikemagazine.

Atual campeão do Selo de Qualidade afirma: “a capacitação mudou meu jeito de trabalhar”

Chegar ao topo de algum campeonato é difícil. Mais difícil, porém, é se manter no topo. Pela terceira vez, o proprietário e mecânico da Vinibike, Vinicius Oliveira alcança, através da capacitação profissional, o lugar mais alto do pódio do Selo de Qualidade, que avalia o atendimento dos mecânicos de bicicleta profissionais no Brasil.

Foi a capacitação feita na Escola Park Tool que permitiu ao Vinicius ser reconhecido pelo trabalho, tanto pelos clientes quanto por empresas do segmento, que veem um profissional pronto para atuar e solucionar problemas de mecânica. Isso e, claro, a qualidade do seu trabalho, atendimento e vontade de a cada dia estar melhor e mais preparado para satisfazer as necessidades dos seus clientes.

“Graças à minha formação de mecânico profissional na Escola Park Tool tenho recebido elogios de muitas pessoas e também convites para participar de eventos e provas de MTB. Inclusive, em maio fui convidado pela Shimano para participar do apoio neutro mecânico em uma ultramaratona, na Serra da Canastra, em Minas Gerais”, comentou o mecânico capacitado pela Escola Park Tool

Vinicius ainda fala que foi uma experiência incrível: “foi ótimo conhecer um lugar novo com natureza espetacular, vários atletas e poder colocar em prática todo conhecimento que adquiri em sala de aula.”

A prática é essencial para a formação de um bom profissional, não importa a área de atuação. Porém, a teoria, o aprendizado e o estudo aprofundado, somados à parte prática são os grandes diferenciais que este profissional pode ter. E é na Escola Park Tool que isso é possível.

“A capacitação mudou muito meu jeito de trabalhar e de entender todo esse mundo da bike. Passei a me preocupar mais com a qualidade do serviço que é prestado e das informações que passo para meus clientes”, complementa o tricampeão do ranking do Selo de Qualidade.

Conhecimento teórico + experiência no pedal: as vantagens que um mecânico profissional leva a equipes de MTB

Um atleta de Mountain Bike possui uma experiência prática sobre qual é a forma correta que um componente de sua bicicleta deve se comportar durante o pedal. Já um mecânico profissional formado pela Escola Park Tool, possui o melhor conhecimento teórico e a experiência prática que necessita para responder as exigências desse atleta, na hora de avaliar e consertar sua bike, principalmente se estamos falando de provas e competições oficiais.

A união desse conhecimento do mecânico e da vivência do atleta é fundamental para que ajustes ou manutenção em determinadas peças sejam feitos da maneira mais correta possível para não prejudicar o desempenho durante uma competição. E é sobre isso que trata o nosso mais novo vídeo, mais precisamente focando em suspensão.

Henrique Zompero, fundador e diretor de ensino da Escola Park Tool, recebe o técnico da equipe de MTB da Oggi e ex-atleta Edu Ramires. Aproveitando a parceria entre as duas empresas – a Escola oferece suporte mecânico profissional nas competições oficiais de MTB da equipe Oggi em 2018 -, eles batem um papo sobre o que um mecânico especialista em suspensão pode fazer por um atleta.

Aproveite para ver este e outros vídeos em nosso canal no YouTube: https://goo.gl/7RZ297