De arquiteto a empresário: como Eduardo Swalen abriu sua oficina de bicicleta concept store da TREK

“Nunca é tarde demais para recomeçar” ou “os 50 são os novos 30” são chavões ou clichês – se você preferir, mas eles descrevem perfeitamente a história de vida de Eduardo Swaelen, ex-aluno da Escola Park Tool. Aos 51 anos, Eduardo terminou o curso profissionalizante da escola de mecânica e inaugurou a Cyclist, sua própria oficina de bicicleta e concept store da Trek (com mais dois sócios: Ricardo Chemmer e Christian Krieger) em São Paulo-SP.

Hoje, você vai conhecer toda a história desse carioca que mora na capital paulista. Aproveite… vai que ela é inspiradora para você:

Mudando de vida

“Eu trabalhei minha vida inteira como arquiteto e sempre tive o triatlo como hobby. Quando completei 50 anos, decidi mudar de profissão e trabalhar com algo que envolvido com bicicleta. Então, viajei para Barcelona (Espanha) e fiquei por lá durante 1 ano. Foi onde tive a oportunidade de fazer meu primeiro curso da Escola Park Tool. Ela é muito parecida com a que temos aqui no Brasil. O curso abriu minha cabeça. Então, resolvi voltar e abrir meu próprio negócio”.

A volta ao Brasil e a busca por capacitação

“Voltei disposto a me aprofundar na área e conhecer o mercado. Então, busquei outro curso profissionalizante e encontrei a Escola Park Tool do Brasil. Já conhecia a marca que é bastante conceituada. Me matriculei, fiz todos os módulos e completei o estágio. Isso me deu amadurecimento no setor de bicicletas. E não aprendi só a parte técnica. Conheci mais sobre o mercado, fornecedores, a relação com mecânicos, etc. Foi muito esclarecedor”.

Abrindo a loja

“Abrir minha primeira loja e oficina de bicicleta foi um grande desafio. Nunca tive nada parecido. Meus sócios também vêm do triatlo e a gente queria algo que não só fosse reconhecido por vender acessórios e bicicletas. Nosso objetivo sempre foi ser referência em mecânica para que os melhores venham trabalhar com a gente. Isso eu não vejo em outras lojas. O mecânico ganha a fama, sai e leva o cliente. Nossa ideia era abrir um lugar em que o mecânico encontra as melhores condições para trabalhar”.

WhatsApp Image 2017-01-24 at 16.56.11

Loja e oficina de bicicleta Cyclist, em São Paulo-SP

Tocando o negócio

“Abrimos as portas da nossa loja e oficina de bicicletas no dia 1º de novembro. A inauguração aconteceu no dia 28. Hoje posso dizer que estou bastante feliz com o que construímos. Nós exigimos que nossos funcionários estejam bem arrumados – inclusive os mecânicos – e a oficina limpa e organizada. Quem chega aqui é convidado a entrar e conhecer nossa oficina e conversar com nossos mecânicos de bicicleta. O atendimento é prioridade e tudo deve ser muito bem explicado para o cliente”.

Parcerias

“O contato com a TREK foi um passo muito importante. Deu a oportunidade de fazer uma concept store. Aceitamos e tocamos em frente. Quando resolvi abrir a loja, conversei com o Henrique (Zompero) e aí fechamos uma parceria bem legal. Os alunos da Escola Park Tool vêm fazer estágio aqui, conhecem a loja e nós damos a oportunidade para eles. Todo mundo cresce junto”.

Repassando o conhecimento

“Nosso objetivo é transformar o mecânico num especialista como um médico. O próximo passo é que os nossos mecânicos de bicicletas façam o curso profissionalizante da Escola Park Tool e os nossos vendedores façam pelo menos o intermediário. Afinal, todo mundo precisa saber o que está falando”.

O que pensa dos cursos da Escola Park Tool?

“Lá foi onde aprendi mais do que mecânica de bicicleta. Aprendi conceito, imagem, arrumação de gôndola, a fazer negócios, lidar com parceiros, clientes, fornecedores, etc. O aluno faz o curso e sai totalmente capacitado não só como mecânico, mas também para ser vendedor, lojista e empresário, por exemplo”.

E aí, curtiu? Mande mais sugestões para a gente do que você gostaria de saber!

