Mais 5 motivos para fazer os cursos da Escola Park Tool

A mesma pergunta: “por que fazer os cursos de capacitação e qualificação em mecânica de bicicletas da Escola Park Tool?”, com novas respostas.

Vamos seguir o modelo do último texto com depoimentos de ex-alunos e parceiros – tem até atleta campeão nacional. Eles fazem parte da nossa história e também merecem esse espaço. Está curioso para ver os novos motivos? Então, veja abaixo:

Halysson Ferreira | atual campeão brasileiro de mountain bike e atleta da Focus XC Team Brasil

“Na primeira etapa da Copa Internacional de MTB, a equipe de mecânicos da Escola Park Tool foi extremamente atenciosa, organizada, ágil e assertiva no trabalho. Usavam as ferramentas certas e atendiam prontamente. Corresponderam a todas as minhas expectativas. Tenho certeza que as próximas vezes que nos encontrarmos será ainda melhor”.

Leonardo Wellington | responsável pelo setor técnico da Isapa

“Estar vinculado à uma instituição como a Escola Park Tool, sempre em evidência e associado a mecânicos qualificados e capacitados, é muito bom para a Manitou e para a Isapa”.

Eriston dos Santos | ex-aluno, mecânico e sócio da Vento a Favor Ciclo Café, em São Paulo-SP

“O que dá credibilidade ao mecânico é o cliente ver experiência e conhecimento. Quando fiz o curso da Escola Park Tool aprendi a atender melhor. Não basta você chegar e arrumar a bicicleta dele. Você precisa dar o diagnóstico e, se possível, avisá-lo antes de um problema maior acontecer como pastilhas de freio, corrente, cabo, etc”.

Gabriel Scotti | ex-aluno e fundador da oficina On Adventure, em Caxias do Sul-RS

“Achei todos os cursos bastante interessantes. O que mais gostei foi o módulo sobre as suspensões da Manitou. Além dos alunos serem bem assessorados, o conteúdo é sempre muito bem colocado e as aulas são muito práticas. Isso faz com que todos entendam melhor os temas. A escola me deu uma ótima base para eu abrir a minha própria oficina”.

Henrique Zompero | idealizador e fundador da Escola Park Tool na América Latina

“Queremos sempre oferecer aos alunos o melhor conteúdo que estiver ao nosso alcance. Nosso ideal é sempre prepará-los da melhor forma possível para o mercado, deixando todos os nossos alunos atualizados, o que é um importante diferencial no mercado de trabalho”.

Gostou? Então, fique de olho nas novidades da Escola Park Tool! Entre no site www.escolaparktool.com.br ou veja no Facebook www.facebook.com/escolaparktool.

Especialização: curso de suspensão está entre os mais procurados por mecânicos de bicicleta

Com objetivo de oferecer o melhor conteúdo especializado na manutenção das suspensões Manitou, a parceria entre Escola Park Tool e Isapa tornou-se um sucesso. O novo módulo já conta com mais de 40 alunos capacitados de diferentes estados do Brasil em pouco mais de dois meses disponível na grade curricular da escola.

FAÇA AQUI SUA INSCRIÇÃO PARA O CURSO DE SUSPENSÃO MANITOU

“Nosso objetivo era descentralizar o serviço de manutenção das suspensões e estamos muito satisfeitos. Notamos que a procura por treinamento diminuiu tanto por parte de profissionais, quanto dos ciclistas. É mais difícil alguém nos procurar pedindo informações sobre cursos de suspensão Manitou, pois o acesso que o ciclista tem à manutenção ficou muito mais fácil. É só procurar um mecânico próximo que seja capacitado e fazer os reparos necessários”, comentou Leonardo Wellington, responsável pelo setor técnico da Isapa.

Gabriel Scotti: 1 dos 40 alunos capacitados

Um dos alunos formados no módulo da Escola Park Tool, Gabriel Scotti, de Caxias do Sul-RS, acredita que o conteúdo foi fundamental para que ele abrisse sua própria oficina: a On Adventure. Impressionado com o material das aulas, Gabriel pretende levar o conhecimento sobre a Manitou que aprendeu para os ciclistas da sua cidade.

“Achei o curso e a suspensão muito interessantes. É tudo muito prático. Para quem não tinha tanto conhecimento como eu, foi fundamental para entender como funciona. A suspensão é excelente. Com a formação correta como eu tive, é muito simples de trabalhar com ela. Como o pessoal aqui na minha região não conhece muito as suspensões Manitou, quero muito fazer com que os ciclistas aqui comecem a utilizá-la”, disse o empreendedor e fundador da oficina On Adventure.

Capacitação e qualificação

Para Henrique Zompero, idealizador e fundador da primeira Escola Park Tool na América Latina, o conteúdo passado durante o módulo de suspensões Manitou é um diferencial para o mecânico de bicicletas.

