Rondônia-São Paulo: aluno termina curso na Escola Park Tool e abre oficina em bicicletaria

Existem mecânicos de bicicleta especialistas, formados e capacitados na Escola Park Tool, atuando em mais de 17 estados brasileiros. Espalhados em oficinas, bike shops e qualquer tipo de bicicletaria, eles estão totalmente preparados para atender as demandas dos ciclistas e apaixonados por bike. Mas eles sempre atuaram nesse mercado?

A gente responde: não é bem assim.

Muitos tinham carreiras completamente diferentes, mas depois de completarem os módulos da instituição conseguiram realizar o sonho de trabalhar com o que são apaixonados. Leia abaixo uma dessas histórias. A entrevista que fizemos com Flávio Rogério, aluno formado na Escola Park Tool que veio de Rondônia para se especializar como mecânico de bicicletas.

– O que você fazia antes de começar uma carreira no mercado de bicicletas?

FR: Eu era consultor de negócios numa concessionária aqui da minha região. Trabalhei minha vida toda com vendas em diversos segmentos. Depois fiquei desempregado por um ano e meio buscando algo novo para trabalhar, pois atuar na área de vendas não me fazia feliz. Na época, eu já vinha fazendo manutenção na minha bicicleta e na de alguns amigos. Os pedidos de conserto começaram a aumentar e eu tive a ideia de me especializar. Então, numa busca pela internet, encontrei a Escola Park Tool, a qual eu tive boas referências”, conta Flávio.

– Quais módulos você fez na Escola Park Tool?

FR: Fiz o curso profissional que engloba vários módulos diferentes e minha vida profissional mudou da água para o vinho. A Escola Park Tool me deu mais conhecimento para executar serviços com a maior perfeição. Além disso, é claro, a confiança para os meus clientes. Agora eles sabem que tem um bom profissional capacitado para executar os serviços em suas bikes” destaca.

Flávio Rogério na sua oficina em Rondônia (Foto: Divulgação)

– O que você mais gostou dos cursos oferecidos na Escola Park Tool?

FR: O diferencial é o conhecimento aprofundado dos instrutores, o ferramental de primeira e a forma correta de se usar cada ferramenta. O leque que se abre quando entramos em contato com outros mecânicos e lojistas de todo o Brasil, trocando ideais e experiências, é enorme. Os cursos são excelentes, tendo a parte teórica e a pratica. O estágio que a escola consegue em parceria com lojistas para que os alunos possam sintam o clima de uma bicicletaria e coloquem em prática o que aprenderam é fundamental.

WhatsApp Image 2017-06-29 at 16.22.09

– Hoje você ata no mercado de bicicletas? Bicicletaria ou oficina? Qual segmento?

FR: Hoje eu trabalho como mecânico. Tenho minha própria oficina que é terceirizada e fica dentro de uma loja de amigos que abriram alguns meses depois que fiz o curso na escola. A loja se chama Pedal & Cia e fica aqui em Rondônia. Uma das maiores e mais bem organizadas bicicletarias da região norte.

Gostou do conteúdo? Mande sugestões para a gente saber que tipo de notícia você mais gostaria de ler! Siga a gente nas redes sociais no Facebook e no Instagram.

Pedalar nas férias: como receber mais demanda na oficina de bicicleta

As férias escolares estão chegando e com elas o período de alta demanda em uma oficina de bicicleta. Isso porque, na busca por diversão, muita gente vai optar por deixar o carro em casa. E, assim, tirar a magrela da garagem para curtir um parque, as ciclovias ou ciclofaixas com a família. É um período muito gostoso. A bike vai além de meio de transporte no dia a dia. Ela assume a posição de fiel companheira na hora de curtir com as crianças, amigos e até viajar.

E como nós da Escola Park Tool recomendamos e até já fizemos um post no blog falando sobre o tema, antes de pegar a bicicleta nas férias, todo ciclista deve fazer uma revisão com seu mecânico de confiança.

Mas como o mecânico ou lojista está se preparando para receber essa demanda? O que fazer para garantir um atendimento rápido, mas sem deixar cair a qualidade?

Bom, a primeira medida que você precisa adotar é o planejamento. Com ele, o lojista ou mecânico consegue prever o que está por vir e apontar os caminhos para atravessar esse período de alta demanda sem perder clientes. Pergunte-se:

 

– Qual foi a demanda que você recebeu no mesmo período no ano passado?

– E a expectativa para esse ano?

– Eu tenho mão de obra e ferramentas suficientes para receber?

– Quanto eu tenho para investir, sem me arriscar demais?

 

Como em toda empresa, o planejamento vai clarear as ideias e organizar suas estratégias. Se precisará de mais colaboradores ou vai aumentar a jornada daqueles que já estão com você, lembre-se desse segundo passo: valorização. Afinal, uma equipe de confiança é a base para o crescimento de qualquer negócio.