E se quiser ficar mais por dentro, siga a gente nas redes sociais no Facebook e no Instagram.

Sebrae oferece curso gratuito de Formação de Preços

Sebrae oferece curso gratuito cujo objetivo é qualificar alunos para definir preços de venda competitivos para seus negócios por meio de procedimentos técnicos e do conhecimento do mercado em que atuam.
O conteúdo do curso inclui: elementos que compõem o preço e a venda, diferenciação de custos e despesas fixas de custos e despesas variáveis, avaliação de mercado para determinar preços competitivos, fixação de preço de produtos e serviços.
O estudante contará com o apoio e a orientação de um tutor para esclarecer dúvidas e receberá um certificado digital ao concluir a capacitação.
Para mais informações, acesse a página do curso no site do Sebrae.

Dica: como colocar a fita de guidão na bicicleta speed

Mais um vídeo fruto da parceria entre Escola Park Tool e a Revista Ride Bike. A proposta é passar dicas de mecânica básica que podem fazer a diferença na hora de preservar a vida útil do seu equipamento – sem precisar ir até uma oficina de bicicleta. Nessa edição, Henrique Zompero ensina o jeito certo de passar a fita de guidão na sua bike speed.

Confira:

E aí, curtiu? Mande mais sugestões para a gente do que você gostaria de saber!

E se quiser ficar mais por dentro, siga a gente nas redes sociais no Facebook e no Instagram.

A Escola Park Tool está no Brasil desde 2013 e já formou mais de 2.000 alunos. O curso possui dez módulos diferentes e todos eles funcionam para ciclistas amadores, lojistas do mercado de bicicletas e mecânicos interessados em qualificação profissional. É um curso moderno e totalmente alinhado com as novas tecnologias do mercado.

Escola Park Tool e Shimano Fest juntas no Desafio de Mecânica 2017

Está confirmado: Escola Park Tool e Shimano estarão lado a lado na organização do Desafio de Mecânica de Bicicletas 2017. Depois do sucesso de 2016, a primeira escola da América Latina especializada na capacitação de mecânicos de bicicleta e a multinacional japonesa renovaram a parceria.

“A Shimano está sempre presente quando o assunto é bicicleta. Temos feito ao logo dos anos parcerias com empresas que têm o mesmo propósito: fomentar e promover o reconhecimento da importância do uso da bicicleta. Utilizando experiências anteriores, o Desafio Técnico 2017 renova com a Escola ParkTool para juntos trazerem novidades e contemplarem o profissional de mecânica. Com o desafio, o Shimamo Fest fica ainda mais completo e podemos oferecer a cada ano o que temos de melhor”, afirma Claudinei de Souza, técnico da Shimano no Brasil.

Em 2016, a Escola Park Tool assumiu pela primeira vez a organização do desafio. Ao todo foram 3 fases eliminatórias com mais de 12 participantes. A final foi de tirar o fôlego. Tudo isso até o vencedor alcançar o sonhado prêmio. Um kit PK-2 da Park Tool, com valor aproximado em R$ 8.500, e um cavalete oferecido pela DMD Bikes.

14566377_1436843782995675_6049297549104118277_o

Marcos Bustamante, da Gamaia Esporte, durante o Desafio de Mecânica de Bicicleta no Shimano Fest 2016

Mas o que vem pela frente em 2017? Henrique Zompero, fundador e idealizador da Escola Park Tool no Brasil responde:

“Esse ano nós queremos ir além de entregar um kit excelente e completo de ferramentas. Nós queremos valorizar o profissional oferecendo diferentes tipos de experiências. Não dá para cravar nada, pois ainda é cedo para isso. Mas posso garantir que o nosso objetivo está dentro desse contexto”, disse Zompero.

O atual campeão do desafio é Marcos Thiago Bustamante, mecânico de bicicletas na loja Gamaia Esportes, em São José dos Campos-SP. Ele ainda leva o título. Agora, com a edição 2017 confirmada, mecânicos de todo o Brasil terão a chance de estar entre os melhores.

Mais um grande espetáculo que promete tirar o fôlego do público na Shimano Fest 2017.

Quer saber mais sobre os cursos da Escola Park Tool? Entre no site www.escolaparktool.com.br ou veja no Facebook www.facebook.com/escolaparktool.