“Quando começamos o curso nosso objetivo era capacitar os profissionais para fazer a manutenção de forma consciente. Com a parceria da Isapa, pudemos disponibilizar aos nossos alunos um conteúdo de qualidade, utilizando os melhores produtos. Estamos muito felizes com esse resultado e tenho certeza que a busca por esse tipo de conhecimento será ainda maior nos próximos meses”, analisou.

Com 7 horas de duração, o módulo de suspensões Manitou segue como obrigatório e está incluso na grade de formação profissional, porém ele também é disponibilizado separadamente. Interessados poderão fazer sua matrícula no link.

Quer saber mais sobre os cursos da Escola Park Tool? Entre no site www.escolaparktool.com.br ou veja no Facebook www.facebook.com/escolaparktool.

Na prática: 3 hábitos de sucesso para mecânicos de bicicletas

Todo profissional, independente do segmento que atua, pode vir a se deparar com alguns vícios na rotina do seu trabalho. Com o mecânico de bicicletas não é diferente. Normalmente os que se destacam são aqueles mais atentos a essas “manias”. Eles acabam fugindo dessa rotina, buscando novos conhecimentos até conseguirem oferecer um atendimento individualizado, de acordo com a necessidade de cada cliente.

Essa busca pela perfeição no serviço prestado é que faz a diferença. Isso é o que passamos aos alunos da Escola Park Tool. Um dos pilares do conteúdo apresentado nos nossos cursos vai além da qualificação e certificação. É despertar nos alunos hábitos que vão diferenciá-los dos demais profissionais do segmento. Separamos 3 deles. Veja abaixo:

1- Organização

Parece simples, mas manter uma oficina organizada pode ser um grande diferencial para o mecânico de bicicletas.

Em primeiro lugar, porque um local de trabalho em ordem é capaz de encher os olhos de possíveis clientes. Afinal, uma oficina com as ferramentas em seus devidos lugares mostra que o profissional que ali atua também organizado. Em segundo lugar, por dar mais agilidade ao trabalho. Afinal, fica muito mais fácil achar uma ferramenta dentro da oficina se ela estiver no lugar certo.

Uma boa dica é procurar um especialista em arquitetura ou design de interiores para ajudar a otimizar e organizar o espaço de trabalho.

Leia mais: ESCOLA PARK TOOL OFERECE SERVIÇO DE CONSULTORIA AOS ALUNOS

2- Limpeza

Limpeza é complementar e tão importante quanto a organização. Além de motivar o profissional, manter um local de trabalho limpo é um verdadeiro cartão de visitas para um mecânico de bicicletas. Limpeza significa cuidado. Ao chegar na oficina e ver tudo limpo e organizado, o ciclista não terá dúvidas: “esse profissional vai cuidar bem da minha bicicleta”.

Por isso, limpe sempre tudo o que você usou no final do dia. Não só as ferramentas, mas também o espaço. Mecânicos de bicicletas existem muitos por aí, mas um com conhecimento qualificado, limpeza e organização não é tão fácil de achar. Esses podem ser os seus diferenciais.

3- Avaliação

Confiança. Isso é o que um ciclista procura num mecânico de bicicletas. Exatamente por isso, o processo de avaliação do problema na bicicleta é tão importante quanto os outros tópicos acima. Ao apresentar o diagnóstico seja claro, direto e explique o que aconteceu e quais serão as medidas a serem tomadas para fazer o reparo.

Se possível, além de mostrar onde está o problema, oriente sobre possíveis manutenções preventivas. Mostre clareza e deixe claro que o seu objetivo não é vender os produtos na loja e sim encontrar a solução para o cliente. Dessa maneira, você conquistará a fidelidade daquele que procura seus serviços.

Gostou? Então, fique de olho nas novidades da Escola Park Tool! Entre no site www.escolaparktool.com.br ou veja no Facebook www.facebook.com/escolaparktool.

4 erros comuns entre ciclistas iniciantes e como evitá-los

Você conseguiu! Depois de muito planejamento, adquiriu a sua bicicleta. Agora vai de bike para o trabalho, não pega trânsito, faz exercício, melhora sua qualidade de vida e ainda conseguiu um hobby para o final de semana: pedalar na trilha.

Mas faltou um detalhe que talvez tenha passado despercebido: como usar a mecânica para manter a qualidade do seu equipamento? Pensando nisso, a Escola Park Tool separou 4 erros comuns entre ciclistas iniciantes e (o mais importante, claro!) como evitá-los ou solucioná-los.

Veja abaixo:

1-Deixar a manutenção de lado

Levar a bicicleta ao mecânico com frequência é muito importante para manter a qualidade e a vida útil do seu equipamento. Claro que, se o ciclista tiver o conhecimento necessário, ele mesmo pode fazer alguns reparos na própria magrela. O que é recomendável, pois só assim você irá conhecê-la de verdade.

Mesmo assim, contar com um profissional de confiança para fazer os ajustes mais complexos e diagnosticar problemas é fundamental. O mais importante é ter em mente que sempre a manutenção preventiva vai ser mais barata do que a corretiva.