Uma conversa individualizada mostrando o quanto seus colaboradores serão importantes nesse momento delicado, ser honesto quanto ao papel dele na equipe e valorizá-lo não só financeiramente, mas também com capacitação e conhecimento é o caminho ideal para extrair o máximo potencial daqueles que trabalham com você. Dessa maneira, o atendimento será da melhor qualidade, tornando-se uma referência no mercado.

O terceiro passo é conhecer os limites. Evite investimentos exagerados e, como costumamos dizer, “matar mosquito com tiro de canhão”. O planejamento na oficina de bicicleta vai ajudá-lo na direção certa. O que vai diminuir a chance de você gastar demais. Esse período é importante, pois investindo da maneira correta, o lojista ou dono da oficina pode aproveitar uma situação que seria delicada para transformá-la numa oportunidade de crescimento.

Essas foram algumas dicas básicas de gestão do seu negócio. Na correria do dia a dia na oficina de bicicleta, a gente pode acabar esquecendo. Mas se quiser se especializar, a Escola Park Tool fez uma parceria com Sebrae-SP que oferece uma gama completa de conhecimentos.

Quer saber mais? Fique de olho no nosso Facebook e no Instagram. Você vai poder conferir fotos, vídeos, notícias e todas as informações da primeira escola de mecânica de bicicleta da América Latina.

 

A Escola Park Tool está no Brasil desde 2013 e já formou mais de 2.000 alunos. O curso possui dez módulos diferentes e todos eles funcionam para ciclistas amadores, lojistas do mercado de bicicletas e mecânicos interessados em qualificação profissional. É um curso moderno e totalmente alinhado com as novas tecnologias do mercado.

Mecânicos de bicicleta iniciam treinamento para encarar desafio no Shimano Fest 2017

Organizado pela Escola Park Tool em parceria com a Shimano, Desafio de Mecânica de Bicicleta acontecerá em setembro. Mesmo assim, profissionais já iniciaram o treinamento.

 O Desafio de Mecânica de Bicicleta 2017 está chegando. A prova organizada pela Escola Park Tool que agitou a última edição do Shimano Fest será realizada mais uma vez dentro do evento, de 14 a 17 de setembro, no Jockey Club, em São Paulo-SP. Porém, em sua quinta edição, ela promete ser ainda mais competitiva.

E para chegar forte nas três etapas da competição, os participantes já sabem: estudo e preparação serão fundamentais. Um dos mecânicos de bicicleta que já começou seu treinamento é o atual campeão do desafio: Thiago Bustamante, da Gamaia Esportes, loja de São José dos Campos-SP.

“O treinamento do mecânico de bicicleta é fundamental para garantir um bom desempenho no desafio. Esse ano eu pretendo ficar ainda mais atento aos módulos que serão cobrados nas três etapas. Treinar, eu já treino no meu dia a dia aqui na oficina, mas meu objetivo é me dedicar ainda mais para defender o título de campeão nessa edição”, afirma Bustamante.

Mas como é o treinamento de um mecânico de bike que quer vencer o desafio? É possível afirmar que trabalhar a parte prática e mais importante que estudar a teoria? Quem responde é o próprio campeão:

“Na mecânica de bicicleta, a teoria anda lado a lado com a prática. Se o mecânico não conhece a parte teórica, ele não pode se considerar um bom profissional. Nós precisamos entender perfeitamente o que o fabricante recomenda. Não podemos trabalhar só com o que nós mecânicos pensamos que sabemos. Conhecer os manuais é realmente muito importante para todo o processo”, diz.

Premiação

No ano passado, os três primeiros colocados foram premiados com kits de ferramentas oficial da Park Tool. Grande vencedor, Thiago Bustamante levou para casa o PK-2 da marca norte-americana, com valor aproximado em R$ 8.500. O segundo ganhou um kit AK-2 (R$ 3.200) e o terceiro um SK-2 (R$ 1.200). Esse ano o prêmio será ainda melhor.

“Quando eu vi o prêmio, fiquei muito empolgado. Percebi que era uma oportunidade incrível, pois ninguém nunca havia oferecido um kit como esse para um mecânico. Ter um ferramental como esse é o sonho de qualquer profissional”, finaliza Bustamante.

As vagas ainda estão abertas. Os mecânicos de bicicleta que estiverem interessados podem fazer a inscrição pelo link.

Quer saber mais sobre tudo o que aconteceu na Escola Park Tool? Entre no site www.escolaparktool.com.br e fique de olho nas nossas redes sociais.

 

A Escola Park Tool está no Brasil desde 2013 e já formou mais de 2.000 alunos. O curso possui dez módulos diferentes e todos eles funcionam para ciclistas amadores, lojistas do mercado de bicicletas e mecânicos interessados em qualificação profissional. É um curso moderno e totalmente alinhado com as novas tecnologias do mercado.