Após curso, aluno da Escola Park Tool abre oficina em Recife

O boom recente causado pelo aumento das ciclovias pelo Brasil tem atraído cada vez mais adeptos da prática do pedal. Com isso, as bikes vão precisar de manutenção, não é mesmo? E como estar preparado para isso?

Leonardo Amante encontrou a resposta. O recifense de 38 anos, fã de música, que sempre fazia a manutenção da própria bike, ficou sabendo do curso da Escola Park Tool através de um amigo. Não titubeou, se inscreveu e voou pra São Paulo.

“Eu queria me qualificar para ter a base real. Não queria ser mais um curioso, e sim um especialista”, conta ele.

É exatamente essa confiança conquistada através do curso da Escola Park Tool, que passa aptidões e padronizações possíveis quando o assunto é manutenção.

Depois do curso

“Depois que voltei de São Paulo, consegui reestruturar a oficina e comecei de verdade o trabalho. Agora estou terminando a parte burocrática, para começar a divulgação e abrir ao público, embora atenda alguns amigos”, diz ele sobre os próximos passos.

De acordo com Leonardo, Recife tem um potencial imenso.

“Falta qualidade e serviço especializado por aqui. O ‘boca a boca’ tá rolando e crescendo. Não tenho dúvidas que o curso só me fez aprender mais e crescer profissionalmente”, completa.

Diferencial

O grande diferencial do curso, segundo Leonardo, foi a quantidade de informações e como elas foram passadas.

“Eles têm muita experiência e conhecem bem a área. 1 + 1 é dois, mas até chegar a esse resultado demora um pouco. Tem que ter sensibilidade e conhecimento, e eles mostraram com seu método que tem de sobra”, finalizou Leonardo Amante.