2- Não limpar a bicicleta

“É só jogar uma água e pronto, né?” Não. A bicicleta tem uma série de componentes e peças pequenas que, se não forem limpas do jeito certo, podem dar uma grande dor de cabeça no futuro. Se você curte pedalar na trilha o cuidado deve ser ainda maior. Usar ou não usar querosene? Qual produto é melhor? Onde devo esfregar? É fundamental saber como tirar a sujeira de cada lugar da sua bike, principalmente no caso de lama e poeira.

3- Lubrificação é importante?

Muito, assim como a limpeza de cada parte da sua magrela. A lubrificação pode evitar danos à corrente, cassete e outras partes da bicicleta. O ciclista iniciante precisa aprender como fazer esse processo com eficácia para evitar problemas ainda maiores no futuro.

4- Não saber como fazer as manutenções de emergência

Ficar refém do mecânico – por mais que tenha confiança no profissional – não é bom para qualquer ciclista, seja iniciante ou mais experiente. Ter pelo menos uma noção básica para rebater um diagnóstico ou até mesmo fazer uma manutenção durante o pedal é essencial.

Não dá para comprar uma bike e não conhecer como ela funciona, não é mesmo? E se furar um pneu ou quebrar/soltar sua corrente?

5- A solução para todos esses problemas! :)

Pensando nisso, a Escola Park Tool montou sua grade de cursos com o módulo Iniciante, especialmente desenvolvido para ciclistas iniciantes ou experientes. Durante 5 horas, o aluno vai aprender na prática a fazer um remendo de câmara, reparo de corrente, alinhamento de roda, forma correta de lubrificação para evitar danos futuros e limpeza da bicicleta.

Um verdadeiro manual de sobrevivência do ciclista. Gostou? Então, veja como se matricular no link.

Esses são só alguns exemplos. Imagine que tem muito mais. Gostou? Então, fique de olho nas novidades da Escola Park Tool! Entre no site www.escolaparktool.com.br ou veja no Facebook www.facebook.com/escolaparktool.

Bicicleta: 3 passos para fidelizar o cliente da sua oficina

Pioneira na qualificação e capacitação de mecânicos de bicicleta na América Latina, a Escola Park Tool é uma referência quando o assunto é formação de profissionais. E, para o lojista, contar com um profissional desse gabarito na sua equipe é fundamental para fidelizar novos clientes.

Um dos grandes diferenciais da Escola Park Tool é que não basta ter conhecimento, se o profissional não souber como passá-lo. Essa filosofia levou a instituição a desenvolver um trabalho especializado em ensinar ao mecânico o atendimento ao cliente. Quer saber como? Veja os três passos abaixo:

Passo 1: adquirir conhecimento prático e técnico

Em primeiro lugar, o profissional deve buscar o conhecimento, a técnica e a informação para qualificar seu serviço. A ideia é que o mecânico não apenas chegue, diga que é para trocar tudo na bike e pronto: está resolvido. Ele deve entender o funcionamento, analisar o problema em questão e depois apontar um diagnóstico. Mostrar passo a passo o que será feito durante o trabalho passará segurança ao cliente.

Passo 2: saber como orientar o cliente

Não bastar ter todo conhecimento do mundo, se o mecânico não souber como passar a informação do que está acontecendo e como será resolvido. Uma boa dica para tornar-se uma referência é ser bem claro e ir direto ao problema, explicando o motivo daquele procedimento ser feito daquela maneira. Essa análise é um grande diferencial entre os profissionais que estão hoje no mercado.

“Em todos os módulos nós passamos para os alunos a linguagem que o mecânico deve usar. Nosso propósito é que o mecânico de bicicletas se torne um vendedor do seu serviço, entendendo melhor o que está acontecendo na bike e saiba passar isso para o ciclista”, comenta Henrique Zompero, idealizador e fundador da primeira Escola Park Tool na América Latina.

Passo 3: prevenção e antecipação do problema

A manutenção preventiva sempre será mais barata do que a corretiva. Ao apresentar a solução do problema antes que ele apareça, o mecânico orienta o ciclista a otimizar o tempo de funcionamento da sua bicicleta. Dessa maneira, evita gastos desnecessários ou uma possível perda de tempo com a bicicleta parada na oficina.

Na Escola Park Tool, por exemplo, os alunos aprendem a montar uma tabela de manutenção preventiva onde é possível gerenciar toda informação do que é gasto e quanto pode vir a durar determinada peça da bicicleta.

“O conteúdo é passado durante todas as aulas desde o módulo iniciante. Normalmente nós temos três públicos diferentes na sala: mecânicos, consumidores e futuros lojistas. Funciona como um workshop onde levamos a dificuldade de cada um deles. Por exemplo, o atendimento do mecânico, a autonomia do ciclista, como o lojista deve lidar com o seu distribuidor. É preciso que cada um entenda melhor o seu universo e o do outro”, finaliza Zompero.

Quer saber mais sobre os cursos da Escola Park Tool? Entre no site www.escolaparktool.com.br ou veja no Facebook www.facebook.com/escolaparktool.